Squarepusher

Membro
  • #Conteúdo

    1562
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
  • Content Ratings

    1
As minhas músicas favoritas

Reputação

5 Reputação Neutra

About Squarepusher

  • Aniversário 26-07-1983

Informação de Perfil

  • Género
    Masculino
  • Cidade
    Silves
  • Instrumento
    Piano/Orgão

Quem visitou o meu perfil

1910 visitas ao perfil
  1. 8 dicas por ordem cronológica para os mínimos olímpicos: a) Ao longo de todos os pontos: livro de teoria do Bert Lingon. Tem exercícios,esclarece e simplifica o que se passa. Praticar com pessoas com o mesmo nível conhecimento ou melhores. 1) Jazz Piano book (vão ter que ter alguns temas dos realbooks/new real book para aplicar os exercícios, fazer tudo sem excepção e o melhor possível) 2) Bill Dobbins - Creative Approach to Harmony (primeiros capítulos para esclarecer dúvidas nos drops e nas inversões) 3) Aebersold tem uns livros com transcrições do comping de piano (super dica que me faz merecer 500 paus de cada um) 3.1) The Art of Comping - Jim Mcneely 4) You Tube - Doug McKenzie - sobretudo cenas de estílistica. Eu acho-o old fashion, mas a verdade é que não tenho metade dos tricks do gajo. 5) Sacar solos e comping de música seja jazz, gospel, blues, soul, rock não interessa (ver o que na prática os músicos fazem). Ao mesmo tempo ler/aplicar o Connecting Chords with Linear Harmony do Bert Lingon. 6) Livros do Jerry Bergonzi para "cimentar" no inconsciente patterns. Diria que não é precisa a exaustão a que o gajo leva cada livro. Acho que metade das páginas só servem para fazer peso. 7) Estudem devagar e bem cada ponto. Às vezes tocar 2 compassos com a articulação certa desbloqueia um mundo. Quando pensam que não evoluem, insistam sobretudo na parte de sacar música de ouvido é aí que depois de praticado com cuidado e certinho vão sentir os grandes pulos. 8) Desconfiem das pessoas com quem tocam. Não perder tempo com quem não faz nem quer fazer. Ouvir música faz-nos ter referência do que é o produto final. Toquem com secções rítmicas que groovem/swinguem. Se não swinga ou groova são vocês o mata-groove -> SOLUÇÃO: inspeccionar a solidez rítmica e a articulação.
  2. Idealmente começar por fazer exercício físico fora do piano que aqueça os membros e te ajude a manter a postura. 1ª hora 10/15 min. Trabalhar coisas que não sabes (dedilhações, escalas, passagens, +a escala ou arpejo um pouco mais rápido) 10/15 min. Reforçar coisas que estudaste recentemente. 20/30 min. Decorar reportório. - descanso 15 min - 2ª hora 10/15 min. Leitura à primeira vista de material que não conheças e que seja desafiante. 10/15 min. Reforçar reportório antigo. 20/30 min. Ouvir música e/ou gravações daquilo que vais preparar. - descanso mais longo- etc... Não descrevi tudo o que é possível fazer, mas essencialmente tenta organizar o estudo de forma a ser eficaz e que te mantenha a vontade de praticar. O que estudas pela primeira vez tenta reforçar no dia seguinte e três dias depois. Sempre que bloqueias numa questão técnica seja de execução ou leitura, simplifica ou divide. Isola compassos difíceis. Ritmo: esquece a melodia e bate o ritmo até o conseguires ler. Técnica: simplifica o compasso ou passagem. Outlining. Decorar logo. Custa menos que decorar depois, além de que ficas com os ouvidos "abertos" para a interpretação. Nunca é demais reforçar que o descanso é importante quer para assimilar, quer para voltar ao piano concentrado; além disso estás mais concentrado quando não estás cansado. Pensa em estudar 30 min. antes de ir para a escola ou trabalho. Ouvir música cria-te referências e é da maior importância e muitas vezes ajuda-te tecnicamente, porque vais imitar alguém que está a fazer uma frase com a articulação e ritmo "corretos" e que muitas vezes é a "chave" para desbloquear algum problema técnico. Veres o músico a tocar tira-nos dúvidas acerca da solução que o mesmo encontrou para aquela passagem ou em termos de dedilhação, além de cria alguma relação mais próxima com a performance. Faria apenas estudos que possam ser confundidos com peças. Lembro-me que há alguns de Heller e Chopin. Há os álbuns para crianças do Schumann e do Tchaikovsky têm texturas pianísticas variadas e que são de interesse conhecer. Bach.
  3. Havia um tópico sobre esta loja que foi arquivado em 2008. Gostava de ter feedback desta loja e loja online pois os preços são bastante competitivos o que me leva a duvidar. Agradecido!
  4. até
    Hugo Alves, Trompete | Yuri Daniel, Baixo Eléctrico | Joel Silva, Bateria | João Capinha, Saxofone | Alexandre Bento, Guitarra | Diogo Russo, Piano Workshop Introdução ao Jazz | Santarém | 3 a 6 de Agosto30 horas (4 dias, inclui jam-sessions) | Participantes 60 € | Ouvintes: 30 €Inscrições: http://workshop.pt.to | tel. 243 098 708
  5. Via Skype, em horário pós-laboral. Ou aula particular e individual perto de Albufeira. Na vertente clássica ou Jazz (base para a música moderna) ou ambas.   Tenho experiência como professor de piano no ensino profissional e integrado e integro a Orquestra Jazz do Algarve como pianista desde 2013.
  6. Era preciso que a transmissão sem fios já fosse transparente. Ainda não é, prevêem-se melhoras no sistemas digitais...
  7. O tops que lá meteram têm um SPL máximo a 1 metro de 140 dB SPL. Para responder ao rider colocaram 4 Tops e 4 subs. Não sei o SPL máximo dos subs. ;)
  8. Não me disseram, mas ouvi rumores: um técnico de uma banda com muitos discos e muitos fãs no mundo a pedir potência em vez de pressão sonora para um espaço fechado.
  9. Sendo o gajo do Estados Unidos e assumindo por exemplo Nova Iorque, isso nem é valido para a rua dele, quanto mais o planeta.
  10. Primeiro que tudo, esclareço que estou a falar de AFL de master do Auxiliar. O circuito AFL é afectado pelo volume do master fader do auxiliar. Antes do master tens o circuito de post e pre fader. O de post é afectado pelo fader da pista, o de pre não o é. Ou seja se tiver um envio numa pista comutado para pre, mexer não te aumenta nem diminui o nível enviado para o auxiliar, e o AFL do master do auxiliar também não vai fazer isso. Esclarecido? Para afectar em pre, tinhas que operar os envios para auxiliares. A ideia era fornecer um stereo para uma equipa de filmagem por auxiliares já que as matrizes e grupos já estavam ocupados. Assim tocar no AFL não basta, tem que se comutar o envio de todos os auxiliares para post.
  11. Um Técnico de som Rookie a apontar para os AFL dos masters dos Auxiliares tentando convencer que serviam para colocar os auxiliares em Post-Fader. <_< O que ainda me lixa é a falta de humildade que anda por aí. Não faz mal um gajo não saber e perguntar... Agora discutir e bater o pé que é, uma coisa que não é, é o que me deixa mesmo com vontade de os envergonhar em frente a colegas.
  12. Man, tu... tu és o Jack Sparrow!

    Nice pic!

  13. Não, este profile é que está, indubitavelmente, ESPETACULAR:

  14. Essa foto...omg!

    :|