Nónio

Membro
  • #Conteúdo

    9467
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
  • Content Ratings

    210
As minhas músicas favoritas

Reputação

924 Reputação Excelente

1 Seguidor

About Nónio

  • Rank
    Rock and Blues aficcionado
  • Aniversário 23-06-1970

Informação de Perfil

  • Género
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Lisboa
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

7478 visitas ao perfil
  1. https://www.docdroid.net/rQRUegG/dont-cry.pdf.html Mea culpa que percebi mal. Agora sim, para piano.
  2. Tens aqui:
  3. Mas eu não estava a brincar. Provavelmente em casa, no mesmo prédio onde vive há décadas e quizás até de saúde. Se sabes onde vivia antes é-te fácil dar com ele, se não sabias é questão de haver uma conversa privada que pode esclarecer algumas dúvidas.
  4. Nem eu. Hoje em dia acima de 50w só tenho um 2x150w. Acção em que fracassei por completo.
  5. Aposto uns 500€ como a resposta correcta é ... em casa.
  6. Beeeemmmmmm ! !! !!! Até me faltam as palavras, o homem sente mesmo. E o guitarrão, que máquina impressionante, uma cena ao mesmo tempo clássica mas extremamente original ao mesmo tempo, espectacular. E nem sequer está afinada a rigor ! Extraordinário.
  7. Ah ok, Então assim já bate certo.
  8. Como ? É um tema de Dream Theatre, intensidade e o nome deles não fazem sentido na mesma frase.
  9. GRANDA ONDA ! Apanhei isto na rádio ontem no carro e tive de ir ouvir melhor.
  10. Ainda em trabalhos ...
  11. Pelo pouco que compreendo e sei deve ser porque o Pick tocava essa parte do tema (assumidamente) em 16/4 enquanto os outros que lhe seguiram no assento faziam uma adaptação que nem era nem deixava de o ser.
  12. Ah pois e isso também. Tal como disse, os que lhe faziam sombra marchavam.
  13. O Pick Withers tem toda a minha admiração. Além de tocar com muito bom-gosto teve momentos únicos que não se assemelham à forma de tocar de nenhum outro baterista que eu conheça. Nem vou mais longe, só o início de "Skateaway" por exemplo. Não sabes do Hal Lindes porque não queres, ele faz hoje o mesmo que começou a fazer em 1985. Fui buscar a frase ao Wiki mas já sabia disto. "In early 1985, while Dire Straits were recording tracks for their Brothers In Arms album, Lindes left Dire Straits to compose film soundtracks full-time." Ironicamente, faz algo que o próprio Knopfler também é famoso por fazer . https://en.wikipedia.org/wiki/Hal_Lindes Nem ele nem nenhum outro, TODOS os guitarristas de apoio nos Straits foram uma desgraça, especialmente se comparados ao David. Safa-se um tal de Clapton mas foi uma curta parceria. Na verdade convenço-me que o Mark fez por despachar todos os que lhe poderiam fazer nem que fosse uma nesguinha de sombra, o homem estava mesmo determinado a subir bem alto.
  14. Um gajo até lhe perdoa ter tido a coragem de correr com o próprio irmão da banda que ambos criaram e desenvolveram. Para canhoto até nem toca nada mal guitarra.
  15. Sublime. Som do cacetão e é provavelmente um dos temas da banda que sempre gostei, gosto e gostarei mais.