Jump to content

  • Log in with Facebook Log in with Twitter Entrar com o LinkedIn Entrar com o Google Entrar
  • Criar Conta
Bemvindo(a) ao Forumúsica!
Registe-se para fazer parte da maior e mais avançada comunidade de músicos em Língua Portuguesa!
Tenha acesso a todas as funcionalidades disponíveis e seja parte desta entusiasmante comunidade!
Uma vez registado(a), pode entrar e criar tópicos, colocar respostas, interagir com outros músicos, ter acesso aos classificados, às análises de material musical, adicionar serviços, enviar mensagens privadas, postar atualizações de estado, gerir os amigos desta comunidade, e muito mais!
Esta mensagem será eliminada após entrar na comunidade.
Entrar Criar Conta
Para deixar de ver este aviso definitivamente,
Clique aqui para fazer parte desta grande comunidade!
Se já é membro, faça login aqui.
Photo

Melhorar Guitarras Baratas


  • Por favor, entre na comunidade para responder
145 respostas a este tópico

#1
V8

V8
  • Género:
  • Cidade:Porto
Olá a todos. Estava a explorar os meandros do meu disco rígido e deparei-me com uma revista que criei em 96, quando não tinha acesso à Internet (tinha eu 16 anos), sobre guitarras e afins. Vou então disponibilizar alguns dos textos que elaborei, na esperança de (mesmo sabendo que os meus conhecimentos não eram particularmente extensos) ajudar alguém. Aos leitores, perdão pelo meu sentido de humor na altura... actualmente divirto-me bastante ao ler isto. :lol:

--

GUITAR TECH


Pois é, tu sempre sonhaste com aquela Strat, mas o “caroço” não deu para tanto. Então a única solução foi optar por algo mais em conta e suportar a ignomínia de recorrer ao “Mundo Amarelo”. A sorte é que, de vez em quando, se encontram guitarras baratas Made in Taiwan ou Korea, que apenas com um pequeno tratamento podem mudar radicalmente. É isso que a Shred-o-Matic propõe: explicar truques para transformar uma guitarra barata (entre os 20 e os 50 e poucos contos), numa boa guitarra e, mais importante ainda, numa Custom Guitar (guitarra personalizada) sem teres de te sujeitar aos altos preços que as Custom Shops de guitarras nos atiram à cara.

Primeiro de tudo e antes de começar a estripar (no bom sentido - se é que existe um bom sentido em estripar) o instrumento, devem-se observar algumas regras vitais:

- Se achas que consegues usar ferramentas sem te mutilares... (n. do ed.: habitualmente tocamos com as mãos lembras-te?) tens de ter em conta estas duas regras Calma e Observação. Tudo leva o seu tempo e, apesar do que te proponho não ser uma verdadeira cirurgia, a guitarra vai ser desmontada e vai ter que estar tudo no sítio mais tarde.

A Oficina
Agora é altura de arranjar o sítio onde vais trabalhar; a secretária ou mesa de cozinha lá de casa, desde de que seja previamente coberta por um cobertor ou tecido grosso para evitar riscar a guitarra. Também convém arranjar uma caixa para guardar as peças que vão saindo, tais como parafusos e outras “vísceras”, para não se chegar ao fim e deparar-se com aquele tipo de peça modelo: já era. Se a tua guitarra tem a possibilidade de se lhe remover o braço do corpo, convém que a parte que não estiver a ser mexida seja guardada.

Agora segue a ordem que te proponho, tentando manter a área de trabalho limpa sem deixar que se instale aquela bagunça tipo o teu quarto no Domingo de manhã. A limpeza da área de trabalho está na razão directa da qualidade do produto final. Mais uma coisa, não improvises e usa sempre a ferramenta adequada para cada caso. Bom, mãos à obra e comecemos por tratar do braço e por melhorar o acabamento dos trastos.

Passo a Passo
1- Retira as cordas da guitarra;

2- Utilizando uma chave Philips de-saperta os parafusos que unem o braço ao corpo da guitarra que deverá soltar-se com facilidade. Caso o sintas preso (por vezes o acabamento ainda fresco de fábrica cola-o) tenta soltá-lo com movimentos suaves para a frente e para trás, pegando com uma mão (mamão?!?!! Que cena...) no corpo e outra no braço junto à união entre os dois (o divórcio prossegue...). Guarda na tal caixa a placa de metal e os parafusos de aperto do braço, e pôe o corpo do instrumento também a salvo;

3- Utilizando a chave de ajuste da curvatura do braço (uma chave sextavada em ângulo recto que, costuma acompanhar a guitarra - apesar de esta ser barata!), desaperta totalmente o parafuso de aperto da vareta de ferro (também chamada de truss rod) no sentido contrário ao dos ponteiros dos relógios que têm ponteiros (like duh!);

4- Se a escala da tua guitarra for escura (pau-rosa) passa ao passo seguinte (passa ao passo? Bem, dá um alto trocadilho. Não dá?), se for clara (ácer ou maple como melhor entenderes) utiliza fita de pintura de papel, que se vende em qualquer loja de ferragens ou tintas, e tapa toda a escala deixando descobertos apenas os trastos a polir;

5- Compra também lixa de água com os grãos 240, 400 e 600 (1 de cada) às vezes é lixado (lixa-lixado,estou a ficar pro na cena dos trocadilhos) arranjar a 600. Começando com a 240 seca (ela é de água mas eu costumo usar seca!), cortas um rectângulo que dê para enrolar nos dedos;

6- Segura o braço na vertical com a mão esquerda na cabeça (da guitarra claro!), e com a lixa firmemente envolta na mão direita. Passa-a 4 a 5 vezes sobre os trastos no sentido longitudinal do braço (da pestana ao fim da escala e vice-versa) de modo a que todos os trastos sejam passados por igual. Este trabalho deve ser feito com suavidade e relativamente devagar para que a lixa passe uniformemente em toda a superfície. Depois repete com as outras lixas. Ah! Se não conseguiste arranjar a lixa 600 corta dois bocados da 400 e roça-as uma na outra para que fiquem menos abrasivas.

7- Agora que os trastos estão todos passados a lixa, é conveniente poli-los de modo a que a sua superfície fique perfeitamente lisa. Para tal à que construir uma pequena peça rectangular mais ou menos assim:

Posted Image

Peça esta que iremos usar no futuro quando quisermos tirar algum pequeno corte ou risco dos trastos. Para isso compra um bocado de folha de “ouro mouro”, material que se encontra à venda nas casas de metais. Bom, mas vamos então à peça que deverá ter aproximadamente 7cm de comprimento por 3cm de largura (assim já dá para Top Model) com pequeno rasgo ou “janela” aberta com a forma do trasto. Essa “janela” deve ter aprox. 3 a 3.5 mm de largura e 5 a 5.5 cm de comprimento.

Uma vez feito o corte tem o cuidado de eliminar com uma lixa fina uma ou outra aresta que, eventualmente, tenha ficado mais viva e aproveita para arredondar os cantos do rectângulo. Não te esqueças deste pormenor já que este objecto serve para poder trabalhar os trastos sem riscar a escala. Para polir os trastos é necessário palha-de-aço, que podes comprar na drogaria ou no supermercado (isto para não falar em nomes como Continente, Jumbo, Feira Nova, MacDonald´s, etc.). Mas atenção, terá que ser da mais fina pois existem tipos mais grossos que não servem para este tipo de trabalho. Um aviso muito importante: (Olhe que é só até 31 de Agosto!) não ponhas a palha de aço próxima dos pickups, ou estes passaram a ter uma bela mas pouco aconselhável prótese capilar, pois os magnetos dão-se lindamente com este produto. Coloca o rectângulo que preparaste sobre o 1º trasto de modo a que este fique na janela e que o resto do rectangulo cubra tudo o resto à sua volta (o ouro mouro ou alumínio são flexíveis, por isso, são moldáveis à curvatura da escala, caso esta seja uma curva). Passa repetidas vezes com um pouco de palha de aço sobre o trasto até que ele fique com um aspecto brilhante (para teres uma ideia, similar a um pára-choques de um Cadillac dos anos 50). Não te esqueças de fazer o mesmo em todos os outros trastos.

Limpeza
8- Terminado este trabalho, retira a fita de pintura da escala isto se ela é clara ou, se a escala for de pau-rosa, limpa-a com um pano macio para eliminar o pó deixado pela palha de aço na mesma. Se quizeres usar ainda alguns requintes de malvadez, limpa os trastos com um bom limpa metais. No caso de o braço ser claro podes aplicar este produto em toda a escala e de seguida limpar com uma flanela, pois como o braço está coberto de verniz, este produto também serve de limpeza (os limpa-metais normal-mente não são mais que vulgares polish). Para limpeza e conservação do braço de escala escura (pau-rosa) utiliza-se óleo de cedro, mas não do tipo que tem cera misturada. Com uma pequena trincha pincela toda a superfície de escala de modo a que esta absorva o suficiente , mas sem encharcar. Ao fim de 5 minutos observe o seu aspecto (o da escala, não o teu). Se a escala estiver seca, sempre com moderação, acrescen-tas um pouco mais de óleo de cedro. Se o aspecto húmido permanecer, extermina o excesso com um trapo seco. O braço já está em condições; guarda-o que agora vamos tratar do corpo.

Lista de compras:
- Lixas de água 240, 400 e 600;
- Fita auto-adesiva de pintura;
- Folha de ouro mouro/alumínio;
- Palha de aço;
- Limpa metais (Duraglit / Coração);
- Trincha de uma polegada;
- Óleo de Cedro.


Nota: O óleo de cedro só deve ser usado na escala (se esta for escura) e não no corpo pois existem produtos de polir a superfície do corpo da guitarra à venda em qualquer loja de instrumentos. Deve também ser aplicado o respectivo óleo cada vez que se muda de cordas (pois este diminui em 90% os custos dispendiosos quando a guitarra tiver de ser refrectada - novos trastos).

--

Para já fico-me por aqui. Mais tarde colocarei aqui outras secções dedicadas à electrónica e outras. Espero que não tenham detestado. :P
Afinas ou não afinas?
Reparação, construção, manutenção e restauro de intrumentos musicais. Ufa.

Forumusica

Forumusica
  • Anúncio

#2
iBlues

iBlues
  • Género:
  • Cidade:Earth
v8 eu não percebi bem, mas penso que o objectivo é mesmo kittar a guitarra para lhe dar um bom ar, e para melhorar a qualidade do braço, a um nível prático?

#3
V8

V8
  • Género:
  • Cidade:Porto
Sim, nesta primeira fase incluí apenas dicas sobre o braço mas, como referi no final, brevemente ponho aqui o resto do artigo.
Afinas ou não afinas?
Reparação, construção, manutenção e restauro de intrumentos musicais. Ufa.

#4
iBlues

iBlues
  • Género:
  • Cidade:Earth
Estou tentado a fazer issoa minha washburn n1 para ver se dá resultado, só tenho medo é depois não conseguir alinhar o braço como estava previamente! Provavelmente precisarei de ajuda de alguém para por o braço de volta! Fico a espera do resto, e obrigado pelas dicas!

#5
Jack

Jack
  • Género:
Fantástico Melga! Tou a ver que os teus 16 anos foram proveitosos! :P
Obrigadão por partilhares isso connosco, mais umas dicas made in Invicta para eu imprimir.

Cheers & Rock On

#6
Indio

Indio
  • Género:
  • Cidade:Honolulu
Venha o resto sobre a electrónica.

Shred-O-Matic? :P Hehe. :lol:
End discrimination. Hate everybody.

#7
Jack

Jack
  • Género:
Ah! E que tal pinares isto? (os meus 16 já passaram, mas de vez em quando ainda se manifestam..) :P

#8
V8

V8
  • Género:
  • Cidade:Porto
akkad: Força com isso. Encorajo qualquer um a esventrar a gaita. Se tiveres dúvidas basta perguntares à malta... afinal hoje em dia já temos uma série de suportes alternativos. :lol:

The Rock: You're welcome! Se quiseres mando-te o .doc em formato de fanzine, a impressão não deve ficar tão mal.

Indo: Pá... 16 anos, era um maluco. :P
Afinas ou não afinas?
Reparação, construção, manutenção e restauro de intrumentos musicais. Ufa.

#9
Carter

Carter

    *Contribuinte*

  • Membros
  • PipPipPipPipPipPip
  • 2 489 posts
  • 0 análises
  • Género:
  • Cidade:Porto
Perdão pela invasão de um gajo que nada percbe dessa coisa a que voces chamam de guitarra.

Muito boa ideia esta V8, parabens.

P.s Adorei esta parte:

"A Oficina
Agora é altura de arranjar o sítio onde vais trabalhar; a secretária ou mesa de cozinha lá de casa, desde de que seja previamente coberta por um cobertor ou tecido grosso para evitar riscar a guitarra."

Tipo... a mesa da cozinha ou a secretaria que se lixem, desde que não danifique a guitarra! Lol ! Acho que a tua mãe não deve de ver a mesma utilidade que tu no cobertor...digo eu. :P

#10
tmö

tmö
  • Género:
  • País:
  • Cidade:Portela LRS e Benfica... Lisboa, portanto
  • Busco Banda?:Sim
A parte de nivelar os trastes com lixa 240 enrolada nos dedos... não seria melhor arranjar um bloco rígido onde colar a lixa?

Procura-se baterista e baixista para trio instrumental ecléctico em Lisboa. Contacta-me por Mensagem Privada.





Click here