Comunidade

  1. Geral

    1. 242969
    2. 8456
    3. 900
  2. Teoria Musical

    1. 13771
  3. Guitarra

    1. 248562
    2. 17379
    3. 24567
    4. 80354
  4. Baixo, Bateria, Teclas, Voz e Outros Instumentos

    1. 54363
    2. 25314
    3. 18796
    4. 6445
    5. 103975
  5. Faça Você Mesmo (DIY)

    1. 40291
  6. Som

    1. 38726
    2. 3199
    3. 1276
  7. Novidades e Ajuda

    1. 164
    2. 916
  • Posts

    • o que não faltam são "one hit wonders" e não é só na pop: http://rateyourmusic.com/list/fierystage/vh1s_100_greatest_one_hit_wonders/
    • Não é preferivel vender no Reverb.com?

      Pelo que leio é lá que se concentra agora as vendas de Material de Musica.


      O Paypal também não é algo certo em termos de confiança. até pq o Paypal protege sempre o comprador.

      Anda ai um esquema de compras com Paypal que me deixou agarrado e nem tenho culpa disso... mas como não tenho Paypal no meu nome as pessoas recusam-se a negociar :S

      O Esquema funciona da seguinte maneira:

      Vamos supor que fulano A tem um Amp para venda e fulano B quer comprar uma Guitarra os valores são iguais, tipo 500 euros.

      Contactam o  fulano Amp e dizem que vão pagar com Paypal que não esta no seu nome mas sim de um familiar, falam com fulano Guitarra e dizem para fazer o pagamento ao Fulano A que o Paypal é dele.


      Ao A diz-se que o nome do Paypal é o do B e que o pagamento já foi feito ele que envie o Amp. Ao B diz-se para pagar ao A este assim o faz e fica a pensar que a Guitarra foi enviada (não há qq guitarra).


      Fulano B paga e ao fim de algum tempo não recebeu a Guitarra (ele nem sabe de Amp algum), como não recebeu contacta o Paypal diz que não recebeu nada e o Paypal devolve o $$$... o desgraçado do A entretanto enviou o Amp para uma morada que não era a do Paypal e fez negocio com uma pessoa que não consta do Paypal mas pensa que foi com fulano B... o Paypal nada pode fazer e fica sem o Amp e sem os 500 euros.

      Se for confuso leiam outra vez, isto passa-se bastante em UK pq leio nos Forums e veio-me f**** os meus negócios pq eu nao tenho Paypal , ta no nome da Maria e então não ter Paypal e pedir para enviar para outro Pais (trabalho fora meses por ano) ainda mais desconfiável se torna.. nunca tive problemas até há uns 6-8 meses mas agora já começaram as recusas e não recrimino... pq eu também não sei se venderia assim.


      Outra coisa que devem fazer é terem as provas todas do que foi enviado se possivel fotos ou videos das coisas na altura que estão a dar entrada nos CTTs, perdem 10-15 min mas ficam com provas que enviam o que foi vendido. 


      https://www.theguardian.com/money/2017/aug/20/ebay-fraudster-selling-electric-guitar




       
    • Obrigado
      Não são verdades absolutas, são só as minhas opiniões e experiências. Nada mais! A minha sala também é bastante neutra e não dá qualquer característica especial às Baterias, já que é delas que estamos a falar mais por causa do uso frequente de som ambiente nessas captações.
      Por acaso (e isto é, mais uma vez, uma opinião e opção pessoal) gosto das Baterias secas e quando coloco reverb é frequente faze-lo só na pista do micro que está por cima da tarola. Não costumo colocar nada nos outros mas, claro, cada caso é um caso.
      Quando quero que o reverb "cintile" mais, coloco-o na pista do micro do bordão da Tarola, que tem mais "tsss". Essa característica fica reverberada e pronto, para mim costuma chegar. Claro que depende do que se grava, eu não gravo muito pop, é quase sempre rock ou cenas alt e indie e nessas costuma resultar assim.
      Mais uma vez, há casos em que é necessário algo diferente.
      Por exemplo, nas gravações do album «Temple Bell» do Old Jerusalem o objectivo era ter uma Bateria mais "soft", que soasse "na sala" e não "in your face" e gravei como tu referes: micros mais afastados. Neste caso foram 4, dois overheads, um à frente do kick à altura dos timbalões e o beta na Tarola. este último era o único próximo, todos os outros estavam a cerca de um metro e meio ou isso. Bastante mais distantes do que o habitual e também como tu referiste: medidos com o centro na Tarola.
      Eu costumo quase "colar" os Overheads á Bateria portanto, foi uma abordagem muito diferente da minha habitual mas nem por isso, única. Apesar da sala neutra, o que ficou como ambiente é mesmo da sala e é completamente diferente da captação próxima. Em estúdio a falta de tempo é quase sempre fatal.
      O bleed do SM57 é uma crise, sim. O "nulo" desse microfone é mesmo atrás, na direcção do cabo e é preciso apontar o cabo para as coisas que soam mal "off axis".
      Já no Beta 57, como é hipercardióide, o nulo é um círculo para trás, em ângulo. Ou seja, capta alguma coisa pelo lado do cabo mas não na diagonal para trás. É mais fácil de posicionar numa Tarola por causa disso e o que entra off-axis soa-me (a mim) bastante mais "musical" do que no SM.
      Em termos de som directo da Tarola, soam ambos porreiros. Não é por aí que escolho um ou outro. Em estúdio a falta de música boa, ou com bons arranjos também é fatal. Isso então, faz toda a diferença! Mais do que os micros. Isso para mim tava bom, tava!
      Nem meto microfone nos Choques, não sei como é que ia equalizar a coisa! Eu ponho sempre uma reserva nos instrumentos que soam mal. Até lhes pôr um microfone à frente, não recuso nada. Tenho aqui uma guitarra que custou 2.500$00 (escudos) que era para cordas de nylon, braço largo estilo guitarra clássica... está com cordas de aço, soa uma trampa e mete-se um microfone dinâmico à frente... fica uma maravilha! E a Bateria "da casa"? Havias de ver! É só ferrugem e já entrou em mais de 100 albuns!
    • Isso é tão verdade para o material, como para os instrumentos usados. Ainda me lembro de ver pessoal a tentar sacar um som de bateria decente, a lutar com micros, sendo que a bateria em si, não valia o tempo que se perdia com ela.  Essa dos pratos de choque, faz-me lembrar um batera, que tinha uns pratos horríveis, e que se negava a investir em algo decente. "Há e tal, na equalizacao da-se o jeito. Estes servem bem" Eu hoje em dia, simplesmente não tenho paciência para aturar trampa. Se o instrumento me soa mal, não perco tempo com isso.
    • Não é todo, são só 93% do tone... mas dá jeito para não se andar a espalhar pela casa toda!
  • Grupos

  • Próximos Eventos

    Sem eventos
  • Estatísticas de Membros

    • Membros
      32252
    • Mais online
      6247

    Membro mais recente
    Hugo Moreira
    Registado