Tópicos

  1. Engl Z4


  • Posts

    • Uns deviam ser clientes dos outros.
      Agora os algemados devem ser adubo.
    • há aí uns algemados... por que será? Violência não é solução, mas uma visita pode resolver os problemas
    • Sim, claro!
      O problema de sugerir algo é que posso estar a indicar CDs que me soam especialmente bem e tu não suportares a música.
      Tornar-se-á mais difícil apreciar o som! Mas vamos lá, arriscando. Em primeiro, aquele que para mim é o standard e que uso sempre que vou fazer som (quer em estúdio quer ao vivo). Uso-o para reconhecer (e ajustar, se necessário) o som do PA ou para me habituar a uma monição de estúdio.
      Digamos que "viaja comigo". Daniel Lanois «Acadie» (edição original - não ouvi as reedições) Daniel Lanois «Here is What Is» (este tem a vantagem de também existir em DVD, a 48KHz) Brian Eno «Thursday Afternoon» (um disco que só podia existir em CD - um bom exemplo do bom uso do suporte) High Five «Five For Fun» (ed. Blue Note Japão - 2008) Dos CDs remasterizados, de originais que só existiam em vinil, faço uma lista curtinha pois não encontro detalhes de todos. Também só incluo aqueles em que tenho o vinil da edição original (nestes casos, de edição americana) e o CD importado. Portanto, refiro dois que posso comparar directamente e não que "ouvi dizer que soavam bem".
      Para mim, são remasterizações excelentes e muito fiéis aos originais, com as vantagens adicionais do CD: Vários + Paul Kennerley «White Mansions» (masterizado pelo Doug Sachs) Neil Young «Harvest» (este é polémico pois consta na net que "soa mal". Dizem que o Neil Young "diz que soa mal". A edição que tenho em CD - de 1986 - é virtualmente igual ao LP que tenho, de 1972)   Tudo isto são CDs que me soam especialmente bem.
      Podia juntar mais "meia dúzia" de clássicos e um ou outro de Hip Hop (o Disposable Heroes of Hiphoprisy soa muito bem) mas acho que assim serve.
      Atenção, que ouvir na net não tem nada a ver com ouvir o CD!
  • Próximos Eventos

    Sem eventos