Entra para seguir isto  

Daisy Chain

666 Visualizações     0 comentários    

  Denunciar Entrada

Definição

 

Uma daisy chain é uma maneira de ligar os aparelhos (neste caso pedais) em sequência a partir de uma fonte. Ou em anel, mas não é tão comum. 

Neste caso dos pedais, a partir de uma fonte de alimentação tens um cabo que percorre todos pedais e alimenta-os. É uma forma mais prática e menos "custosa" de ligar todos os pedais sem ter que comprar uma fonte para cada um. Se a fonte conseguir fornecer uma "amperagem" (intensidade de corrente) suficiente , desde que todos os pedais tenham a mesma voltagem de alimentação, ligam-se com uma daisy chain (no fundo um cabo que com várias fichas que são ligadas cada uma a seu pedal) para distribuir a corrente por todos.

Continua a precisar-se da fonte de alimentação, aliás, qualquer fonte de alimentação serve de base para poderes ligar uma daisy chain, desde que tenhas o cabo correcto para levar a alimentação aos pedais.

312o5m+Ey-L.jpg

Exemplo de cabo para ligação de pedais em Daisy Chain

Partilha o conhecimento!



  Denunciar Entrada
Entra para seguir isto  

O que diz a comunidade sobre isto?


Não há comentários para mostrar



Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora


  • Conteúdo Recomendado:

    • spiegelman
      Bora lá dinamizar o fórum dos baixistas.
      São fãs de efeitos? o que usam? Multi-efeitos ou pedais individuais.
      Usam um só pedal ou uma tábua de passar a ferro cheia de caixas com interruptores de pés?

      Para dar início ao tópico, aqui vai a minha pedalboard actual:

      Powerplant da Harley Benton para dar sumo
      Input>
      >Rocktuner da Warwick>
      >ZOOM MS60-B Multi Stomp (Tinha um Digitech Multichorus, um DOD 440 Envelope Filter e um EHX Bass Big Muff Pi. Substitui os três por este ZOOM que faz o mesmo trabalho (melhor até que o Digitech e o DOD) e poupa-me espaço na pedalboard)>
      >CMOS Bass Drive, feito à mão em Portugal (Clone do B3K) para dar aquela corzinha de overdrive>
      >MXR M80 Bass d.I, + como preamp sempre ON. Uso o canal de distorção para fazer as vezes do Muff que vendi

      E não preciso de mais. por enquanto
       

    • grsousa
      bom dia amigos,
       
      venho colocar aqui uma dúvida, que poderá ser mesmo de principiante mas.....
      É o seguinte, fui comprando desde à uns meses para cá vários pedais, até completar os 10 espaços disponíveis na pedalboard da Behringer. 9 são da boss, e o afinador é o polytune. coloquei 2 MOOER Micro Power para alimentar os pedais. a questão que me intriga é a seguinte, quando ligo a alimentação, há 4 pedais que se ligam logo (Boss Accoustic Simulator, Distortion, Flanger e Reverb) , os outros 6 ficam desligados até serem ligados com o pé.
      Desligo os 4, e uso a pedalboard sem problema algum, todos funcionam bem,.....  questão mesmo.... é se é normal ligarem-se sozinhos mal os alimente....e porquê só estes 4???
       
      Abraço
      Gilberto
       
       
       
    • tmo

      1º, um potenciómetro não é mais nem menos do que uma resistência de valor variável. Existem em formatos rotativos e tipo "fader". Há ainda muitas variantes formais e combinações possíveis, mas a base é esta.
      A questão dos potenciómetros é a seguinte, por serem elementos mecânicos de contacto por fricção estão sujeitos a desgaste, digamos 2 a 5 anos, dependendo do uso, poderão render mais tempo. Por esta razão, convém volta e meia, tipo de 5 em 5 anos para uma guitarra com uso regular do potenciómetro, trocá-los.
      A questão das marcas e modelos, não tem tanto a ver com qualidade do som, mas antes com qualidade de construção (durabilidade) e margens de erro relativamente aos valores apresentados. Uma marca branca pode ter oscilações até cerca de +-20% do valor marcado enquanto uma marca já firmada no mercado terá oscila até +-10%, algumas garantem até +-5%.
      Em caso de dúvidas, ter um multímetro por perto e investir algum tempo a medir potenciómetros para encontrar uns com valores próximos do desejado. Portanto, duvido que um ouvido educado consiga distinguir um potenciómetro de marca branca de outro com mais "qualidade", caso tenham o mesmo valor e sejam da mesma tipologia.

      O que é isto da tipologia do potenciómetro (em Ingrês, entende-se como Taper)? Trata-se da relação entre o valor da resistência que o potenciómetro faz e seu do avanço (ou volta). Há de 3 tipos: linear, logarítmico e logarítmico invertido.
      Linear - faz o que diz, a cerca de metade do avanço, tem-se metade do valor da resistência total do potenciómetro. Logarítmico - tem uma relação logarítmica entre o avanço e o valor da resistência. Logarítmico invertido - ... não tira cafés, n'é? E para que é que servem tantas variedades? Bem, é difícil agradar a Gregos e Troianos, certo?
    • pierced brosman
      Postem as vossa pedalboards neste espaço
    • xtech
      A TC Electronic lançou uma nova série de 8 pedais - simples em features, fáceis de usar e a bom preço (custam todos cerca de 57€) e true bypass. For your viewing pleasure:
       

       
    • Francisco Adónis
      Olá pessoal. Há uns dias ouvi falar do mod JCM800 do brian wampler para o Boss DS1, um mod que eu gostaria mesmo de fazer mas sendo um puto que não entende nada de eletrónica tenho receio de o fazer. Existe alguma loja em lisboa ou alguma oficina de eletrónica que seja capaz de fazer o mod caso eu forneça as especificações (que estão no site da premierguitar.com)?