Bruno Petrucci

Membro
  • #Conteúdo

    472
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

60 Reputação Muito Boa

1 Seguidor

Sobre Bruno Petrucci

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

3322 visitas ao perfil
  1. Upgrade - Pickups para Strat

    Sim entendo. Daí ponderar o Chopper em vez do Air Norton, no neck. Este último, surge como opção porque tenho o humbucker na minha RG e adoro-o para cleans (conjugado com o single do middle) e para solar. Mas é verdade que o Chopper pode ser um pouco mais "dócil" por ser mais equilibrado a nível de EQ e tirar partido do facto da zona do braço "roubar" um pouco de agudos.
  2. Upgrade - Pickups para Strat

    Sim, eu compreendo a questão. Mas olha que, desde que pegou pela 1ª vez numa guitarra minha, é a pessoa em quem confio para entregar as minhas "meninas". Como disse, pode ter-se lembrado de subir um pouco os pickups já depois de ter feito o trabalho e verificado. Acontece... o importante é a disponibilidade para resolver as questões. De salientar, é que, após ter descido a altura dos pickups na Strat, o som da guitarra está magnífico!
  3. Upgrade - Pickups para Strat

    Ah, o Magnetic Pull não é voodoo, existe mesmo e interfere bastante com o timbre geral do instrumento pois limita a vibração das cordas. O magnetic pull poderá eventualmente provocar fretbuzz, mas dependerá do setup da guitarra e da sua força. @Ego Por isso pensei no Chopper, que é um pouco mais "aberto" que o Air Norton. Mas sim, não gosto muito de agudos e, com o tempo, aprendi a gostar de médios. @tmo Não é voodoo, de facto. E é fácil de provar em 2 minutos. Olha que não! Percebe e muito. O que ele me faz relativamente ao nivelamento de trastos, nem toda a gente faz. Incrível a acção que se consegue numa Strat com escala 9.5 Relativamente aos pickups, provavelmente resolveu subi-los já depois de todo o trabalho feito e conferido.
  4. Upgrade - Pickups para Strat

    Obrigado, @marco.agostinho! Não sou muito entendido em electrónica, mas vou investigar. Já agora, algo relacionado mas que não tem directamente a ver com a aquisição: Tive uma outra guitarra num luthier a nivelar trastos. Quando experimentei, estava tudo impecável mas, ao chegar a casa, notei que em determinadas notas (bastantes, até) havia um vibrar desagradável, sendo que assumi que seria necessário retocar o nivelamento. A guitarra regressou ao luthier e, como estava mais alerta para o pormenor, fui ver na Strat e acontecia o mesmo. Andei a matar a cabeça o fim de semana e a manhã de ontem, até que fui dar com o fenómeno "Strat warbling" . Resumindo, baixei a altura dos pickups... et voilá! Gone! Depois, lembrei-me que o luthier referiu que mexeu na altura dos pickups porque "estavam muito baixos". Provavelmente, e como essa guitarra tem um single coil na posição do meio, terá sido a alteração da altura do pickup que levou àquele vibrar indesejável.
  5. Upgrade - Pickups para Strat

    @mpexus, nem é tanto isso. Até porque se pode ser objectivo, dizendo algo do género: "Este pickup tem mais graves do que este". Claro que, quanto a gostos, cada um tem o seu e o que é agudo para um pode não ser para outro. A questão é que quanto mais se procura informação, pior. Felizmente, no Forumusica não é o caso. A maioria de nós já andamos aqui há algum tempo e já dá para perceber quem são as pessoas e que as opiniões são válidas. Além disso, e como foi o teu caso, o pessoal deixa sempre algumas cautelas quando aconselha, não havendo posições intransigentes. Olhando lá por fora, as informações são tão díspares que fico sempre sem saber quem é o tipo que toca há 20 anos e que é o míudo de 12 que defende "a sua dama" com unhas e dentes só porque foi a sua escolha. E todos sabemos que ninguém quer assumir que fez uma má aquisição.
  6. Upgrade - Pickups para Strat

    Só em jeito de update, os tipos da Dimarzio também não foram muito úteis como consultores. Basicamente, quem respondeu limitou-se a interpretar as specs de cada pickup... "obrigadinho, isso também eu!"
  7. Upgrade - Pickups para Strat

    Não tinha pensado nisso, confesso. Também porque não tinha ideia de ele os fazer De qualquer forma, é tentador... mas eu sou um cliente muuuuuuiito chato, no que toca à música
  8. Upgrade - Pickups para Strat

    @mpexus obrigado pela resposta. Sim, esse foi um dos factos pelo que os Cruiser nunca foram opção. Como o pickup que pretendo para a bridge já tem algum output, queria algo no neck que "casasse" bem com este. Neste momento, a maior dúvida é mesmo o da bridge. O que me agrada no estilo do Andy é que ele usa o pickup da ponte a grande maioria do tempo, quer para ritmo quer para solar. Daí que procure algo que me permita isso.
  9. Upgrade - Pickups para Strat

    @ncarmona, o The Cruiser o Andy usa mais para cleans. Queria algo com um pouco mais de output até porque estou habituado a solar com o pickup do braço. @habanero04 Queria manter-me nos DiMarzio. Claro que quando se fala neste tipo de pickup, os Hot Rails vêm sempre à conversa mas, para não alargar demais as opções, não queria ponderar outras marcas.
  10. Upgrade - Pickups para Strat

    Boas! Tenho uma Strat Standarsd MIA de 2007 (?), corpo em Alder e maple neck. Nunca fui um gajo de Stratocasters mas, como já me apareceram uns cabelos brancos, achei que estava na altura... Ora, é óbvio que o som típico de uma Strat tem o seu charme e gosto bastante. Porém, quer o meu estilo enquanto guitarrista quer o estilo de música que toco 90% do tempo sugerem que um "upgrade" de pickups poderia enquadrar melhor a guitarra nos meus projectos de covers, nomeadamente. Assim, estou a ponderar substituir os pickups da ponte e do braço, os que uso mais. O pickup do meio, creio que manterei, pois gosto bastante do som dele para cleans. O estilo é rock variado e gosto de um som mais cheio, estilo Andy Timmons. Pelas specs e pelas informações adicionais dos tipos da Dimarzio, o Tone Zone S será o mais aproximado ao humbucker do Andy Timmons, o AT-1. Seria um pickup para a bridge que permitiria fazer ritmo e solos. Para o neck, como tenho o Air Norton na minha RG e adoro, a versão mini surge imediatamente como uma solução, embora tenha visto muita gente a sugerir o The Chopper como um excelente pickup para shred nesta posição. Resumindo, a minha ideia seria: Bridge: Tone Zone S ou Fast Track II Neck: Air Norton S ou The Chopper Alguém com experiência com estes pickups que queria dar a sua opinião? Desde já, agradeço todos os comentários
  11. Lulz e Mêmes musicais

    Metal Zone, pois 'tá claro!
  12. Lulz e Mêmes musicais

    Exactamente! Quando estava a tirar o curso, numa cadeira ligada à linguagem, lembro-me de darem o exemplo de um povo oriental ter duas palavras com significados diferentes em que a única diferença era no pitch com que era dita. Para nós, o hábito aos 12 semi-tons é tal que nem ligamos a mais nada. No entanto, o fenómeno do vibrato na guitarra com trastos ou, mais evidente, nos instrumentos fretless, é interessante, na medida em que se assume aquele oscilar entre o pitch correcto e as frequências adjacentes. É tipo: "Ok, de vez em quando lá passa pela nota certa! Que lindo é o vibrato!"
  13. Lulz e Mêmes musicais

    Sim, é por aí. Ainda assim, da forma que estamos habituados à música ocidental (na divisão da 8ª em 12 semi-tons ou do tom em 2 meio-tons), é uma questão irrelevante. Até porque um ouvido mais apurado que ouça a diferença, em vez de entender a subdivisão, vai interpretar como desafinanço. Curiosamente, com quem discuti isto há uns anos, foi com um músico mais virado para a música clássica cujo instrumento era a tuba.
  14. Lulz e Mêmes musicais

    Dependendo da escala, ou é um ou o outro. Para os instrumentos mais convencionais, o som produzido é o mesmo mas há sempre um que está certo e o outro errado. Por exemplo, na escala de Fá o Si é bemol (Sib). Está errado dizer que é um Lá# porque a escala de Fá não tem sustenidos. Agora, há outra coisa. De facto, a divisão de 1 tom pode ser feita não em 2 semi-tons mas em 3 (!), os "commas". Já não me recordo bem, mas tenho a ideia de haver outra divisão em 7 ou 8 partes. E aqui, até X partes, chama-se bemol e, para além dessas partes, sustenido. Nestes casos, o som de um Lá# e de um Sib são, na verdade, diferentes. Em relação a esta última parte, também porque não é utilizada tão comummente a divisão de tons para além das 2 partes, admito que posso estar errado.