rgp

Membro
  • #Conteúdo

    1361
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
  • Reacções ao conteúdo

    86

Reputação

167 Reputação Excelente

Sobre rgp

  • Aniversário 19-08-1967

Informação de Perfil

  • Género
    Masculino
  • Cidade
    Lisboa
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

2995 visitas ao perfil
  1. A meu ver ainda lhe faltam 2, que são importantes em qualquer guitarra, mas fundamentais numa com Bigsby: uns afinadores Sperzel (ou outros tão bons) e uma pestana Graphtec (ou de osso, mas bem cortada e bem lubrificada)
  2. Procuro músicos ou bandas interessados em partilhar sala de ensaio (garagem adaptada) em Caxias. Pode-se tocar até qualquer hora da noite (mantendo as portas bem fechadas). A garagem está equipada, mas haverá espaço para deixar algum equipamento pessoal. Cada banda terá o(s) seu(s) dia reservado(s), mas em caso de necessidade poderá tocar noutro dia se houver vaga. O preço pode oscilar consoante os dias que se pretender, o material que se leve e o número de elementos da banda, mas como valor de referência aponta-se para os 60 euros por mês. Só se aceita gente séria e responsável.
  3. Pois... Eu deixei há muito de ir a feiras "normais", mas vou de vez em quando a feiras de artesanato, ou a umas mini-feiras que há espalhadas por Lisboa, e fiquei com uma ideia um pouco distorcida. Os sapateiros / correeiros já são raros, mas ainda aparecem, e geralmente são bons e relativamente baratos (um pouco mais caro que chinês, mas bem mais barato do que as lojas de qualidade)
  4. Nos chineses é provável que seja sintético. Eu iria à feira.
  5. 250 por uma Gibson em 1990 era uma pechincha - quem as arranjava pedia o que queria. Quando o mercado "abriu" o valor caiu para metade. De qualquer modo essa só venderia em último caso - se necessitasse de pagar um transplante cardiaco a um filho, por ex (e mesmo assim pensava duas vezes)
  6. Eu tenho uma SG de 1968 ou 1972 (os idiotas repetiram numeros de série, e eu não sei ao certo, mas tem todo o ar de ser de 1972) que me custou justamente 250 (só que contos, e em 90). Só posso dizer que vale o que custa relativamente a qualquer guitarra. É do melhor em termos absolutos. Foi uma verdadeira fézada, pois na altura era dificílimo arranjar Gibsons por cá, e eu não percebia nada do assunto. Depois disso já me passaram umas dezenas de guitarras pelas patas e é raro encontrar melhor, e quem lhe toca diz o mesmo. Mas também já toquei noutras Gibsons que enfim... tinham um logotipo giro.
  7. Uma Gibson...
  8. Depois de ler isto tive que ir ouvir um bocado da cançoneta. Concordo com a "réplica do ambiente do nosso Portugal dos anos 50/60", mas isso para mim está longe de ser um elogio. O facto de ter sido no mesmo dia em que os "videntes" de Fátima foram canonizados, e o Benfica se assumiu novamente "glorioso" é mesmo assustador.
  9. Eu ainda não ouvi, mas temo que não consiga resistir muito mais à dose que se advinha estar a vir...
  10. Há mais coisas além de ver TV... mas parece-me que para aí uns 90% da população já se esqueceu.
  11. Não há motivo para ficares triste - a vantagem da "aldeia global" é que podes aceder às "franjas" ou "nichos" mais obscuros e cagar de alto no mainstream. Eu nem tive curiosidade de ir ouvir a canção do Sobral (tive por instantes, mas assim que me apercebi que não era o nosso confrade BobbyBrown passou logo)
  12. Tenta perceber se há alimentos que potenciem o refluxo (os laticíneos, por ex) e evita comê-los à noite. Isto não cura o refluxo, mas pode diminuir as mazelas.
  13. Esse "tweed" é mesmo forrado a tweed? Não sabia que havia alfaiates de pedais...
  14. Se estiverem 20 a funcionar ao mesmo tempo talvez...