pudim

Membro
  • #Conteúdo

    1028
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%

Tudo postado por pudim

  1. Acho que é essencialmente uma questão de gosto pessoal. Para pianos, prefiro a Yamaha e iria para o P95, ou talvez para o sucessor, não me lembro do modelo exacto.
  2. Novos pianos digitais

    Não acredito que a Yamaha pôs finalmente uma saída 1/4" nos pianos da série P! Se a Casio melhorou significativamente os sons de piano já não digo nada, só experimentando. A última vez que andei a ver pianos de várias marcas para comprar foi já há mais de um ano, talvez as coisas tenham mudado. É difícil acreditar que a Casio faça melhor que a Yamaha na mesma gama de preços, mas quem sabe. Boa sorte. :)
  3. Novos pianos digitais

    Ia para o Yamaha sem pensar duas vezes, Yamaha e Casio não se comparam. Vais ter mais funções e sons no Casio, mas para som de piano o Yamaha será com certeza melhor. Experimentei o P95 há uns tempos e pareceu-me um bom piano para começar. Mandar vir dos US em princípio é má ideia porque vais ter de pagar imposto. Conta com uns 30% em cima do preço, mas confirma isto no tópico de Alfândegas for dummies que está no Geral. Acho que se procurares bem cá em Portugal consegues o mesmo preço que na Music Store ou em lojas online semelhantes, por isso não sei até que ponto vale a pena mandar vir de fora.
  4. O mais importante quando se começa a aprender são as teclas, que devem ser pesadas. É difícil ou impossível encontrares um teclado novo com teclas pesadas por 200€, mas se encontrares, mesmo que seja de marca branca, acho preferível um teclado com mau som e teclas pesadas razoáveis do que um teclado com um som melhor mas teclas leves. Esse Funkey deve soar pior que o Yamaha com toda a certeza, mas se as teclas forem pesadas e razoáveis talvez seja preferível. Mas só tem 61 teclas, não vais ter teclas para tocar muitas músicas. Não tens teclas para tocar isto, por exemplo, que é uma música relativamente fácil de aprender, pelo menos os primeiros compassos. A minha opinião é que não faz sentido comprares nenhum dos dois. Se queres mesmo aprender piano, compra um teclado com 88 teclas pesadas. Eu procuraria um usado. Se encontrasses um Yamaha P80 ou P90, por exemplo, ficavas muito bem servido. Não aconselho Casios. Se encontrares um Kurzweil ou Roland ainda que velhos também podem valer a pena. Korg a nível de som de piano também é de evitar, mas a nível de qualidade de construção e de teclas poderá ser melhor que um Casio. 200€ é um orçamento demasiado baixo. O que quero dizer com isto é que compres o que comprares agora por esse dinheiro, se de facto gostares de aprender e de tocar daqui a seis meses estás a pensar em comprar outro porque as teclas não vão ser como as de um piano e o somo não vai ser nada de extraordinário. Junta mais um pouco. Eu tentaria negociar um Yamaha, Roland ou Korg no OLX. Se não, talvez um Casio, mas ficavas mais bem servido com um dos primeiros, principalmente Yamaha.
  5. O que eu faria se quisesse gastar pouco dinheiro seria procurar um Yamaha P80 ou P90. Se quisesse comprar novo, seria um P95. Não confiaria em pianos de marca branca ou da Casio. Se quiseres de facto um desses pianos acho que seria bom levares alguém com um pouco mais de experiência para te dar uma opinião, mandar vir da MS sem experimentar num caso destes não faria, ou pelo menos só se desse para devolver sem grandes chatices.
  6. Na minha opinião, os Korg são muito inferiores aos Yamaha a nível de timbre de piano.
  7. Stage Piano

    Na NAMN apresentaram alguns produtos novos (Nord Piano 2, que penso que não trás grandes novidades, só mais memória, um C2 com drawbars a sério, e até um drum module).
  8. Vídeos do Youtube XP

    http://www.youtube.com/watch?v=Y9KC7uhMY9s&feature=g-all-lik&context=G2310ddeFAAAAAAAAGAA :)
  9. http://www.youtube.com/watch?v=dr21uH1vuFs Esta fase mais soul do Bowie tinha-me passado ao lado. ^_^
  10. Lu (ou outro user), podes sugerir-me outro álbum dele, por favor? Muito obrigado. ;)
  11. Vídeos do Youtube XP

    http://www.youtube.com/watch?v=cskSJUDbCsU
  12. Tenho andado a divertir-me com isto:
  13. Stage Piano

    Acho que o único stage piano com que posso fazer uma comparação mais ou menos séria é o CP33, isto porque nunca toquei com um VST lado a lado com outro stage piano. Acho os sons do Ivory superiores ao do CP33 e há uma grande variedade. Numa comparação menos séria, não me parece que, dos stage pianos em que tenha tocado, algum ultrapasse o Ivory. Para além da variedade e da qualidade dos sons há vários parâmetros que podes ajustar, o que o faz ainda mais versátil. Teria de fazer uma comparaçao um pouco mais trabalhada, mas se estivesse no teu lugar e tivesse um computador razoável acho que era o que escolheria. Para ouvires o Ivory II dois podes dar uma olhadela neste vídeo e em outros no mesmo canal, embora ele também toque com o Quantum Leap em alguns. Vídeos do Youtube valem o que valem, mas pronto; este vale a pena pelo pianista.
  14. Stage Piano

    O Ivory é o da Synthogy, sim. Utilizo VSTs meia dúzia de vezes por ano quando me apetece gravar alguma coisa. Experimentei o Art Vista Grand Piano, o Akoustic Piano (muito bright) e o Ivory, e acho este último muito bom. Não tenho nenhum interface nem o software legal, por isso não o uso regularmente, é só para brincadeiras ocasionais, ligo o stage piano via USB e pronto.O material que tenho é um Yamaha CP33 que uso para tocar em casa, um Rhodes Mark II Stage que também uso só em casa e um Korg C-720 que estou a vender depois de ter comprado o Yamaha (vou postar um anúncio entretanto mas alguém estiver interessado mande-me uma PM, por favor).
  15. Stage Piano

    De facto software seria uma opção interessante, não sei se há algum stage piano que chegue para o Ivory em termos de som. E o software nem é demasiado caro (300€, se não estou em erro).
  16. Stage Piano

    Isso de terem pianos em armazém e só os tirarem para vender é incrível; nem precisavam de ter mandado vir tantos. Quem é que compra um teclado de 2000€ sem experimentar? Quanto à Kawai ser a melhor marca no mercado, sinceramente fiquei um pouco desiludido com os modelos ES na casa dos 1000€. Por esse preço (800€, aliás), considero o CP33 a melhor opção (foi a minha escolha há pouco tempo). Para modelos de topo já não sei. Estou surpreendido por teres achado o som do MP8II muito superior ao do Yamaha. Não os experimentei lado a lado, mas pareceu-me que o Yamaha estivesse à altura. Só experimentando novamente. Quanto às teclas do CP5, a Yamaha anda desde os P80/90 a tirar peso às teclas e não percebo porquê; gostava que as do CP33 fossem mais pesadas, e as do CP50 são mesmo excessivamente leves. Parece-me que escolheres o teclado que mais te agrada é o mais importante, e a julgar pelo comentário que fizeste sobre o Roland acho que temos preferências semelhantes. Acho que devias tentar experimentar o Nord Piano, é suposto a livraria de sons ser excelente, para além de que a vão actualizando. Só há uma loja a vender Nord em Portugal?
  17. Stage Piano

    Experimentei todos esses teclados há cerca de dois meses (não me lembro se foi o MP8II ou o MP10). Sinceramente, depois de experimentar Yamahas, nunca mais consegui gostar do som ou das teclas da Roland; passei mais tempo com o FP-7 e o RD300GX, que são inferiores ao 700NX, mas não fiquei com grande impressão deste último. Gostei bastante do CP5 (que tem um painel confuso, sim, mas deve ser só uma questão de hábito) e do Kawai (que tem um teclado muito muito bom e um bom som, quase parecia que estava a tocar num acústico). Do Nord não sei bem o que dizer, achei o string ressonance um pouco exagerado e experimentei sem sustain; precisaria de o ouvir outra vez. Como toquei nos teclados em dias diferentes não posso fazer uma comparação séria, mas o Roland não estaria na minha lista. Acrescento apenas que o Nord não tem graded action; para mim não é muito importante, mas seria uma coisa a que teria atenção quando experimentasse. Quanto a monitores, os que estão na moda agora são os QSC série K, se não estou em erro. Os Roland KC não têm grande fama. Dá uma olhadela no fórum do Piano World, acho que tem um tópico muito parecido a este e threads dedicadas aos vários teclados (talvez não tenha sobre o Kawai).
  18. Vídeos do Youtube XP

    O que é que recomendas do Djavan, CL? Tu ou outro user, claro. Volta e meia vejo o nome dele nalgum lado e não conheço nada. Obrigado desde já. :)
  19. Nos últimos dias tenho ouvido principalmente o Whisper Not do trio do costume (acho que desta vez a qualificação não levanta dúvidas ) do Keith Jarrett. Está muito, muito bom. Entretanto, tenho ouvido também, embora com menos frequência, os seguintes: Getz/Gilberto Anders Osborne - Coming Down (obrigado pela dica, Lu ) Tower of Power - Back to Oakland
  20. Vídeos do Youtube XP

    Esse concerto é qualquer coisa!
  21. Na verdade não fazia ideia de quem era o senhor, nem sabia que o trio tinha agora outro baterista. Outra coisa que não sabia sobre o Mehldau é que tinha tocado com o Brian Blade, ambos como sidemen do Joshua Redman. http://www.youtube.com/watch?v=WXtnQ8i9Jjs&feature=related
  22. A 'forma do costume' é aquela que eu conheço a partir do Day is Done, de um concerto no Mezzo que tenho em DVD e do concerto que vi no CCB em 2009. Todas estas situações são posteriores a 2005, e por isso estou habituado a ouvir o trio com o Jeff Ballard. Por isso, para mim, o trio do costume é com o Ballard, porque só agora começo a ouvir o que está para trás (exclui-se o Elegiac Cycle, que conheço mas que é a solo). Reconheço que talvez tenha sido um pouco confuso.