tmo

Moderador
  • #Conteúdo

    5826
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

1730 Reputação Brutal

Sobre tmo

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Portela LRS e Benfica... Lisboa, portanto
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

8089 visitas ao perfil
  1. Boss gt-1000

    Valente, depois postas filme...
  2. Os barretes e relíquias do OLX

    Comprou-a por 200€ numa loja local, queres ver?... Mesmo assim, faz-me imensa comichão o argumento "Quem conhece sabe que...", mas que raio? Não pode simplesmente dizer o que vem a seguir? Conversa de venda da banha da cobra...
  3. gruvgear fretwrap

    Esta moda surgiu para abafar as ressonâncias por simpatia, quando se usa muito ganho e drive, todo e qualque ruído que se consiga abafar contribui para uma performance mais coesa... ou pelo menos é esse o argumento. De resto, se funciona ou não tem mais a ver com os ouvidos de cada um. Pessoalmente, prefiro ter uma execução limpa do que depender destes gadjets, no entanto uso 1 com a fretless e aí faz-me muito sentido, principalmente por causa do sustainer da guitarra.
  4. Os barretes e relíquias do OLX

    Ou na guitarra...
  5. Os barretes e relíquias do OLX

    Continuando a conversa, eis o modelo: https://ibanez.fandom.com/wiki/GRGA120 Há umas ligeiras incongruências na foto de corpo inteiro, o corpo da guitarra de facto parece uma GRGA120, mas no Headstock falta-lhe o logotipo com a palavra "GIO". Ou a guitarra/fotografia foi alterada no headstock, ou mudaram-lhe o braço ou outra coisa do género. A cover do truss rod parece-me diferente daquela que se espera encontrar nas guitarras de média gama, que é argumentada como tal... As séries 100 da Ibanez, geralmente... meeh... Nestes casos, quando há dúvida sobre a autenticidade, é pedir um vídeo em alta resolução que apresente todos os pormenores da guitarra, inscrições incluídas, de forma a que estas se consigam ler.
  6. Os barretes e relíquias do OLX

    @The Passion ... Tu atrais esta malta...
  7. NGD - Harley Benton SC-550 Tobacco Sunburst

    Calma rapaz! 1º passo:identificar o que é que se pretende com as ligações que se tem pela frente, fazer uma lista tipo Que pickups se tem e que fios fazem o quê: para o caso de humbuckers com 4 fios é importante saber a que é que correspondem, para evitar ligações indesejáveis. 1x switch para seleccionar os pickups - tipo de switch, o que faz, o que queres que faça. Nx potenciómetros - master ou por pickup? Volume ou tone...?. Uma LesPaul tem tradicionalmente um Vol e um Tone por pickup. Atenção que o wiring tradicional faz com que não haja som na mistura dos 2 pickups quando um dos volumes está a zero. Isto deve-se ao fazer o wiring dos volumes a descarregar na terra, mas é possível inverter a coisa e ter som com um dos volumes a zero e o switch a misturar os PUs. Temos switches adicionais? Sim, de que tipo e para quê? Ver imagem e TESTAR OS SWITCHES ANTE DE OS USAR. Os switches/comutadores podem ter várias funções, directamente ligadas aos pickups e respectivos coils, ou até gerir que tipo de filtro se tem no pot de volume ou definir "presets" de tons por exemplo (a Gretch faz coisas destas se não me engano) - decidir o que é que se pretende com cada switch, seja push/pull num potenciómetro, um toggle, um blade (3, 4, ou 5 posições, super, mega ou 10 posições - ver freeway.com), ou um rotary (já vi com 4, 5 ou 6 posições, talvez haja com mais, mas não é comum encontrá-los em "formato guitarra") 2º passo: desenhar o circuito e imaginar a passagem da electricidade como se fosse um percurso de água, por exemplo: procurar continuidade entre os caminhos. 3º passo: arranjar um template em cartão grosso com a distribuição dos diferentes elementos (switches, pots, output jack, compartimento da pilha, etc) conforme se pretendem na guitarra e montá-los lá. A ideia é que se possa testar a mecânica ergonómica dos controlos da guitarra e... (ver passo seguinte) 4º passo: executar o máximo possível de ligações neste template para minimizar as soldaduras dentro das cavidades da guitarra. 5º passo: testar cada soldadura feita com um multímetro, testar com elementos a montante e a jusante da soldadura. No caso de um switch, verificar na posição correspondente, obviamente. 6º passo: montar o circuito dentro das cavidades da guitarra e soldar o que não foi possível soldar fora (geralmente são as terras e os pickups) sugere-se a utilização de conectores tipo PCB (pessoalmente tenho preferência por estes da imagem) para que não seja necessário soldar os pickups ao circuito. Além de facilitar as trocas de pickups sem necessidade de refazer o circuito, evita a necessidade de soldar os pickups dentro das cavidades da guitarra, basta que para isso os respectivos fios tenham as pontas estanhadas, o que também se faz fora das cavidades. Ver o link da minha posta anterior para ter um ideia da coisa. ... posto isto, manda aí uma posta com o desenho do circuito, como não tenho possibilidade de ver pessoalmente a guitarra, pouco mais posso fazer. resta-me deixar um link para uma imagem com os códigos de cores das marcas de pickups mais conhecidas (esta é a imagem mais completa que conheço - ver https://www.facebook.com/groups/guitarwiring/)
  8. NGD - Harley Benton SC-550 Tobacco Sunburst

    Oh rapaz, mas como é que é possível não conheceres os Freeway??? Aqui há uns tempos até gabaste o desenho do circuito que fiz para uma das minhas guitarras alteradas... neste tópico: Ide lá de novo para rever a matéria oh faxabor...
  9. NGD - Harley Benton SC-550 Tobacco Sunburst

    Multímetro pah... Edit: @xtech, pega num multímetro e identifica a continuidade de sinal entre os diferentes olhais para perceberes o que é que está ligado em cada posição. Assim mapeias o switch e fazes a ligação de acordo com o que te interessa. Por mim, mandava esse switch à viola e investia num Freeway... o 3X3-05 seria a minha escolha... a amiga Thomann tinha destas coisas.
  10. Criação de Solo

    @Top24 Recupero esta afirmação, pela importância que considero ter na criação de um sistema de grupo com gravações baseadas na CLOUD. Passo-a-passo: investiguem e escolham um DAW comum, que todos usem. Considerem que todos os plugins que sejam usados para fazer som em pistas terão de estar instalados em todos os computadores ou arriscam-se a uns ouvirem um reverb na voz e outros não (só exemplo). Como disse anteriormente, sugiro o Reaper. Aprendam uns com os outros a trabalhar com esse DAW Usem TODOS o MESMO Sampling Rate. Escolham um serviço de cloud com boa capacidade e instalem o programa de sincronização dessa cloud. Basicamente sempre que tiverem o programa ligado, estarão a sincronizar uma pasta do vosso computador com o espaço de armazenamento da cloud. É nessa pasta que deverão gar dar as vossas gravações caseiras, para que todos os membros da banda tenham acesso às mesmas referências. Adicionalmente, sempre que gravares uma frase de guitarra e esta tiver o upload feito para a cloud, podes pedir opiniões aos teus colegas, assim que eles actualizem/sincronizem as respectivas contas. Haverá sempre alguém com mais aptidão para mexer no DAW numa qualquer banda, mas é importante que todos compreendam e saibam como gravar pistas em casa e fazer o básico copy/cut/paste, assim como definição de tempos/compassos/metrónomo. Misturas e masterizações podem ficar para quem gosta da coisa. Saber gravar, fazer copy/cut/paste e definições de tempos/compassos/metrónomo serve para a construção estrutural de uma qualquer música. Permite cada um de vós ajustar/compor/estruturar para os outros... e também para estragar o trabalho feito, mas isso é um mal necessário para estarem todos sincronizados. Pelo que sei, o Reaper permite inclusivé o recurso à net para gravação multipistas, tipo estares em casa tocar guitarra e gravares simultaneamente o teclado que está a ser tocado pelo teu colega no outro canto da cidade. Já o fiz no passado, mas não me lembro como se chega lá. Agora, relativamente ao solo, arranja a tal backing track e malha sobre isso até sangrares dos dedos... bom, tanto também não é necessário...
  11. Os barretes e relíquias do OLX

    Não sejam rápidos a acusar burlas, a maioria creio que é pessoal mal informado...
  12. Melhores plugins ( Pagos e Free)

    ... e siga a marinha... naveguemos no mar dos add-ons... plug-ins... err... isso...