tmo

Moderador
  • #Conteúdo

    5080
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

946 Reputação Excelente

Sobre tmo

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Portela LRS e Benfica... Lisboa, portanto
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

4184 visitas ao perfil
  1. Geralmente o nome/modelo de uma guitarra está directamente associado ao design geral/visual do instrumento, que começa pelo comprimento total da escala, ou seja distância pestana-ponte. Alterando esse pormenor, tem-se uma guitarra completamente diferente. Muitas das guitarras são objectos modulares, de peças que se juntam para fazer um todo. Quando se compra uma guitarra na loja, pressupõe-se que o todo esteja funcional, contudo, pode não ser do agrado total do utilizador, sendo mais que frequente a troca de pickups, electrónica, carrilhões/afinadores, pestana, etc. Mudanças de comprimento da escala não são tão comuns. Comprada uma guitarra na loja, e findo o período de garantia*, o utilizador tem nas suas mãos um conjunto de peças de origens distintas que todas juntas formam uma guitarra. Trocar todas as peças, mas manter o corpo e o braço originais, assim como a tipologia da ponte, na minha opinião, não é significativo para alterar a referência modelo/marca da guitarra. A partir do momento em que se troca o braço, em particular para um de escala diferente, aí, a guitarra ganha todo um conjunto de características totalmente novas. Do meu ponto de vista é uma "não questão" aquilo que aparece no headstock em termos de marca. Mesmo sendo um "tributo", a marca agradece a publicidade, razão pela qual escarrapacha o respectivo logotipo/imagem nos seus produtos. O problema das marcas é andarem a vender fakes em seu nome e sem autorização, ou copiar linearmente o seu design com um branding diferente, pois isso infringe os direitos de autor e de propriedade intelectual da marca. A partir do momento em que já pagaste a guitarra, ela passa a ser tua para teu belo prazer, altera-a como te apetece, pinta-a como te apetece, escarrapacha autocolantes de outras marcas como te apetece, elas agradecem a publicidade gratuita. O que não poderás fazer é dizer publicamente que é a mesma guitarra. Podes dizer, no entanto, que a guitarra começou por ser uma marca/modelo e que alteraste com as peças marca/modelo. Assim não estás a infringir nada nem a enganar ninguém, estás a citar as referências correctas para o objecto que te pertence e que é a guitarra alterada. Mais do que isto, acho que não te deve sequer preocupar com aquilo que aparece no headstock, nenhuma marca te irá processar por isso. Agora, se tentares vender (ler facturares dinheiro) gato por lebre... * alterações (não revertíveis?) a uma guitarra dentro do período de garantia de invalida-a, desresponsabilizando a marca de qualquer compensação monetária/substituição por eventuais defeitos de fabrico.
  2. O braço não precisava ser em rosewood.. pensa nisso...
  3. Assim como há blocos para gerir o raio de curvatura da escala, também podes fazer um para gerir o raio de curvatura do perfil do braço. Obviamente que terás de fazer por metades. Isto permite-te igualmente um perfil assimétrico, pois controlas mais facilmente a curva de cada lado. Assim, depois de teres o bloco com o perfil pretendido, avanças com uma grosa para uma aproximação e depois com o bloco tratas do acabamento mais perfeito. No movimento da mão, quer com a grosa, quer com o bloco+lixa (de diferentes grãos), trabalha apenas num sentido, por exemplo do corpo para o headstock. Se o teu movimento for nos dois sentidos, acabas por desbastar mais no meio do que nas extremidades, causando irregularidades difíceis de remediar. Desafio, e que tal construíres tu um braço para essa guitarra? Precisas de um truss rod, madeira para o braço e para a escala, trastes, algumas ferramentas e atiras-te à coisa... boa?
  4. Daí o meu pedido para pormenorização da operação... ESTOU MAIS À FRENTE, CHEGUEI PRIMEIRO, TOMA TOMA...
  5. Os barretes e relíquias do OLX

    O ter sido retirada da montra não implica ter sido vendida, ainda que o vendedor o afirme a pés juntos...
  6. Podes pormenorizar isso? Uma mudança dessas não é coisa que se faça só porque sim... A grande questão é se estás a considerar vender a guitarra mais à frente no campeonato ou não. Se for para ti, faz o que te der na real gana, se for para vender mais à frente, é conveniente informar o comprador sobre o assunto. Ao fabricante interessam duas coisas: uma que lhe compres a guitarra em primeiro lugar, outra que não vendas material em nome da marca com origem duvidosa...
  7. O Melhor Luthier

    Dado que identificas vários sintomas distintos, talvez seja melhor levares a alguém que saiba da coisa. Infelizmente não te sei aconselhar ninguém, sugiro-te apenas que consultes a secção dos serviços. Eventualmente, pergunta nas lojas de instrumentos musicais da tua zona, deverão saber quem te indicar.
  8. NOGD - Esp LTD LH-101

    Ainda assim eu punha-lhe um switch de 4 posições tipo telecaster para poderes ter misturas em paralelo ou série. Se estiveres numa de fazeres + 2 furos reproduzias o circuito dos tripleshot...
  9. NOGD - Esp LTD LH-101

    Estás baralhado pah, os Tripleshot são APENAS os rings, arranjas o par por 58€ nas lojas da praxe (https://www.thomann.de/pt/seymour_duncan_sts2s_cr_triple_shot_frame.htm). Os pickups que vêm associados (por marketing) são os P-Rail, bem fixes por sinal, e são ao preço normal da Seymour Duncan (https://www.thomann.de/pt/seymour_duncan_shpr1_prail_set_creme.htm?ref=search_prv_5). Podes combinar os P-Rails com os TripleShot se quiseres, assim como usar os TripleShot com DiMarzio ou qualquer outra marca que tenha humbuckers de 4 fios. Na minha guitarra, tenho-os com DiMarzio Paf Pro no Neck e Tone Zone na Bridge. Funcionam como é suposto, saco 4 sons de cada pickup: série, paralelo, Coil Norte e Coil Sul. Para Humbuckers com coils diferentes dá para ter sonoridades distintas bem interessantes. Portanto, aquilo que poupaste nos pickups podes investir nos RINGs, acredita que vale a pena, MESMO... Acabam por ficar ao preço equivalente dos mini switches necessários para reproduzires o circuito, com a mais valia de não teres de furar a guitarra (é uma modificação totalmente reversível). Por fim, o argumento de que a guitarra não tem um valor que justifique o que se investe nela é assim um tanto para o lame. Se toca bem (em termos de ergonomia afinações e afins) e tem uma construção minimamente sólida, não vejo qual o mal de investir em hardware, mesmo que o somatório exceda o valor inicial da guitarra. Já o fiz em 3 guitarras e não me arrependo de nada. Uma custou-me 250€ em 2ª mão, comprada aqui no fórum, meti-lhe piezos (+250€), carrilhões novos (6 a 11€ + 1 a 90€), um sustainer (+200€ aproximadamente), + 1 Pickup DiMarzio (+100) e ainda teve de ir ao técnico para regularizar a escala porque na altura estava sem meios e sem tempo para fazer o trabalho (+200€). Noutras não cheguei tão longe, mas o que nelas investi supera largamente o valor inicial. São guitarras para ficarem cá por casa, não são para (re)venda posterior... @pgranadas... hahahaha, era bom, mas infelizmente não tenho comissões. Gosto apenas de partilhar aquilo que considero ser um EXCELENTE produto (com espaço para melhorias, claro) com o qual tenho experiência própria.
  10. NOGD - Esp LTD LH-101

    Creio que também está aí uma referência dessa marca... EDIT: ... não está...? Com um multímetro apanhas rapidamente o esquema dos pickups, aposto que têm o código de cores da SeymourDuncan. Pelo que vi do esquema que linkaste, o Preto é HOT ou North Start e o Verde é GROUND ou South Start... EDIT 2: . Yep, confirma-se esquema de cores igual à Seymour Duncan, pelo esquema do Séria/Paralelo dá para perceber. A partir daqui fazes o que te der na gana... North Start - Preto North End - Branco South End - Vermelho South Start - Verde ... queres um esquema personalizado?
  11. NOGD - Esp LTD LH-101

    Em primeiro lugar, para meters o som dos single coil ao barulho devias ter investido nuns TripleShot, não tinhas feito furos na guitarra e arrancavas 4 sons diferentes por pickup. Para remediar a coisa proponho o seguinte. Switch selector de Pickups de 4 posições tipo telecaster para teres neck, neck+bridge (paralelo), neck+bridge (série) e bridge. 1x miniswitch ON/ON (duas posições) para mudares/inverteres a fase a um dos pickups. 2x tripleshot rings, creio que serão do tipo Arch Top e fazes a festa. Ficas com uma guitarra cheia de opções, algumas parecidas, outras drasticamente diferentes e algumas surpresas interessantes pelo meio. Feitas as contas ficas com: 4 sons por humbucker = 8 sons diferentes para o uso singular de cada pickup. 16 sons por cada uma das posições intermédias com os pickups em fase = 32 sons 16 sons por cada uma das posições intermédias com os pickups em fase invertida = 32 sons Alternativamente, investes numa ponte TOM da Graphtech com piezos (+preamp) e em vez do switch alternador de fase, metes um switch de Mag/Mix/Piezo, obtendo o mesmo número de combinações anterior +1 (piezo isolado)... Nesta situação, talvez queiras investir também em pots duplos/concêntricos para teres Vol e Tone para Mag e Piezos... Pronto, rebentei com a escala...
  12. Tom com demasiada distorcao

    A referência "Caro" ou "Barato" depende do que retiras do momento... Há muitos professores por aí com valores desses e que os têm ao preço da chuva.
  13. Tom com demasiada distorcao

    Chegar chegas, mas mais devagar... MUITO mais devagar. As escolas são isso, informação condensada por unidade de tempo.
  14. NOGD - Esp LTD LH-101

    Só uma curiosidade, aquando da minha investigação por sustainers para guitarra, no site da Sustainiac lê-se que os sustainers são incompatíveis com pickups que tenham neodímio, não me perguntem porquê... PS - atirem-se aos PUs do @marco.agostinho, valem a pena... e estão a investir no País!...
  15. Os barretes e relíquias do OLX

    fonix, ou não sabe da poda e nem sequer investiga (o mais provável) ou acha que todo o mundo é parvo... enfim, valerá a pena enviar-lhe uma mensagem a clarificar a coisa? máx. 15€ pelo pickup... EDIT, fiz um report com links para a DiMarzio e para a ibanez wiki...