tmo

Moderador
  • #Conteúdo

    5359
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

1233 Reputação Brutal

Sobre tmo

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Portela LRS e Benfica... Lisboa, portanto
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

4711 visitas ao perfil
  1. Os barretes e relíquias do OLX

    O primeiro link penso ser legítimo, o segundo dá ideia de ser uma colecção de fotos tiradas da net. Se me puser a escrutinar os veios da madeira duvido que hajam ali duas fotografias da mesma guitarra. Este gajo deve estar a ver se consegue comprar a do outro e vendê-la imediatamente pelo dobro (quase)... um dia destes ainda ponho uma das minhas à venda (como teste) só para ver se aparecem coisas destas, alguém se quer chegar à frente a ver se apanhamos assim um flagrante destes gajos? Era pedir o número de série aos dois a ver o que de lá saía... Confirma-se a bronca da colecção de fotos relativamente ao segundo link, analisemos: Reparem que as caixas não batem umas com as outras, são diferentes, a 2ª das 3ª, 4ª e 5ª pelo menos. A caixa da segunda foto não corresponde à da 3ª, 4ª ou 5ª foto. Já no primeiro link parece haver consistência nas fotos com caixa, assim como na luz e contexto das fotografias Os veios da madeira das 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª não correspondem uns aos outros, apesar de ter algumas dúvidas relativamente a duas das fotos, no entanto, a 1ª e a 7ª fotografia mostram duas guitarras claramente diferentes, são ambas fotografias frontais e os veios bem distintos. Não há fundos iguais nas fotos, o que leva a crer que foram tiradas em locais diferentes tipo a milhares de kilómetros de distância uns dos outros, um deles até parece ser de uma loja (primeira foto). Mas o gajo teve o cuidado de escolher fotos com os mesmos pickups, ainda originais, o que leva a crer que até teve algum cuidado na pesquisa. Não deixa de ser cabro por isso, mas reconheçamos-lhe o engenho...
  2. Os barretes e relíquias do OLX

    E por estarmos a falar em selva, vivam os especuladores, vejamos os seguintes exemplos, ambos na zona do Porto (apenas porque calhou)... Exemplo 1 por 720€ - https://www.olx.pt/anuncio/guitarra-eltrica-IDBGEZt.html#2d0a6dc744 Exemplo 2 por 1350€ - https://www.olx.pt/anuncio/ibanez-sa420x-dr-made-in-japan-c-piezo-rara-IDBFdf8.html#fe9911db24 A guitarra em questão é tão rara que aparece listada no OLX 2 vezes, vendedores diferentes ao que parece, mas na mesma área geográfica... enfim...
  3. Qual é a vossa rotina de prática de guitarra?

    Só mesmo para rebentar com as ideias propostas, e porque a variedade de opiniões abre portas à criatividade, deixo-vos uma citação de Osho Ranesh (?) que dizia simplesmente isto: Homem inteligente não repete. Portante se formos inteligentes começamos pelo 8º ou 9º nível (só improviso), certo? A resposta aqui é simples, ATITUDE perante aquilo que se pensa estar a repetir. No início de facto somos muito estúpidos, daí que a repetição faça parte das rotinas, aliás, é assim que se aprende, pela cópia, depois temos que água mole em pedra dura... e com o tempo deixamos de ter necessidade de repetir as coisas. O Steve Vai dizia uma coisa interessante a propósito dos exercícios que era, se um gajo descobrir um trejeito técnico/expressivo interessante num determinado momento, é transformá-lo num exercício e executá-lo em todos os trastes (vá, primeiros 20 é funcional) e em todas as cordas... assim o trejeito torna-se vocabulário à disposição do músico e foi assim que ele desenvolveu grande parte da sua musicalidade.
  4. Escalas Longas

    O que aprendemos "a ferros", não esquecemos... No entanto, aquilo que apresentas na figura colorida (não na partitura) é basicamente uma selecção/interpretação do mapa de notas numa escala (para o caso Fá Maior) a apanhar 3 posições (modos) diferentes. Há vários caminhos possíveis, ir buscar a última nota de uma corda à corda seguinte e por aí fazer tiradas diferentes. Em valores "vectoriais", a nota é a mesma, mas em termos de digitação ou timbre pode dar origem a preferências de uns músicos para outros. Dimensões de mãos diferentes ou encordoamentos contribuem em muito para expressões diferentes entre os músicos guitarristas e assim para as suas preferências em termos de digitação. Relativamente a guitarras com mais cordas, mais do que o número de cordas em questão, o importante é conhecer a relação entre elas. Há pessoal que afina guitarras de 10 cordas em 3as Maiores, por exemplo. Portanto, e para o caso, ter mais uma corda implica saber que afinação é que esta vai ter. No meu caso a corda extra é grave* e tem a mesma relação que as anteriores, ou seja, uma 4ª perfeita abaixo do bordão Mi: Si. Por vezes baixo-a para lá, mas apenas nas guitarras de ponte fixa. Lembro-me há uns tempo de um moço aqui deste burgo de afinar a guitarra dele (6 cordas acho) em 5as perfeitas, aumentando assim a amplitude ou o alcance das notas... isto para dizer que o esquema que apresentaste é funcional para uma afinação convencional ou equivalente, considerando que a relação entre as cordas se mantém idêntica a esta. Ou seja, se se afinar a guitarra toda em Ré (Ré, Sol, Dó, Fá, Lá, Ré, da corda grave para a aguda), o esquema que apresentas mantém-se válido, só que em vez de teres um Fá no 1º traste da 1ª e 6ª cordas, tens um Ré# ou um Mib... Os cordofonistas são gajos tramados e caprichosos com as suas manias de serem diferentes... * Nota: há poucos que acrescentam uma corda aguda, mas torna-se difícil de afinar, pois partem-se muito facilmente e dependem muito das características técnicas da guitarra...
  5. Opiniões Ibanez (minha próxima compra)

    Bem visto, @mpexus... Pormenor significativo.
  6. new GAS

    Dentro em breve já não há mais árvores para fazer guitarras, comprem agora enquanto podem!...
  7. Escalas Longas

    Portanto, com "escalas longas" estás a referir-te ao "cobrir" mais do que uma oitava com a escala, para o caso 3 oitavas... As tuas bonecadas são por vezes um pouco confusas, mas estás no bom caminho, estas já estão mais claras Os números e as setas... são os dedos!...? A grande vantagem das guitarras com mais cordas é que permitem estas runs com menos movimento pelo braço, recorrendo a apenas uma ou duas posições. As ligações ficam mais naturais, mas é preciso dedos um pouco mais compridos, ou a guitarra bem mais alta para não rebentar com os punhos...
  8. Opiniões Ibanez (minha próxima compra)

    Tens a possibilidade de experimentar a RG1820X, as outras da Thomann/Musicstore não, por isso, antes de te decidires, experimenta... poderá estar a precisar de um setup antes de bombar a sério...
  9. Opiniões Ibanez (minha próxima compra)

    ... sais pior servido...
  10. Opiniões Ibanez (minha próxima compra)

    Ponte flutuante = Whammy... O Braço chama-se Whammy bar... and so on... Esta continua a ser a minha escolha das que há no OLX nesta margem de valores: https://www.olx.pt/anuncio/guitarra-ibanez-rg-1820x-prestige-com-piezo-IDB9hsY.html#a99af6f7a1 De notar que a guitarra tem um acabamento preto liso Galaxy Black Brilhante, estas texturas são reflexo. Mais informações sobre a dita: http://ibanez.wikia.com/wiki/RG1820X
  11. Opiniões Ibanez (minha próxima compra)

    Essa foi a última que apresentei... quanto aos DiMarzio... essa já traz metade do prémio ☺
  12. Opiniões Ibanez (minha próxima compra)

    A diferença entre essa S540 e uma das prestige que apresentei tem a ver mais com a consistência do instrumento do que com o timbre propriamente dito. Considera que pickups podes sempre mudar, assim como os restantes elementos da electrónica, e tal permite que essa soe bem... mas o feel de qualidade, de consistência ao toque é de outro nível...
  13. Cordas para guitarra? Que cordas?

    Vou deixar aqui uns links para leitura relaxada... http://www.sevenstring.org/threads/my-string-tension-calculator-for-7s-and-8s-it-does-fan-fretted-too.100074/ http://geargods.net/tutorials/how-to-choose-string-gauges-for-your-guitar/ http://stringtensionpro.com/ O primeiro tem outras threads sobre o assunto, mas só encontrei esta. @Coelho135 tenho a sensação de que estás a complicar desnecessariamente. Por vezes, a razão de ser das coisas prende-se mais com aquilo que é possível fazer em determinado momento e não tanto com o óptimo ou o que se desejaria. As escolhas de tensões entre as cordas pode ser equilibrada, mas isso obriga a uma personalização que não está ao alcance de todos, seja por meios ou por paciência/disponibilidade. Quanto ao empenar do braço, temos o truss rod para evitar a coisa, pois apesar de não ser essa a sua função principal, também re-estrutura toda a composição do braço da guitarra, alterando-lhe não apenas o comportamento, mas também a resistência. Só para terem uma ideia, tenho uma guitarra de 7 cordas com um conjunto .013, em afinação normal (Mi4 a Si1, da mais aguda para a mais grave). Toco-lhe poucas vezes pois não tem tido oportunidade para ser incluída nos meus projectos actuais, o que significa que anda com as mesmas cordas bem mais de 6 meses de seguida, quando não é mais. Não há qualquer sinal de empeno. Outras guitarras tenho que também têm recebido pouco ou nenhum amor de minha parte e continuam sem manifestar sinais de stress. Chamemos-lhe sorte...
  14. Opiniões Ibanez (minha próxima compra)

    Há no OLX uma mão cheia de Ibanez que me parecem ser de considerar seriamente, muitas da série Prestige e na ordem dos 700€ para menos. Deixem-me ver se as encontro... https://www.olx.pt/anuncio/ibanez-prestige-IDBHqdG.html#2d0a6dc744 https://www.olx.pt/anuncio/guitarra-eltrica-IDBGEZt.html#2d0a6dc744 (esta está cara na minha opinião) https://www.olx.pt/anuncio/guitarra-ibanez-rg-1820x-prestige-com-piezo-IDB9hsY.html#2d0a6dc744 (grande guitarra a bom preço) https://www.olx.pt/anuncio/ibanez-s-prestige-IDBEBai.html#a99af6f7a1 parece-me um valor justo... Nestas coisas, é como em tudo e principalmente em guitarras em segunda mão: EXPERIMENTAR PRIMEIRO. Entre a que indicaste e estas aqui apresentadas, uma vez que batem todas dentro do orçamento, ia para estas, em particular uma das duas últimas...
  15. new GAS

    Ao vivo ninguém vê a guitarra, acredita, parece-se um "sempre-em-pé" numa posição estranha a fazer "air guitar"...