Atrus

Membro
  • #Conteúdo

    22
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

0 Reputação Neutra

Sobre Atrus

  • Aniversário 02-03-1983

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Maia
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

1125 visitas ao perfil
  1. Obrigado pelos comments pessoal, podem contar que o próximo projecto vai aqui ser postado também. Abraços
  2. Obrigado pelos comments pessoal. Epá... Com que entao também curtes o tweed...sabes o meu proximo projecto é precisamente fazer o corpo da minha ibanez novo para ponte fixa e cobrir em tweed
  3. Viva pessoal, Há cerca de dois anos terminei a construcção de um Princeton 5F2 que postei aqui no fórum: O projecto foi feito de raiz, levou o seu tempo mas deu imenso gozo depois de terminado. Depois de terminar e porque o bichinho do DIY depois de morder custa a largar, pensei numa pedalboard e lá aos bocadinhos comecei por projectar e acabei por a construir também... Como isto é um passa tempo e não saio com o material de casa estava a pensar em ficar-me pela base mas depois lá pensei e porque não uma case...?? Depois de alguma pesquisa fiquei enamorado de um modelo da Helweg (modelo Burst Tweed Case with Brown Western Stripe and bronze beading) este aqui: Os modelos deles são bestiais e pensei porque não tentar fazer um? Pus novamente mãos á obra... A base é simplesmente duas laterais em madeira com um rasgo aonde encaixam 4 travessas com espaços entre elas para permitir passarem os cabos. Coloquei uma fonte aparafusada da Decibel Eleven no fundo e somente por isso a fiz inclinada para evitar a fonte no topo. Coloquei dois jacks da neutrik na traseira (a pedaleira fica em série com o amp) e dei uma fusão acastanhada seguida de verniz mate transparente. Ficou assim: A traseira com a entrada para a fonte e os jacks: Depois algum velcro na frente: Nesta última foto ainda se vêm as pegas em alumino que coloquei antes de ter ideia de fazer a mala. Mais tarde tirei-as porque a base ficou ligada ao fundo da mala e faziam-me perder espaço. Ora bem, então seguiu-se a case, nesta podem ver a base em cima do fundo da mala. Fiz uma caixa em madeira compensada de 20mm nas laterais 10mm da mais leve no fundo e tampo. A base ficou com 30mm de altura, a tampa tem 120mm e a largura 370mm. Feita a caixa, foi a vez de encomenda material. O meu site preferido para compras de material é o Tubetown na Alemanha. Têm um vasto stock, são de confiança e rápidos. Para este projecto encomendei o tecido tweed, o tolex a imitar o cabedal, o cordão dourado para os contornos e todas as ferragens, nomeadamente a pega, cantos, fechos e pés. Com tudo reunido, o primeiro passo foi marcar os rasgos para o cordão. Para isso usei uma dremel como tupia e uma fresa de 3mm (esta é a medida perfeita para o cordão plástico de 2mm que comprei, com rasgo de profundidade de 3mm). Peço desculpa mas não tirei fotos do processo de abrir os rasgos mas é simplesmente marcar as linhas de fora a fora dos tampos e aplicar uma régua com grampos para usarem como guia para a tupia. Os rasgos deverão ficar assim: Depois de todos os rasgos abertos, cortei as peças de tweed (atenção em alinhar o tweed pelo extremo dos rasgos porque irá ser dobrado para entrar nessas ranhuras. Já agora, o que usei para colar as peças foi spray adesivo da 3M (scotch-weld) isto é caro e convém usar numa área bem ventilada mas é muito bom porque vos permite colar e descolar várias vezes caso se enganem ou não fique bem alinhado á primeira. No amplificador usei cola animal (hide glue) e esta continua a ser a minha opção número 1 de cola mas não tinha disponível em casa e usei antes o adesivo em spray. É importante o corte perfeito do tweed para "casarem" bem as diagonais do padrão. tanto no tampo como na base e nos topos. Para não me enganar no padrão marquei todos os recortes e as faces da madeira. A tampa terminada com o tweed: E aqui a base já pronta também: Posto isto avancei para a coloração. Tal como no amplificador, não deixei o tweed ao natural. No amplificador mandei vir de Inglaterra uns corantes todos xpto e cheguei á conclusão que tinha feito isso com materiais acessíveis de cá...portanto para dar o efeito "western" tipo tabaco á mala o mais parecido com a da Helweg, fui ao Leroy e comprei um verniz de base aquosa da 3V3 côr carvalho claro para manchar o tecido e trouxe uma lata de verniz mate incolor da bondex para selar a cor e lacar a caixa. Usei um compressor e pistola para pintar. Dei 2 demãos de colorante carvalho para escurecer o tweed e uma terceira irregular para provocar o efeito de manchas tipo tabaco. Quantas mais mãos mais escuro ficará... Com a 1ª mão: Com a 2ª mão: E com a 3ªmão (fumado): Depois desta fase veio a colocação do tolex e finalização com o cordão dourado. O cordão dá um look pro e limpo ao trabalho tal como o que vemos nas cabs da Marshall por exemplo. Aqui não postei fotos do processo mas não tem nada que saber, basta cortar as tiras do tolex á medida e colar. Antes disto aconselho a passarem um espassador (algo com a largura de 2mm para "avivar" os cortes porque com o processo de envernizamento o tweed fica rijo e convém vinca-lo dentro do rasgo). Depois de aplicado o tolex e o cordão o aspecto ficou assim: Passo seguinte, uma tela tipo alcatifa preta para os interiores e comprei num estufador um bocado daquelas tiras de cordão em beje que se usam principalmente nos estofos de carros mais clássicos. Isto usei para fazer a separação entre o tweed/tolex e o forro dos interiores. Por fim veio a colocação das ferragens, começando pelos pés para posição deitada e em pé: A pega: Os fechos: Dobradiças (são do tipo de encaixe para permitir tirar a tampa): O aspecto final fechada, já com os cantos: Depois instalei a base aparafusada ao fundo da caixa com uma dobradiça do tipo piano (para permitir levantar a board e mexer nos cabos e na fonte: E pronto, finalizado e ao lado do amplificador que construí: Sim têm razão...eu adoro tweed Bom malta eu adorei este projecto e creio que ficou muito parecida com o que eu queria. Espero que sirva também para vos dar ideias e força para os vossos projectos. Já tenho um outro projecto no "forno"... Quando começar a andar dou noticias e coloco aqui no fórum. Abraços!
  4. PRINCETON 5F2 TERMINADO (com fotos)

    Boas, Desculpa mas tenho andado fora. Eu quando puder coloco aqui som. Quanto ao tempo que levou a construir foi um ano...sim é muito porque passo muito tempo fora, e ia aproveitando aos fins de semana quando parava por casa.
  5. PRINCETON 5F2 TERMINADO (com fotos)

    Ao optares por um OT de saída sobredimensionado vais fazer com este mais dificilmente sature. Se tocares a volumes baixos, antes de distorcer, a largura de banda de um transformador pequeno não é limitativo, mas quando puxas pelo amp a largura de banda reduz significativamente e passas a ter um som distorcido ou overdrive não tão bom... É por isso que muito pessoal altera o OT de saída dos Champs, que saem de fábrica com transformadores dimensionados á justa. Atenção que nem sempre um OT de saída maior significa melhor... Mas normalmente um maior transformador de saída obtemos melhores graves e um maior headroom. A nível de distorção, pela informação que li, o transformador sendo de menor potência a distorção acontece a volumes mais baixos. E claro podes sempre jogar com a impedância do OT, eu como usei um Hammond ESE125 o chamado canivete suísso... aquilo dá para escolher várias combinações de impedâncias de primário, e parece que para impedâncias de primário mais baixas mais rápido obtens distorção. Uma coisa que reparei é que a minha Ibanez com os stock pickups, os tipicos V7/S1/V8, ligada a este amp mesmo com o volume no máximo não obtinha uma distorção/overdrive de jeito...pelo menos a meu gosto. Depois de colocar os Bareknuckle... aquilo ganhou vida, até com o single coil mother's milk o som mudou radicalmente para "lindo"
  6. PRINCETON 5F2 TERMINADO (com fotos)

    Daria para 15W, ou seja sobredimensionei tanto o transformador de saida como o de potência. Os 5W já são bem suficientes e berram bem pelo menos para um tipo como eu que faz disto um hobby. A vantagem deste OT é conseguir obter mais bottom end, tens mais clean em detrimento de distorção, mas de qualquer maneira isso depende muito dos pickups da guitarra e pode-se sempre meter-lhe um overdrive e aí consegue-se uma maior versatilidade.
  7. PRINCETON 5F2 TERMINADO (com fotos)

    Pois... realmente... Não ando com muito tempo, mas quando puder coloco qualquer coisa. Para teres uma ideia fiz um upgrade á minha ibanez com um setup completo Bareknuckle e nem lhe cheguei a "tirar pó"... De qualquer das formas liguei-a ao Princeton e adorei o som. Só um reparo, este amp foi construido segundo o esquema original mas eu juntei-lhe uns "pozinhos"... Ou seja, OT de saída sobredimensionado, este dava para um 15W, válvulas NOS e o altifalante em vez do 8´´ coloquei-lhe um 10''. També, lhe coloquei um pequeno switch de 3 posições, que altera a tonalidade do amp, basicamente dois valores de capacitância e um off.
  8. PRINCETON 5F2 TERMINADO (com fotos)

    Boas pessoal, Embora o post esteja a ser desenterrado já com alguns meses, a verdade é que o prometido é devido, e eu fiquei de colocar aqui algumas fotos do meu projecto terminado como forma de incentivo a todos vocês que se queiram aventurar pelo DIY. Pois é, a minha réplica dum Princeton 5F2 está concluida já há algum tempo, teerminei-o já no fim de Agosto do ano passado, mas deixei arrastar e só agora é que me dei ao trabalho de tirar umas fotos para compartilhar com vocês. A verdade é que só na semana passada é que terminei a capa para o cobrir e agora estou a cativar a minha noiva para me bordar as letras na napa...á parte da paciência que ela teve de ter enquanto o construi...mulheres O projecto foi baseado no projecto do Angela Instruments que devo dizer foi muito bem descrito, apesar de eu ter lido e relido montes e bateladas de informação para construir este pequeno single ended de 5W. Não se deixem enganar pelo "pequeno"...acreditem que é preciso dedicação e muita paciência mas acreditem quando vos digo que não há nada como chegarem ao final duma aventura destas e olharem para o produto final. Bem, fiquem com algumas fotos: http://imageshack.us/a/img6/6513/vistasuperiorb.jpg http://imageshack.us/a/img255/4933/vistageraltraseira.jpg http://imageshack.us/a/img19/4054/vistageralsuperiortrase.jpg http://imageshack.us/a/img152/7443/vistageralchassicomvlvu.jpg http://imageshack.us/a/img201/5527/vistadochassi.jpg http://imageshack.us/a/img402/9793/visogeralsuperiordochas.jpg http://imageshack.us/a/img842/9237/soquetesvlvulasrectepow.jpg http://imageshack.us/a/img836/1084/socketevlvuladepr.jpg http://imageshack.us/a/img132/782/pormenortraseirainferio.jpg http://imageshack.us/a/img853/2981/pormenortampatraseiraac.jpg http://imageshack.us/a/img23/195/pormenorpega.jpg http://imageshack.us/a/img546/810/pormenorcontrolos.jpg http://imageshack.us/a/img46/699/pormenorchapadecaracter.jpg http://imageshack.us/a/img35/5113/pormenorcantosuperior.jpg http://imageshack.us/a/img72/9277/pormenorcantosuperiorfr.jpg http://imageshack.us/a/img90/3852/pormenorcantoinferiores.jpg http://imageshack.us/a/img829/8844/pormenorcantoinferiordi.jpg http://imageshack.us/a/img90/2876/pormenoraberturavlvulas.jpg http://imageshack.us/a/img715/5826/pormenoraberturavlvulad.jpg http://imageshack.us/a/img51/7237/placaedisposiodoscompon.jpg http://imageshack.us/a/img594/4603/perfiltraseiro.jpg http://imageshack.us/a/img502/6957/perfilfrontal.jpg http://imageshack.us/a/img32/8154/controlos.jpg http://imageshack.us/a/img593/4170/chassivistatraseira.jpg http://imageshack.us/a/img407/5145/chassivisoladocontrolos.jpg http://imageshack.us/a/img717/7092/cabvistasuperior.jpg Ainda não fotografei coberto com a capa, quando estiver com os dizeres bordados coloco uma foto final para fecho do post. Se precisarem de alguma dica ou info, apitem. Abraços
  9. PRINCETON 5F2 TERMINADO (com fotos)

    No entretanto vou mandar vir a dita Hide glue e tratar de o cobrir mal termine de fazer o speaker baffle. Quanto ao brilhante, lá está é tudo uma questão de gostos realmente, se me sobrar um pouco de tecido Tweed aproveito para fazer umas experiencias antes de o transpor para a cab. Depois posto umas fotos do progresso.
  10. PRINCETON 5F2 TERMINADO (com fotos)

    Boas, e obrigado! Tens razão, é confusão minha, eu estou a usar Tweed clássico, ou seja, é tecido, custou mais uns cobres mas fica com um look muito porreiro. Aliás, comprei-o na Tube-Town (http://www.tube-town.net/ttstore/product_info.php/info/p907_Fender-Vintage-Tweed---OUT-OF-STOCK.html) E sim a ideia creio que é mesmo envernizá-lo. O melhor é eu deixar o aqui o link no qual mais me baseei para isso, ora dá uma olhada: http://www.guitarscanada.com/amp-building-technical-repair/43327-tweed-cabinet-build.html O acabamento, pelo menos pelas fotos, ficou muito porreiro e eu gostei. Segundo me parece, ele aí deu uma camada de verniz incolor do tipo polioretano e depois umas 5 demãos de verniz com tonalidade Honey Pine (pinho mel).
  11. Boas pessoal, Já lá vai algum tempo desde que me aventurei no meu primeiro projecto a válvulas, a disponibilidade é pouca mas depois de reunir muita informação lá me pus a construir uma réplica de um Princeton 5F2 dos anos 50. É um projecto "simples" para quem quer começar os primeiros passos num amp totalmente feito por vocês, e que certamente dá um gozo do caraças ao ver a coisa tomar forma. Ora bem, entao é assim, o Domingo ontem estava assim para o foleiro e aproveitei para terminar o amplificador (aliás foi mais um "troubleshouting"), tudo correu bem e ficou impecável, surpreendeu-me principalmente o facto de um amplificador single ended a válvulas ser tão silencioso sem ruidos nem Hum. Parece que valeu bem a pena todo o tempo a ler sobre a disposição dos componentes e roteamento dos cabos... Agora com o amp terminado é hora de colocar o bicho numa cab á maneira. Já tenho a cab praticamente feita, estou só á espera da madeira para o speaker baffle e depois é hora de colar o Tolex e é aqui que entro no meu post propriamente dito. 1º - Gostava que vocês me dissessem pela vossa experiência, o tipo de cola que acham ideal usar. (Na minha pesquisa já extensa, fiquei com ideia de comprar alguma Hide Glue e experimentar, porque em trabalhos de forragem, com cola de contacto já tive problemas com o encolher da tela, o cheiro é foleiro para além de toxico e ao fim de algum tempo já me aconteceu de a cola levantar...) 2º - Esta é a QUESTÃO NO MEU POST, e aquela que me tem dado mais volta ao miolo. Eu gostava de dar um aspecto envelhecido ao tolex e para isso de entre muitos exemplos que vi, um dos acabamentos mais porreiros, o tipo usou 1 primeira demão de "clear oil based polyurethane satin" e 5 demãos de "Miniwax Honey Pine Polyshades satin). O problema é que aqui em Portugal não consigo encontrar estas marcas especificas (só mandando vir do Amazon), porque dado que estou a usar o tolex tweed clássico como este usou, e como gostei do acabamento, se encontrasse igual fazia igual. Se algum de vocês já teve experiência neste tipo de questão, força, estou aberto a opiniões! Prometo que no fim do trabalho deixo umas fotos do produto final, e claro posso no fim do amplificador pronto deixar aqui um post mais alargado com toda a informação deste projecto para se algum de vocês tiver interesse. Um abraço e as minhas desculpa por um texto um bocado alargado.