xtech

Administrador
  • #Conteúdo

    8186
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

2845 Reputação Brutal

7 Seguidores

Sobre xtech

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Porto
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

37622 visitas ao perfil
  1. Boss Katana: é do catano?

    Yap. É isso que também acho do que ouço. Mas eu tenho um preconceito contra roland/boss no que toca a coisas digitais... detesto o COSM nas distorções, sei que agora já não é COSM (mudaram-lhe o nome), mas por exemplo a GT1000 continua a soar-me mal nas distorções. Pelos vistos no Katana o clean soa muito bem e o breakup também não tá mal. O problema é mais daí para a frente.
  2. Boss Katana: é do catano?

    Gostei especialmente no som "clean" do princípio, excelente mesmo. As distorções e metal não são a minha praia, achei algo "farinhentas" e com muitos artefactos digitais. Mas pode ser que as próximas versões tragam melhorias neste aspecto. E parabéns pelo vídeo, sou fã destes vídeos "no talk".
  3. Estúdio próprio

    Vamos lá ver, ambos dão para as duas coisas. A questão é mesmo ser aberto ou fechado. As implicações são ao nível do som saír "para fora" e do conforto...
  4. Estúdio próprio

    Acho muito bem quase tudo. Um alerta para os fones: esses são semi abertos. Para gravar em estúdio - isto é, para gravar enquanto estás a ouvir a mistura onde vais gravar por cima, o melhor é serem fechados para impedir que o som da mistura que sai nos fones seja captado novamente pelo microfone. Para mistura, os semi-abertos são mais confortáveis e reduzem a fadiga. Tens que ver o que é mais importante para ti dessas duas coisas acima. Eu por acaso tenho dois pares, uns semi abertos e outros fechados, e não aguento mais que uma hora com os fechados nos ouvidos. Mas para gravar uso sempre os fechados exactamente devido ao que escrevi acima.
  5. Estúdio próprio

    Relativamente à compra da interface, deparei-me com um preço mais barato cá na tugalandia: https://www.egitana.pt/focusrite-scarlett-solo-2nd-gen Quanto ao SC300, deve ser melhor que o outro. Cabo? Qualquer XLR macho-fêmea. Btw: um packzinho porreiro: https://www.egitana.pt/focusrite-scarlett-2i2-studio-pack-2nd
  6. Estúdio próprio

    Então e mike, não há?
  7. Certo, mas produzirão certamente mais sustain, o que não é coisa de somenos importância. Braços set neck "long tennon" ou neckthrough por exemplo, têm uma superfície de contacto maior, logo maior a transferência de energia. Braços bolt-on tem 3, 4 ou 5 pontos de contacto. Pode argumentar-se "ah e tal a cola", mas a cola enrijece e muitas vezes adere melhor à madeira que a própria madeira. A cena é que o que vibra são as cordas e quem capta são os pickups. Mas a vibração depende muito do "acoplamento" das cordas à guitarra, à forma como a energia das cordas é transferida, a forma como a madeira do corpo ajuda na vibração dessas cordas, e nas frequências de vibração. E o corpo aí interessa: massa, densidade, forma, etc. Não é do som acústico que estamos a falar aqui por que isso só conta para instrumentos acústicos. Numa guitarra eléctrica tudo o que influencie a vibração das cordas face aos pickups conta. E portanto, na minha opinião o corpo também influencia. Se é muito ou pouco, será discutível, mas meter um braço com cordas num calhau soa diferente de meter um braço com cordas num corpo de madeira. Há vídeos no youtube que mostram isso. Continua a soar a guitarra eléctrica, mas o som é diferente. Não quero com isto ser um cork sniffer (até porque não sou), até porque muitas das diferenças de ressonância, densidade e transferência de energia entre as diferentes madeiras serão pequenas demais e talvez pouco perceptiveis no som final.
  8. Lulz e Mêmes musicais

    A Jaguar está qualquer coisa:
  9. Apresentação

    @AC bem-vindo!
  10. Estúdio próprio

    Behringer é sempre mais manhoso em termos de fiabilidade. Essa interface é uma boa opção em termos de especificações, se não for para andar com ela de trás para a frente é uma boa opção.
  11. @F.Coelho vieste abrir uma caixa de pandora!! O que eu posso dizer, sem certezas, é que "eu acho que sim", baseado nos meus ouvidos, mas é a minha opinião pessoal. As guitarras que tenho soam-me diferentes. Por exemplo, Ibanez RG em basswood ou mogno com os mesmos picapaus soaram-me diferentes. Pode ser de outras coisas? Pode, e não digo que não, mas não excluiria de todo as madeiras. P.S. - O que acham de se abrir uma votação para isto? É matéria que bate sempre bem com uma sondagemzita para acirrar os pontos de vista
  12. Estúdio próprio

    Até nem é tão mau quanto o preço poderia fazer crer...
  13. Ajuda com afinador

    Isso funciona com um qualquer cabo jack. Tranquilo, não precisas de grande cabo e/ou caro se é só para afinar