xtech

Administrador
  • #Conteúdo

    6560
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
  • Reacções ao conteúdo

    1289

Reputação

1900 Reputação Brutal

5 Seguidores

Sobre xtech

Informação de Perfil

  • Género
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Porto
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

8022 visitas ao perfil
  1. Já deste uma vista de olhos no menu "serviços"?
  2. Não... ando à minha sorte porque não é o meu instrumento principal e de momento não tenho tempo, mas acho que fazes bem ter aulas.
  3. Acho que a primeira questão é o braço do baixo. Se te deres bem com o braço, é meio caminho andado. Aqui não há milagres, é experimentar...eu tenho um Squier Vintage Modified 70 e gosto bastante.
  4. Uma espécie de derivado JTM-50:
  5. Bemvindo! Eu no baixo também sou um iniciante. O conselho que te deixo é: - Escolhe um baixo com o qual te sintas confortável para começar e não o A ou B só porque tem 5 cordas ou os outros dizem que é bom. Fiz isso 2 vezes e só da terceira é que acertei! Bemvindo! Eu no baixo também sou um iniciante. O conselho que te deixo é: - Escolhe um baixo com o qual te sintas confortável para começar e não o A ou B só porque tem 5 cordas ou os outros dizem que é bom. Fiz isso 2 vezes e só da terceira é que acertei!
  6. Man, que pinta de classe! Já os tens?
  7. Pf... meninos! Se vivessem no fundo do Portugal esquecido e ostracizado como no sítio onde eu cresci, só tinham autocarro de manhã para ir para a sede de concelho.
  8. Bem, antes de mais: o espaço é bom em termos acústicos? Se não for, se calhar misturar com fones até não era mau. Quanto queres gastar?
  9. A questão é que quando compras um amp às vezes já vêm microfónicas. Eu comprei um Bugera V5 novo e a válvula de pré começou a chiar passado 15 dias. Ora é consumível sim, mas estar logo assim passado 15 dias? 11 meses não é nada para uma válvula de pré (se for esse o caso), penso eu de que.
  10. Sei que é mau, mas pessoalmente comprava umas válvulas em vez de ter a chatice de enviar o combo e estar um mês ou mais sem ele. O que acontece é que as válvulas que vêm de origem com amps de gama média e baixa são chinocas, testadas por ninguém. E quem arca com a despesa é sempre o cliente, devido a essa cena de serem "consumíveis" ou na gíria automóvel, "peças de desgaste".
  11. Também não sei especificamente a ideia do @stratocosta, de qualquer maneira incluo-me no teu primeiro ponto. Novo material traz-me novos sons e consequentemente novas ideias e inspiração. A certa altura quando o material já não me traz nada de novo costumo colocá-lo na lista de venda. No fundo, acho que este tempo em que o material novo traz novos insights musicais é a "lua de mel" que temos com o material, que quando passa, queremos outro. No fundo é o material de flirt. Depois há aquele material tipo "casamento", que é para a vida. Para mim, é a stratocaster. Em termos de amps, ainda não encontrei o amp da minha vida. Resumindo: escolhi a primeira opção.
  12. Por sugestão do @stratocosta, nesta semana temos uma questão simples mas que dá que pensar! Sugiram as próximas votações no tópico do costume!
  13. É possível sim. Já converti um Vox Pathfinder 15 numa head. A primeira coisa a fazer é desaparafusar o chassis do amp da madeira e sacá-lo para fora. Depois, é arranjar madeira, tipo pinho que é mais barata, e fazer um enclosure para o chassis. E converter o fio de saída para o speaker para uma saída jack. O acabamento pode ser a gosto.