Pedro Jesus

Membro
  • #Conteúdo

    2829
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

6 Reputação Neutra

Sobre Pedro Jesus

  • Rank
    Pedro Jesus
  • Aniversário 06-03-1974

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Telemóvel
    +351962161692
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Albufeira, Algarve
  • Instrumento
    Voz

Quem visitou o meu perfil

4366 visitas ao perfil
  1. Qual a potência / amperagem máxima suportada?
  2. Esse é o maior problema - a ignorância dos gerentes dos bares em questões fiscais. A questão é que se se fizer tudo "by the book" ninguém fica a perder. O promotor paga a retenção na fonte mas apresenta os recibos - na totalidade - como despesa. Ou seja, abate no IRC. O músico tem na retenção da fonte uma ajuda fiscal para pagar o seu IRS podendo, dependendo dos valores declarados, receber estorno. O Estado recebe os impostos. Ficam todos bem. Portanto, o problema não está no mercado nem na fiscalidade - está mesmo na casmurrice e na ignorância de alguns gerentes de bares. E também na velha cantiga do bandido de que fugir ao fisco é fixe. O artigo 53º não se aplica à atividade de músico. A esta atividade aplica-se o artigo 9º e o limite de rendimentos sujeitos à isenção do pagamento do IVA são os 200.000€ anuais. Essa estória dos 10.000€ é para outras atividades não abrangidas pelo artigo 9º.
  3. Há outro problema a resolver antes disto. É regularizar os músicos que andam por aí a tocar ilegalmente.
  4. Boas. Falta também adicionar banda (4 elementos) nos casamentos. Aqui no Algarve é muito frequente porque os britânicos costumam pedir bandas completas para os seus casamentos. Em relação a valores não estou ao corrente. Calculo que andem entre os 1.000€ e os 3.000€ com ou sem despesas incluídas. Geralmente inclui refeição.
  5. Forum

    Nesse caso, sugiro a outra forma da palavra portuguesa derivada do latim, que no singular se escreve "Fórum" e no plural "Fóruns". Não há qualquer necessidade estilística em se insistir no inglês já que praticamente tudo o resto está em português. =) Cumprimentos
  6. O Cantinho Das "cabinets"!

    Também não estou a encontrar. Mas para essa aplicação o que eles têm lá é igualmente bom: CLS 215 (ao metro). A diferença é que o 215 392 tem cablagem de 392 x 0.07mm enquanto que o 215 tem 84 x 0.15m. O 392 é mais flexível e mais resistente porque tem muitos mais filamentos. Consegue transportar melhor o sinal ainda que alguns filamentos quebrem com o uso ao longo dos anos. Não te apoquentes que tenho cabos Cordial de sinal (praticamente só uso Cordial) com mais de 1000 gigs em cima e que ainda estão como novos. É um investimento que compensa no imediato pela qualidade superior e no longo prazo porque duram toda uma vida. Ainda ficam para os filhos e para os netos (se se usar cabos nessa altura).
  7. O Cantinho Das "cabinets"!

    Sim, eu depois percebi que sería essa a sugestão. Mas a questão era o sinal do amp para a coluna e o Boost à frente não resolve. Não tenho nada contra boosts à frente do amp (por acaso uso um no fx loop para aumentar o volume nos leads) nem contra DIs (uso uma entre o amp e a coluna para não ter que micar). Mas naquela aplicação o melhor mesmo é comprar um bom cabo, caso contrário a DI também não vai resolver nada. Foi neste contexto que fiz aquele comentário. =)
  8. O Cantinho Das "cabinets"!

    Com essa secção poderás ter problemas de impedância devido ao comprimento. Eu uso Cordial 2x1.5 UltraFlex CLS (215-392) e não aquece mesmo nada seja com amps de 50, 60 ou 100W em situação de concerto. Com um bom cabo não precisas de muita secção. Sai é caro. EDIT: Só para acrescentar que é um cabo extremamente flexível. Não ganha vícios e é extremamente robusto. O que uso nos meus amps já tem mais de 500 gigs em cima e continua como novo (mesmo depois de ter estado quase 24h submerso quando tivemos enchentes aqui em Albufeira).
  9. O Cantinho Das "cabinets"!

    DI ou pedal de boost entre o amp e a coluna? Parece-me uma péssima ideia. Desde que uses cabo de coluna (diferente de cabo de sinal) e a impedância total do cabo seja baixa (até cerca de 10 a 15% da impedância que estás a utilizar) não há tecnicamente nenhuma limitação. Para distâncias maiores precisas de cabos de melhor qualidade. Já cheguei a utilizar cabos de potência com 15m sem perda de qualidade notória mas nunca nesse tipo de aplicação.
  10. Guitarra eletroacústica

    Costumo usar a Thomann ou a Musicstore como referência. Geralmente as melhores lojas de música em Portugal já conseguem apresentar preços competitivos, por vezes mais baixos. Consulte o link: https://www.thomann.de/pt/ibanez_ep5bp_steve_vai.htm?ref=search_rslt_Ibanez+EP5_263351_0 Saudações musicais,
  11. Guitarra eletroacústica

    Uso a Ibanez EP5 que preenche todos os requisitos. É das melhores, senão a melhor, que já experimentei dentro da gama média. Mais suave do que muitas guitarras da gama superior, muito equilibrada, grande presença, graves q.b. apesar do corpo delgado e é leve quando comparada com outras semelhantes. Para além disto tudo é uma guitarra muito robusta (já fiz mais de 300 atuações com ela e o único problema que tive foi no jack: o plástico rachou e resolvi com cola - nunca mais deu problema). Outra grande vantagem é que cada carga da bateria (uso Energizer recarregável) dura 4 a 6 meses (a atuar 5 a 6 vezes por semana).
  12. Vitor Bacalhau

    O artista em questão optou, depois de diversas experiências, por utilizar o seu nome real. =)
  13. Vitor Bacalhau

    Há anos que não visitava o forum. Aconselho qualquer um de vós a ver o Vitor ao vivo. Já o sigo há quase 10 anos e continua a surpreender de ano para ano. Se gostam do estilo é um "must" vê-lo em concerto. Abraço, Jota.
  14. Parabéns aos adeptos do FCP pelo 120º aniversário do seu clube. Já receberam a prenda de aniversário ontem à noite. :p

  15. Chon Ji (천지 / 天地) is Korean for the heaven and the earth. It is the first of the 24 tuls (patterns) in traditional taekwon-do. Its 19 movements represent the creation, the beginning of human history. The first part consisting of low blocks and middle punches represents the earth, the foundation; the second part consisting of middle blocks and punches represents the heavens, the goal. This tul evolves in a cross shaped diagram representing the four elements: fire, w...