stratocosta

Membro
  • #Conteúdo

    5853
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
  • Reacções ao conteúdo

    1032

Reputação

3502 Reputação Brutal

Sobre stratocosta

Informação de Perfil

  • Género
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    PT
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

3929 visitas ao perfil
  1. cambada de mercenários
  2. isso é triste, porque na realidade não existem. acabou foi o endorsement da PRS e agora está a fazer-se a fender.
  3. estranho é o @deadpoetnão achar estranho não haver nenhuma PRS
  4. maple ainda não vale nada, rosewood é que é dinheiro em caixa
  5. "Começar a tocar baixo" ? é fácil, o amplificador não tem um botão de volume ?
  6. o iTunes já tem uma solução para o "problema": https://www.apple.com/pt/itunes/mastered-for-itunes/ ligeiramente off-topic , o que estraga mais a qualidade , nem é tanto o "loudness war" , mas o gravar em casa com material e técnicos de qualidade inferior ao "antigamente".
  7. ainda estou para perceber porque raio a Marshall deixa espaço para clones boutique dos proprios amps e pedais
  8. macal ?
  9. tás a falar de motas , motores fora de borda ou guitarras ?
  10. e como provas que a válvula é a de origem ? quando compras um candeeiro , se a lampada fundir na garantia vais reclamar ? temos fornecedores que , por exemplo, num pc a garantia é dada por componente e não pelo conjunto do equipamento. temos de ver os dois lados da coisa. depois há fornecedores e fornecedores: comprei umas valvulas no mr jack. uma veio avariada e ele trocou-a na boa mas podia ter argumentado que eu a tinha avariado e era na boa também, entendo isso perfeitamente , são componentes sensíveis e consumiveis. https://www.thomann.de/pt/helpdesk_warranty.html "Existem excepções? Consumíveis como cordas, baquetas, pilhas/baterias (também as recarregáveis), válvulas e crossfaders estão excluídos thomann (o que é de certo modo lógico :-)"
  11. as valvulas são consumíveis . se for uma valvula de pre não precisas de mudar todas, experimentas uma a uma. pesquisa que há muita informação sobre isso.
  12. ora a minha proposta original era: - aonde acaba a musica e começa o som . ou seja, rodar material faz parte da música , ou a nossa paixão é mesmo fazer barulho ? um gajo passa horas a experimentar pedais , guitarras , amps etc. , não me refiro só a comprar e vender .mas a tocar as mesmas malha n de vezes , a comparar se o fuzz x é mais fixe que o y, se o phaser fica melhor antes ou depois e coiso e tal é divertido e pelo meio lá surge uma malha nova, mas não é fazer "música" imho. mas sabe bem. explicar isso a quem não toca é que é complicado.