stratocosta

Membro
  • #Conteúdo

    6253
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%

Tudo postado por stratocosta

  1. em resultado de outros tópicos , um assunto interessante para debate. ( digo eu ). não sei se é o vosso caso, mas para além de ser músico, quando ouço música dou atenção aos pormenores da produção / gravação da mesma. ainda recentemente ouvi o Bridge Over Troubled Waters do Simon and Garfunkel e por coincidência li um artigo sobre a gravação e a produção desse trabalho. além de soar muito bem, é interessante saber , por exemplo , o esforço feito pela equipa para produzir determinados resultados, desde levar a bateria para o hall do prédio da editora , gravar numa capela etc. não havia plug-ins , não era só carregar num botão, assim como ainda hoje nem tudo funciona em virtual. em resumo : a descida das vendas , afetou / irá afetar seriamente a qualidade de gravação / produção ? a qualidade vai ficar limitada só a artistas consagrados para quem o retorno do investimento é garantido ?
  2. vinil, sempre decora melhor o barraco do que os cd´s podiam começar a vender as capas vazias
  3. @resolectric, em 80 era um miúdo , não tinha capacidade para "entender" esse género. acho que comecei a ouvir o Mike quando tinha uns 15 anos. estava habituado ao que passava dele na radio / tv , quando ouvi o Tubular foi um choque mas o que é isto ? não tem nada a ver com o que ouço na rádio , fui enganado ( comprei a box com os 4 primeiros vinil , complementarmente as escuras , era Mike Oldfield tinha de ser bom ). depois de várias audições entranhou-se e quis mais , era algo diferente que desafiava a mente acho que nasceu ai o gosto por rock progressivo citação do @resolectric: "mas que algo vai mal, vai." falta de exposição é o que é, a minha filha ( 14 anos ) gosta de D.A.M.A mas não gosta de HMB e gosta de Led Zeppelin , Michael Jackson , Skunk Anansie , ( não sei aonde ela ouviu isso a 1º vez ) . de vez em quando aparecem anúncios com clássicos do rock e os putos curtem e cantam os riff´s portanto , falta de exposição de outros géneros nas gerações mais recentes , imho
  4. Os barretes e relíquias do OLX

    é sempre barato para quem vende e caro para quem compra. até compreendo , o € custa a ganhar para a maior parte de nós , mas realmente aparece cada um.... e hoje em dia com a facilidade de cruzamento de preços, não se compreende. pior é gato por lebre e já me aconteceu. pedal com ruído de fundo horrível , contactei o fulano e o bandalho nunca me respondeu. revendi-o mas com a devida informação do problema. quem o comprou arranjou-o e agradeceu-me o negócio
  5. Os barretes e relíquias do OLX

    O preço justifica-se porque o olx está cheio de "engraçadinhos" a oferecer metade do pedido
  6. 1 - e melhor condições acústicas , espaço para uma banda / orquestra completa ,mais e melhor material ( supostamente ) 2 - Mau ? não , quem me dera a mim ter um daw para gravar quando comecei a "brincar" as gravações. e hoje tens daws excelentes e de borla. comecei a gravar com um gravador portátil de k7, depois na hi-fi do meu velhote ( consegui avariar o deck de k7 com umas experiências , tipo por o deck de gravação em pausa , ligar a guitarra direta ao deck com um pedal de chorus , sonzaço até que avariei o deck , não sei como o meu pai não ficou f... comigo ) andava sempre a namorar uns 4 pistas ( k7 ) nas lojas , mas custavam uns 3 ordenados mínimos . adiei , adiei e o meu primeiro multi-pistas foi um pc com uma placa oem com chip Yamaha , basica 2 ins 2 outs , fichas mini-jack, basicamente uma copia das soundblaster. deu para aprender muita coisa. o Mike Oldfield gravou a obra prima dele num multi-pistas de fita , com muito suor e lágrimas. estou a espera do Mike Oldfield do século 21 , supostamente com a tecnologia actual , isso agora era brincadeira. mas ainda não se materializou
  7. sr @Antonio já há muitos anos que existem daws e plug-ins que permitem manipular audio além do que alguma vez a "velha guarda" imaginava , no entanto não se viu/vê grande inovação. tem tudo a ver com imaginação e não inovação. os Beatles não tinham essa tecnologia de ponta e no entanto inovavam criando eles ( e os eng. da altura ) mesmo os sons / efeitos que precisavam e que não estavam acessíveis só com o carregar de um botão como agora. "project studios" com recurso à tecnologia digital. " os grandes estúdios também têm disso e melhor: têm o espaço e técnicos com a experiência que os caseiros não têm. mas isso custa € , sem vendas significativas não há € para "luxos"
  8. Pickups PRS #6

    esse pickup é do caraças !
  9. Pickups PRS #6

    Pickups PRS #6 , 1 Bass , 1 Treble
  10. Ajuda - Como iniciar-me no vinil?

    @hypermnesium, o móvel era uma piada isso e os cabos de audio e alimentação mágicos
  11. Ajuda - Como iniciar-me no vinil?

    começa logo pelo móvel , não podes comprar uma merdice qualquer no ikea : só 280 paus http://www.atacama-audio.co.uk/p/eris-eco-5-0-hi-fi-2-shelf-base-module
  12. Flanger Electric Lady

    *
  13. Flanger Electric Lady

    Flanger Electric Lady, como novo . 50€
  14. http://www.noise11.com/news/r-i-p-pono-neil-young-kills-off-his-digital-player-20170423 é um debate interessante a questão do audio HD e vai de encontro ao tópico ( modestamente iniciado por mim ) até porque cada vez mais e como também o @resolectric referiu a qualidade pode estar logo perdida a nascença. cada mais se grava em casa e provavelmente a maior parte não está equipada para gravar / misturar / masterizar em HD. essa parte nem é a que me "preocupa" mais , mas sim o desaparecer de produções de qualidade aonde se investia o que fosse preciso para que a musica sobre representada no seu máximo esplendor. é claro que uma má música será sempre má , mas acho que entendem a ideia
  15. 99% dos ouvintes não querem saber , desde que seja de borla. eu a partir do momento que deixar de existir suporte físico ( não deve acontecer tão cedo ) não vou querer pagar por formatos inferiores. posso nem notar a diferença , mas se é para pagar quero a melhor qualidade possível.
  16. ligeiramente off-topic ( ou não ) @resolectric, já sabes disto : https://eco.pt/2018/04/17/o-primeiro-vinil-hd-podera-chegar-as-lojas-em-2019/ "para criar um “vinil HD” é necessário converter o áudio, digitalmente, num mapa topográfico 3D. Os lasers são depois usados para “imprimir” este mapa no vinil." e que audio ? o analógico , digital ? não era preferir apostar no audio digital HD , que parece estar esquecido ou mais caro só porque os ficheiros para download são maiores ? e isto partindo do principio que o audio originalmente já foi gravado em HD e não estejamos a ser enganados com uma simples conversão
  17. @mpexus e Motorhead nada ? fartei-me de ouvir e ouço o Iron Fist. a entrada do ( dont need ) religion é do caraças. curtia ter um baixo rickenbucker , também por causa do Chris Squire
  18. afinal temos gostos em comum , o Alchemy ( Dire Straits Live ) é um álbum bué de underrated, completamente esquecido e no entanta é um tratado de como se conta histórias com uma guitarra . o som da reedição ficou maravilha , o primeiro ( CD ) soa estridente / finimo. também curto Iron Maiden , que potência !
  19. dj´s são a pazadapazada porque é mais fácil "fazer" música com samplada do que numa guitarra , é a gratificação imediata. não gostar de Beatles , Stones etc, é estranho, muito estranho . Afinal gostas de quê ?
  20. é software , não tem a ver com o corpo. há velhos que ouvem jazz, rock , rock progressivo.... que idade tem o Jimmy Page, Keith Richards, Gilmour ? 70s e tocam e ouvem rock em relação ao futebol, prefiro ouvir EDM do que jazz da treta
  21. é a pazada no tube. e também curto artistas mais obscuros desde que tenham algo que valha a pena ouvir. portanto Police é sem sal, Beatles e Stones é merda..... muito utópico, não vai acontecer . mas se calhar até já existe: https://bandcamp.com/
  22. talento é algo difícil de definir. tecnicamente capazes existem realmente aos milhares no youtube , agora a fazerem algo musicalmente relevante já é discutível. Phil X - musico fora de serie , toca e canta pra carvalho , mas musica original muiiiito fraquinho Bonamassa , Eric Jonhson e mais uns quantos super guitarristas , idem se existe , aonde está ? as editoras ainda devem ter olheiros a procura de "talentos" digo eu, imho
  23. se os Police aparecessem hoje iam sobressair no meio do lixo todo, desde que soassem exactamente como eram, nada de "modernices". que também não precisam diga-se. se não como explicam o sucesso duma Adele ?