Ego

Membro
  • #Conteúdo

    1819
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

151 Reputação Excelente

Sobre Ego

  • Aniversário 27-01-1982

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Barreiro
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

6672 visitas ao perfil
  1. new GAS

    Na Fratermusic fazem isso.
  2. Pickups Entwistle

    Obviamente que só o DC não dá toda a informação, porque sendo pickups asiáticos o fio de cobre é mais fio, logo o output não é necessariamente mais alto. Mas logo à partida diz-me que irá puxar mais pelo gain. Por isso é que, para mim, a escolha de pickups tem de ser bem pensada e não andar a comprar porque não sei quem usa, além dos mitos inerentes aos pickups. O som da guitarra desligada já dá uma ajuda, até porque a força da palhetada também tem o seu impacto e depois o que se pretende no som.
  3. Pickups Entwistle

    Já tive uma séries de Entwistle. Convêm não esquecer que o uso de neodímio pela Entwistle, tem a ver com a possibilidade de ter o mesmo número de voltas que um Alnico, mas não perder agudos com o overwound, algo já muito sabido. De resto, comporta-se de modo semelhante aos cerâmicos. O HDN com quase 16k de output naturalmente tem graves e agudos (calculo que esta junção tenha realmente algo a ver com o magneto, pois tive o set de Strat e essa característica mantêm-se), mas não diria que é mid scooped, simplesmente as outras frequências estão mais presentes. Tal como todos os pickups, algumas características da guitarra influenciam o som final. Os HVN apesar de terem menos output, seguem a mesma linha de EQ, nota-se é que o mesmo ganho no amp não é tão marcado como nos HDN. Pickups com neodímio servem, na minha opinião, para guitarras "fechadas", ou quem use o som a tender para o dark. É um pouco como usar uns Celestion V30, se o amp for bright, a coloração do altifalante só vai fazer sobressair isso. E a força do magneto torna o som muito in your face. Os Alnico deles são o que se espera, ainda que os vintage são mesmo sem bobine, ou seja, não é uma bobine moldada onde se insere os rods, o cobre entra mesmo em contacto com os rods. Os noiseless deles são demasiado comprimidos e com a perda natural dos agudos resultantes, quer devido ao cancelamento do hum, quer pela bobine inferior. Da minha experiência, 2 bobines pequenas (como a Dimarzio usa) resulta melhor no resultado, que 2 grandes. Para mim, algo com mais de 10k já começa a deixar de ter um clean suave, mas quem procura de OD para cima, resulta bem.
  4. NOGD - Esp LTD LH-101

    Esses de 3 on não são aqueles que fazem os 3 modos dum humbucker? Podes instalar um push-pull para o neck ou fazer outro furinho e teres os 3 modos em cada humbucker
  5. NOGD - Esp LTD LH-101

    Os Entwistle, tal como a maioria dos fabricantes com origem asiática, são feitos na fábrica da Artec. Esteticamente são iguais a qualquer marca de renome. Já tive uma série deles. Os HDN são bons para guitarras dark, pois os magnetos de neodímio soam mais brilhantes que os Alnico, o que naturalmente tornam o som mais "aberto" ou mais médio-agudo. Os HV são cópias dos PAF, pelo que, soam ao normal. O X3 é um power rail para a metalada, o X2 (tive o neck) e gostei muito, apesar de ser cerâmico, como a posição do braço é mais smooth, além de não enrolar, passa bem. Também tive o Nemesis que me soaram a uma tentativa de fazer uns Dimarzio "Petrucci", não soam mal, mas também não são nada de especial. A marca vale a pena pelo preço e pelos modelos com magneto neodímio que poucos usam. É algo mais forte que os cerâmicos e mais brilhantes.
  6. Tom com demasiada distorcao

    Do que ouvi, para som base está bom. Obviamente que podes melhorar, mas terás de mexer no gain - uma boa opção é começar no 0 e ir aumentando até atingir a saturação necessário - e ajustar a EQ, na qual começas com os knobs no meio e, dum modo geral, podes tirar médios até 21h (como se fosse um relógio), e vais rodando os Graves e Agudos a gosto. Quanto aos pickups. Se a guitarra é barata, podes trocar os pickups para uns baratos, mas melhores. Nessa gama ou compras uns Entwistle (X3 na ponte e um X2 no braço) e gastas uns 50€, ou optas por mandar vir do Ebay (https://www.ebay.co.uk/itm/Humbucker-Pickup-Set-Alnico-5-Magnet-Copper-Nickel-Base-for-Electric-Guitar/253192081572?hash=item3af36c90a4%3Am%3AmFIS7Aght3vpTNvdIaYgFyA) e gastas 15€. Estes últimos instalei numa guitarra dum amigo, uma Harley Benton LP, e gostei bastante. Mas, dum modo geral, sem gastares dinheiro, é usares o que tens e mexeres no botões.
  7. Cab Palmer 2x12

    É só escolheres a ponte: https://www.olx.pt/anuncio/engl-vh212-vintage-IDAVxN7.html#0b295ceb5d
  8. Upgrade - Pickups para Strat

    Quando falo em mais agudos, refiro-me a privilegiar mais agudos na zona do braço, pois aí os agudos tendem a soar mais suaves. Pelo que optaria pelo Norton na ponte e o Chopper no braço.
  9. Upgrade - Pickups para Strat

    Só para juntar mais lenha para a fogueira Se vais manter o middle, calculo que o wiring seja o normal quando se usa 2 humbucker e 1 single, que será coil split dos humbuckers na posição 2 e 4, pelo que te aconselharia algo na casa dos 12kohms para cima na ponte e algo entre os 10 no braço, senão acabas por ter coil-split com fraco output e, se essas posições por si só já têm menos output, ainda ficas com menos volume. Pelo que o set Tone Zone + Air Norton será equilibrado. Da minha experiência na escolha de pickups, o som acústico da guitarra deverá ser tido em conta. Não que o som seja muito diferente, mas por vezes certas frequências precisam de ser realçadas ou abafadas consoante o que se pretende. Acho que poderias não desvirtuar demasiado o conceito strat, mas pelos pickups que apontas, parece-me que queres roubar a zona aguda e reforçar a zona média. Pessoalmente na ponte acho que é uma boa opção, já no braço seria preferível algo com mais agudos, devido à posição.
  10. Ajuda com avaria no amp

    Experimenta limpar 1º o fx-loop. Colocas o produto e depois inseres e retiras o jack várias vezes. Eu tive um problema semelhante, ainda que tivesse picos de volume, mas a distorção era assim e bastou-me limpar o fx-loop.
  11. Ajuda com avaria no amp

    E limpaste o fx-loop? Ou seja, o send/return.
  12. Os barretes e relíquias do OLX

    Não me parece que o neck plate esteja torto, o ângulo da foto é que não ajuda. A menos que seja um trolha, pois as neck plate são praticamente iguais e 0,5 mm de diferença entre buracos não é um problema. Quanto ao preço, sem saber que modelo de Squier é, é complicado.
  13. pedal de overdrive e distorção

    Depende do que cada um faz. Por vezes um canal é melhor que o outro (na perspectiva do teu som). Por outro lado é só 1 entrada de alimentação e só 2 cabos. Eu tenho 2 pedais (ainda que à venda, mas posso falar-te desta experiência) que são 2 em 1. Um T-Rex Dual Drive, em que ambos os canais são muito smooth e comprimido, pelo que, para mim, sempre me soaram melhor num trabalho lead que ritmo. Por outro lado, tenho um T-Rex Mean Machine, que são 2 distorções, mas que quando usados com o Gain até às 21h, são óptimos overdrives, mas das 12h para a frente são só mesmo distorção. O bom, é que como os 2 canais são iguais, é como ter 2 pedais iguais, com settings diferentes, em que encaixam perfeitamente na categoria do OD e Dist num só pedal. Do que ouviste do Bellcat agradou-te? Pelo menos tem 2 opções que são óptimas, que é mudar a ordem os pedais e poderes usar os 2 ao mesmo tempo.
  14. Os barretes e relíquias do OLX

    É óbvio. O decal do contour body quase no topo, o decal da Fender maior e a terminar em cima do 5º carrilhão. Os óbvios string tree lado a lado e a ausência da madeira (ou plástico a imitá-la) no buraco do truss rod.
  15. Direct Mount em guitarras com Pickup Rings

    Eu furo a madeira (para entrarem uns parafusos fininhos compridos) e coloco por baixo esponja, daquela que vem com material informático, porque é bastante densa. Funciona perfeitamente.