Antonio

Membro
  • #Conteúdo

    1374
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

264 Reputação Excelente

1 Seguidor

Sobre Antonio

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
  • Cidade
    Pinhal Novo
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

2604 visitas ao perfil
  1. Cakewalk está salvo!?!

    Sim, as DAWs não afectam em nada o som. Refiro-me a workflow e certas features. No StudioOne estou a achar incrível como tudo é tão simples e rápido de fazer. Multi-instrumentos, processar com plugins em paralelo na mesma pista, toda a funcionalidade drag and drop, integração total com o Melodyne, quantize super simples de usar, transformar pistas de instrumentos vst em audio de forma não destrutiva (permite poupar processador e mesmo assim voltar a trás para editar o midi), takes to layers e as ferramentas de comping, etc...
  2. Cakewalk está salvo!?!

    Nunca usei i Reaper mas tenho a ideia que não está na mesma liga do Sonar, Logic, Studio One, etc... Claro que posso estar enganado
  3. Cakewalk está salvo!?!

    Agora já passei para o Studio One. Precisei de comprar uma mesa digital e aproveitei que a presonus oferece o programa com a compra da mesa StudioLive. Estou a adorar. Não sinto falta do Sonar...
  4. Gibson em falência iminente

    Se acontecer as Gibson usadas vão disparar de preço! Se calhar é bom comprar gibsons agora como investimento futuro...
  5. RockGP - we are all in this together

    Isto é mais uma curiosidade que divulgação... O ultimo concerto que fizemos com os alunos da RockGP foi um concerto encenado no auditório do Pinhal Novo. Os outros profs pediram-me para fazer uma versão do High School Musical "We're all in this together" porque fazia sentido para ser o tema final da historia que estava a ser contada no teatro. Haviam dois backlines montados no palco e a ideia era ser uma competição entre POP e Rock em que no fim acabam todos a tocar juntos. Portanto, um cover de uma musica de um filme de adolescentes, tocada por duas bandas ao mesmo tempo, mais coro e percussão (46 alunos em palco ao mesmo tempo) e tinha de ter 2 estilos (rock e pop) a começar em conflito e terminar em harmonia. Tive de produzir a cena em estúdio par aos alunos aprenderem e tocarem ao vivo. Curti bué fazer isto! Muita louco As vozes aqui são já as das alunas que cantaram ao vivo Como disse, é só uma curiosidade, pode ser que achem piada...
  6. Fender Princeton vs Deluxe Reverb

    O DRRi é o meu amp para tudo! É brutal. Não penso em trocar tão cedo
  7. Qual é a vossa formula para o sucesso numa banda de originais?

    Acho que todos os que referi são grandes músicos com trabalhos incríveis editados. Não os estava a depreciar. Muito pelo contrario! Estava a referir como esses gigantes, com toda a capacidade que têm, tocam para um nicho. Nunca vão ter o retorno económico de uma Maddona ou mesmo (e agora até fecho os olhos e fico tenso a dizer isto mas renho de dar um exemplo claro de sucesso com falta de qualidade) um Justin Bieber! (Atenção que a Maddona tem cenas brutais!) Mas este facto é demonstrativo de como a musica é consumida nos dias de hoje e da experiência musical que a grade massa do publico procura. Tal como eu disse, podemos escolher tocar para músicos (ou simplesmente conhecedores). Mas aí alem de termos de ser ridiculamente bons porque a concorrência são os "monstros" que mencionei, também temos de ter a consciência de que não vamos sair desse nicho. Posto isto, até que existe um meio termo... Temos grandes artistas com temas muito bem esgalhados, incrivelmente bem cantados, que são apelativos a quase toda a gente: Joe cocker, Adele, Sting, etc... Mas yah, não é rock...
  8. Qual é a vossa formula para o sucesso numa banda de originais?

    No tópico da imagem, já foi dito aqui, muito bem, que a imagem conta em tudo. Isso é uma realidade da condição humana, ou mesmo, animal. Mas é transversal a todas a áreas e não tem grande fundamento num forum de musica. Vamos apenas deixar como ponto assente que em todas as ocasiões a apresentação de um produto conta muito e sex sells! Deal with it! Agora, em relação á musica em si e ao sucesso main stream, também já foi dito que o pessoal em geral não liga a solos de guitarra e etc. Yah! Mas também se pode fazer solos de guitarra em musica main stream. Desde que tenha a haver com a mensagem do tema! Contudo, não pode ser o foco. A mensagem é tudo. Da maneira como vejo as coisas as pessoas relacionam-se é com a mensagem de está implícita na canção (chamei canção e não musica ou tema para me fazer entender melhor). O grande publico (main stream) ouve o que sai das colunas e identifica-se ou não com o tema. Seja por ser cool, seja por fazer dançar ou seja por contar um historia de amor que faz lembrar um episodio das suas vidas. Ninguem quer saber como aquilo foi feito para soar assim. Ninguem quer saber se foi gravado em take directo, se for programado no PC, se o guitarrista toca 3000n notas por segundo, etc... Isso é tudo irrelevante. As pessoas não dão a importância que nós damos aos detalhes da musica. Para elas é só um divertimento, uma "banda sonora de fundo" para passar o tempo. Para citar um gajo que faz misturas, não me lembro do nome dele mas é o gajo que mistura os Chilli Peppers, "All that maters is what comes out of the speakers" Agora, podemos escolher, como muito fazem, tocar para conhecedores. Fazer música para músicos. Mas esse têm de ser incrivelmente bons (ou mesmo ridiculamente bons). E mesmo assim nunca têm sequer perto do retorno de um artista main stream. (Estou a falar dos Guthires, Richie Kotzens, Portnoys e companhia).
  9. Volto a referir que acho que temos 2 problemas. Estas soluções visam resolver (ou atenuar) o problema de o publico não comprar musica. O problema do intermediário é outro assunto. Na minha opinião, mais complicado. Exactamente porque como disse o @mpexus quem investe quer ter lucro!
  10. Qual é a vossa formula para o sucesso numa banda de originais?

    O pessoal faz a "conversa da sorte" para ter desculpa para não batalhar. É um bocadinho como a cena do talento. "Ah... eu gostava mas não tenho jeito". Conversa de preguiçoso! @SantiagoRamires Mete aí link para ouvir!
  11. Qual é a vossa formula para o sucesso numa banda de originais?

    É verdade que existe um lobby e é verdade que existe muita musica "má" a ser forçada no mercado. Mas a mentalidade de "não vale a pena, é uma questão de sorte" não leva ninguém a lado nenhum. Gosto mais da mentalidade de "é difícil, mas eu vou conseguir!"
  12. Sim a ideia é muito boa. Até porque pode haver um preço para ver o concerto em directo e depois outro preço para a gravação. Esse concerto ficaria a render para sempre. Mas não vejo esta solução como uma alternativa aos concertos reais. Isso é uma experiência diferente. Acho esta ideia uma boa forma de contra-balançar um pouco a falta de venda de musica gravada. Teria de ser feito em paralelo com concertos "reais".
  13. Qual é a vossa formula para o sucesso numa banda de originais?

    Parece-me que já tens a tua fórmula toda esquematizada. E não me parece mal! Força. A única coisa que falta aí são as rádios e TVs. Eu sei que hoje em dia já se chega a quase toda a gente com conteúdo online. Mas existe algo psicológico que acontece no público quando ouvem os temas na rádio, tv, etc. É como se o produto que está apenas online fosse amador e só o produto "pro" é que tivesse acesso à outras plataformas. É ridículo, principalmente desde que a Maria Leal foi ao Goucha, mas este efeito existe. Portanto, ou trabalhas com alguém da indústria (editora) com acesso aos rádios e TVs, ou tens de tocar campainhas repetidamente. A começar pelas pequenas rádios locais...
  14. Uma ideia. Precisa de ser muito elaborada, claro. Mas o meu puto tem a Playsation VR. Eu comprava na boa um "bilhete" (pagamento do serviço de streaming) para assistir a um granda concerto em directo, transmitido em VR! Como disse, é uma ideia
  15. Qual é a vossa formula para o sucesso numa banda de originais?

    Acho que quem tem a "formula secreta" já não tem tempo nem paciência para forums...