John10

Membro
  • #Conteúdo

    544
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
  • Reacções ao conteúdo

    654

Tudo postado por John10

  1. Corrigi-te os erros. Em termos de opinião, se fosse para uma música da RIhanna era capaz de ser ok. Pessoalmente acho muito fraco. Tens de aplicar um vocabulário muito mais alargado se quiseres escrever em inglês. Senão fica a parecer básico e repetitivo. Só uma opinião, completamente pessoal.
  2. Estou mesmo muito contente com o bf-2. Tem exactamente o som que queria. Só faz um pouco de ruído quando se mexe num dos potenciómetros, mas nada de especial.
  3. Eu no meu caso não costumo nem gosto de rodar muito material. Quanto mais vejo mais indeciso fico. Em termos de material sempre defini como objectivo ter duas/três guitarras com specs diferentes (humbuckers/singlecoils) um amp a válvulas tipo Orange ou Marshall e uma pedaleira com drive/wah/pitchshifter/delay/flanger/tremolo/reverb. Neste momento falta-me uma guitarra e decidi há pouco comprar um pedal equalizador para compensar a falta de opções do meu amp. E gosto de ter tudo no lugar. Só de pensar em alterar coisas até fico com calor. Agora, se estiver com pessoal que tenha material diferente, aí já gosto de brincar, embora raramente saia "música". Normalmente acabo por tocar algo induzido pelo material. Por exemplo, no outro dia quando recebi o flanger que comprei a primeira coisa que toquei foi o intro da Nobody's fault but mine dos Led Zeppelin. O som lembrou-me imediatamente dessa música e normalmente é assim que funciono.
  4. É mas é um bocado insuportável ao mesmo tempo. Tal como tudo o que ouvi do Steve Vai ao longo da vida.
  5. O Tom Morello está tão convencido que Gear doesn't matter que nem sequer ligou o amplificador Não gosto da música do Steve Vai mas ele saca grande som da guitarra.
  6. Tanto o player como a wiki estão muito separados do forum. Para terem mais atenção necessitariam de estar mais integrados na parte do forum, porque ficando apenas na barra lá em cima ficam esquecidos. Lá está, quanto a possibilidades de o fazer, não sei se existem. Apenas uma opinião.
  7. Ainda não tive tempo de experimentar muito. Mas so far so good. Chegaste a comprar? Lembro-me de teres falado há uns tempos dele. É um reverb bem jeitoso.
  8. Pedaleira com a nova adição.
  9. Há um novo menino cá em casa Um bf2 japonês usado (e bem) Obrigado @Desventrar pela sugestão.
  10. Isso no Natal nem vai se preciso pinheiro.
  11. Bem-vindo!
  12. Há uma semana atrás ninguém queria saber da música. Agora toda a gente gosta e faz versões para render umas visualizações.
  13. Se quiseres controlar os canais do amp tens de ter um footswitch. Não sei se o modelo de amplificador que tens tem essa função. É uma questão de ver. Quanto à pedaleira podes ligar à frente do amp. Ligas a guitarra à pedaleira e a pedaleira ao input. Alternativamente se o teu amp tiver fx loop podes ligar a pedaleira aí.
  14. Ganhou Portugal. Um bocado como o europeu. Não gosto da música mas acertaram na táctica vitoriosa.
  15. @Tiago de sousa Que tal um Egnater Tweaker?
  16. https://www.olx.pt/anuncio/korg-pitchblack-poly-IDArbwB.html Acho que este anúncio e todos os outros deste utilizador são barrete. Fotos que já aparecem noutros sites há bastante tempo. Pedi mais fotos e o vendedor diz que tirou a foto da única vez que o tirou da caixa (???). Adicionalmente é muito ansioso em encontrar-se pessoalmente. Pode não ser, mas fica a nota.
  17. Sem problema. Concordo com tudo. Dava dez likes a este post. Acho que confundiste o Santuário de Fátima com a Eurovisão.
  18. @Mr. Smith Whatever. Francamente a tua argumentação aborrece-me um bocado. Não te estou a obrigar a concordar comigo. Sou todo a favor de uma boa discussão. Agora estares a manipular o que eu disse, fazendo citação de uma coisa e falando de outra colando as duas, inferindo coisas que eu não disse, para mim não serve.
  19. Depende. Se quiseres mais blues acho que o Fender é mais apropriado. Se quiseres mais rock com mais "punch" preferiria o Marshall que tens ou um Orange. Depende sempre do orçamento que tens. Um Blues Junior talvez te interessasse. Uma opção interessante é o Egnater Tweaker. Traz muitas opções que te permitem voicings diferentes. Anda aí um no OLX a um preço bem jeitosinho. Se eu tivesse mais dinheiro....
  20. Bem-vindo!
  21. Eu concordo que seja assim em muito lado. Mas estava-me a referir a Portugal. Eu reconheço o mérito. Isso não invalida nada do que eu disse. Mas reconheço ainda mais mérito a muita gente que batalha muito mais e nada consegue. Podia dar exemplos em imensas áreas. Porque é que a maior parte dos tradutores literários são ex-jornalistas, quando em Portugal há cursos especializados na área? Porque é que há assistentes editoriais que não percebem patavina do assunto, quando em Portugal há cursos especializados na área? E para além dos cursos há gente com qualidade para fazer muito melhores trabalhos e com disposição a fazê-lo. Onde é que está o mérito numa jornalista traduzir mal e porcamente os livros do Haruki Murakami e ser tão louvada que agora até é a responsável pela chancela que edita o dito escritor? Não está em lado nenhum. Está nos "connects", usando a tua expressão. Agora, podemos argumentar que os Deolinda têm qualidade, eh pá, decerto têm, mas o conceito deles já foi ouvido noutros projectos que não tiveram um décimo do sucesso. Amor Electro idem. (e muitos mais) Mas a descrição é que estamos perante a última Coca Cola do deserto. Toda a gente aqui deve conhecer bandas que são melhores e mais meritórias de sucesso do que os que por lá andam agora. Então porque é que o mérito desses nunca é reconhecido? Literatura, música, artes plásticas, comédia, culinária, etc., tudo sofre do mesmo mal. Agora, é só a minha opinião. Ninguém é obrigado a concordar. Mas isto em nada é redutor. Redutor é dizer que foi por mérito, como se só meia dúzia de iluminados é que se esforçassem para conseguirem apreciação pública.