abrito

Membro
  • #Conteúdo

    77
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    100%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

1 Reputação Neutra

Sobre abrito

  • Aniversário 12-04-1977

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Cidade
    LIsboa
  • Instrumento
    Guitarra

Quem visitou o meu perfil

1874 visitas ao perfil
  1. Malta do DIY, ajuda pff! ;)

    Boas, Pelo que vi no esquema do pedal, este tem um condensador que liga a entrada do potenciómetro à massa o que está a causar esse efeito. Experimenta abrir o pedal e dessoldar esse condensador, será o que está ligado a um dos pinos do potenciómetro, deves ter outro maior que faz parte da alimentação. Se tiveres dúvidas coloca aqui fotos do pedal aberto. Abraço, Adelino
  2. Pedal multi-efeitos feito cá em casa

    É fácil por imagens: põe o rato por cima da imagem cujo link queres saber, copia o link para a imagem (Ctrl + tecla do lado direito do rato) e vê qq coisa como view image e depois usa o icon que está por cima da caixa onde escreves os comentários para por isto Feito, obrigado.
  3. Pedal multi-efeitos feito cá em casa

    Obrigado a todos pelas palavras. João, a ideia de vários switches é boa mas não é para mim, apenas quero algo versátil e compacto, queria ver se conseguia pôr tudo dentro desta caixa. Mas para quem precisa de mudar de efeito rapidamente até pode fazer mais: existem projectos com um processador a controlar o FV-1, assim podes gravar pressets para cada efeito, as possibilidades são imensas. O maior problema aqui é se eu quiser, por exemplo, phaser e delay, estou tramado. Para isso precisaria de 2 pedais mas posso sempre tentar programar uma combinação dos dois (ou qualquer outros que interessem). Como estou sempre a inventar algo, pode ser que tente fazer isso um dia destes. Não consigo inserir imagens aqui usando o screencast, o que o pessoal utiliza?
  4. Amp a válvulas feito cá em casa

    Amigos, Para quem gostou do amp, aqui vai a minha última construção:
  5. Boas, Aqui vão fotos do animal: Utilizei o chip FV-1: http://www.spinsemi.com/knowledge_base/FV-1_philosophy.html Algumas marcas comercias andam a usar bastante este chip tal como a ZCat e a Electro-Harmonix. Tem 8 efeitos e o reverb pode ser utilizado com todos eles. Este chip vem com alguns efeitos de demonstração na memória interna mas utilizei uma eprom externa para gravar estes, o site do FV-1 disponibiliza estes efeitos. Baseei-me no projecto da tonepad: http://www.tonepad.com/project.asp?id=68 mas alterei bastante a placa como podem ver nas fotos, a da tonepad é muito grande. Na prática, este esquema é o aconselhado pelo fabricante do FV-1 com um buffer na entrada. Tentei gravar um sample mas o meu micro é uma porcaria e saiu muito mal mas encontrei este video onde dá para ter uma ideia: Se alguém estiver interessado no desenho da placa que utilizei, avisem.
  6. Ampmaker PP-18

    Muito obrigado pela dica. Realmente ele já me respondeu ao e-mail e enviou-me as instruções para a alteração para o SL-18 (se alguém quiser, reenvio). Seja como for, acho mesmo que vou optar pelo Marshall 18 w original. Estive a ver e aquele tremolo a válvulas mata-me. Além disso, já que vou fazer uma coisa desenhada por alguém, que seja pela Marshall. :psycho: Estive a comparar as diferenças de preço entre esse e o PP-18 e realmente não são significativas, pelo que vou mesmo optar pelo original. Entretanto já tenho um Celestion Green Back e conto arranjar um V30 para juntar os dois numa cab 2x12. O amp será mesmo cabeço. O esquema é este: e os transformadores, indicados pelo miklax, são estes: http://www.valvepower.co.uk/transformers.htm São baratos o suficiente e, segundo ele, de boa qualidade e nada ruidosos, pelo que vai ser mesmo essa a minha opção. Assim que venda o Fender Frontman, mando vir os componentes, portanto, em princípio, daqui a duas semanitas já tenho cá tudo. :guitarist: Atenção que este tem o mesmo problema do PP-18 (são quase iguais tirando o tremolo), ou seja, não tens gain e volume separados. Se queres distorção vais ter de o esticar bastante. Percebo o interesse pelo tremolo a válvulas mas, se quiseres algo menos refinado, estou a meio da contrução de um pedal com vários efeitos que inclui tremolo, vibrato, chorus, delay, phaser e flanger. Todos os efeitos incluem reverb. Usa um chip que está a aparecer em vários pedais comercias (Procura no youtube FV-1 reverb). Espero testá-lo lá para o fim da próxima semana.
  7. Ampmaker PP-18

    Olá João, O Ampmaker está de volta, dá uma olhada no site. Abraço
  8. Amp a válvulas feito cá em casa

    Boas, Para primeira construção acho que o SL-18 é a melhor opção, acredita que 18W são mais que suficientes principalmente num 4x12. A vantagem está, como dizes, em ter tudo explicado. Não me leves a mal mas, se dizes isto, é porque a tua experiência não será muito grande. Dizes que já construíste pedais e que gostas de eletrónica, um amp a válvulas não é mais complicado nem mais difícil de fazer mas a grande diferença é se existe algum erro. É que erros com 380V tendem a ser chatos. Com um kit comprovado e já que tens jeito com o ferro de soldar, não terás dificuldades em construir o amp, mais tarde podes usar o que aprendeste para alterar o projecto se assim quiseres. Não sei se reparaste na placa do meu amp, mas estão lá alguns furos sem "turrets", isto é porque eu comecei por montar o esquema do SL-18 e fui fazendo alterações. É um bom amp e com um pedalito na entrada podes ter bastande distorção. Acabei por alterar o meu porque nunca estou contente com nada e aprendi o suficiente com o outro esquema. O importante é manteres os fios de ligação curtos e as ligações bem feitas e muito cuidado com os fios de ligação multifilares, certifica-te que nenhum fio fica mal enrolado e toca noutro, muitas vezes são difíceis de ver. Verifica todas as ligações várias vezes. Lê bem o manual de montagem pois tens boas dicas lá. Vai dando notícias e, se precisares de ajuda avisa.
  9. Amp a válvulas feito cá em casa

    Caro João, Estou a ver que o "master" está a causar alguma confusão e vou tentar explicar porque o utilizei já que não é muito comum, apenas encontrei 2 ou 3 modelos que o utilizam. Para começar vamos separar o amp em 3 secções: O pré, que podem ver o esquema que utilizei mais atrás e que é basicamente o JCM800, tem o "gain" no início e o "volume no fim" permitindo levar as válvulas a saturar mas baixar depois o volume permitindo manter a distorção mas regular o volume do som. Isto faz com que apenas estas vávulas distorçam. Só a volumnes altos é que as secções seguintes distorcem, permanecendo limpas a volumes mais baixo. No esquema seguinte do Ampmaker PP-18 podem ver as duas secções seguintes: A primeira válvula faz o inversor de fase (2ª secção) e alimenta as 2 válvulas de saída (3ª secção e andar de potência). Na maior parte dos amps, para distorcer estas 2 secções é necessário levar o amp ao limite o que não será muito bom para usar em casa. Uma forma de distorcer a válvula do inversor de fase é colocar o controlo de volume depois desta válvula como utilizado, por exemplo, no Orange Tiny Terror: http://www.prowessamplifiers.com/schematics/orange/Tiny_Terror.html Assim só sobram as válvulas de potência que precisam de volumes altos para distorcer. Na verdade não gosto muito do som da válvula do inversor de fase a distorcer e prefiro mais controlo do som pelo que, optei pelas 2 soluções, um volume antes desta válvula, solução mais comum na maioria dos amps; e o master depois (como no tiny terror) para poder dar um pouco mais à válvula mas poder controlar quanto. A maior utilidade que este master tem neste momento até nem é essa mas o poder baixar a saída para poder utilizar altos ganhos a baixos volumes de som. Isto é, se aumentar muito o ganho e quiser que não me batam à porta, um pequeno toque no volume e o som fico logo muito alto. Solução? Baixo o master e problema resolvido. É essencialmente uma questão de versatilidade e não algo muito importante. Consigo assim ter um amp que pode tocar (mesmo) muito baixo ou mandar a casa abaixo. Outra coisa que ajuda para tocar em casa é o comutador de potência de saída que utilizei e que poder ver aqui: http://www.ampmaker.com/infocentre/thread-25.html Podes ver também o SL-18 que já foi kit oficial mas já não é (podes ver as razões no link), de qualquer modo ele funciona e ainda é vendido mas sem suporte. Podes ver também a alteração que um cliente fez para ter mais ganho e que inclui o "master". Se te entendes com o ferro de soldar podes comprar apenas as peças e não o kit já que tens todas as informações no site e fica mais barato. O único problema é que tens de fazer a "turret board" já que só o kit a traz feita mas não é difícil de fazer. A vantagem de não comprar o kit (além do preço) é que podes alterar o esquema para o que quiseres, algo como um misto do PP-18 com o Tiny Terror parece-me ser o que procuras. O Sl-18 é muito interessante e mais versátil com os controlos de tonalidade separados mas podes retirá-los e colocar só o tone e tens a base do Tiny Terror. Se reparares nos esquemas verás que são muito parecidos. Espero ter ajudado e se tiveres mais dúvidas ou precisares de ajuda para adaptar algum destes esquemas avisa.
  10. Amp a válvulas feito cá em casa

    Para a malta interessada emm esquemas aqui vai a base de trabalho: Este é o pré do JCM800, apenas retirei os condensadores C4, C5 e C8 Esquema do amp de 18W da Ampmaker, onde comprei os transformadores. Utilizei a parte de potência deste. Acrescentei ainda o controle de volume (master) depois do inversor de fase e o comutador para reduzir a potência reduzindo a tensão de alimentção. A ligação do comutador está no site da Ampmaker. Não fiz nenhum esquema completo mas se alguém estiver interessado em como isto tudo encaixa avisem. Ajudo no que puder. PS: Anda tudo de férias, logo que possível vou gravar uns samples.
  11. Amp a válvulas feito cá em casa

    No meu caso foram 26£ (atenção, libras) mas eu não comprei o kit. Claro que os transformadores são as peças mais pesadas pelo que, se comprares o kit, o custo não deve ser muito diferente. O kit inclui o chassis (que não comprei) podendo fazer o custo variar um pouco mas não deverá ser significativo.
  12. Amp a válvulas feito cá em casa

    De facto, a placa também não me agrada muito. A minha ideia era colocar apenas as letras recortadas em alumínio (ainda ando a pensar como vou fazer isso). O que acham? Aceitam-se sugestões.
  13. Amp a válvulas feito cá em casa

    As regras mandam 1.5 para iluminação, 2.5 para tomadas (4 para a máquina de lavar) mas muitas antigas ainda usam 1.5 para tomadas. Dito isto podes manter dado que sabes que são de 1.5 mas não ligues lá o ferro de engomar ou um aquecedor misturados com outras coisas.
  14. Amp a válvulas feito cá em casa

    O diferencial é um disjuntor que mede a corrente que passa pela fase e compara com a do neutro. Se forem diferentes, existe uma fuga pela terra e o diferencial dispara. Para funcionar bem necessita de uma boa ligação à terra, se não existir podes ser tu a fechar o circuito à terra com um belo choque. O barramento de terra é uma barra de cobre no quadro onde ligam os vários cabos de terra. Tal como o Diogo_Greg diz, ligar a um cano é uma solução antiga que trocava um problema por outro. O ideal é pedires a um electricista para ver se a coluna do prédio tem terra e, se tiver, uma boa ideia seria trocar a terra da máquina de lavar e acrescentar a outras tomadas como a do frigorífico. Seria uma boa forma de melhorar muito a segurança em casa. Cuidado ao chamarem a EDP para ver a instalação, se a coluna for antiga e não conforme as regras, eles podem obrigar o condomínio a fazer as alterações e isso pode sair caro. É uma questão de segurança e não deveria ser posta em causa mas... as árvores não estão a dar dinheiro. Diogo_Greg, obrigado pelas palavras.
  15. Amp a válvulas feito cá em casa

    Antes de mais, obrigado a todos pelas palavras. Quanto à terra ligada a um cano, é muito comum em prédios que não tinham terra de origem. Tal como o Maxpaynner disse, começa a passar cabo. Quanto à tomada, compra uma com ligação de terra e que possa ficar à face na parede caso a instalação eléctrica seja por fora. Se já for interior à parede, arranja uma que encaixe lá. O importante é passar um fio de terra desde o ponto onde tenhas terra. No teu caso só deves ter esse ponto na tomada de máquina de lavar e no cano da água.