hypermnesium

Membro
  • #Conteúdo

    1844
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

1060 Reputação Brutal

1 Seguidor

Sobre hypermnesium

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Espanha
  • Cidade
    Barcelona
  • Instrumento
    Baixo

Quem visitou o meu perfil

5155 visitas ao perfil
  1. Acertar na Mistura - Match the Mix

    Eu testei com auscultadores (foleiros) porque nos speakers do mac... O único que me chateou foi que no segundo teste deve ter falhado o javascript ou algo assim e deixou de mudar a pista. O GeoGuessr é uma moca. Já passei umas quantas horas a jogar.
  2. Entre estas 2 qual???

    Que te levou a escolher estas duas guitarras? Queria entender um bocado o que procuras numa guitarra porque ambas são boas guitarras mas tem diferenças importantes, 22 vs 24 trastes, floyd vs fixo, neck profile...
  3. Acertar na Mistura - Match the Mix

    Tive um pequeno problema no segundo teste, a dada altura acho que não me mudava a pista. 94% na primeira pista, 28% na segunda e 88% na terceira. É um teste divertido.
  4. Ajuda - Como iniciar-me no vinil?

    Queria pegar nisto, apesar de achar que se sair um novo disco dos U2 não vale a pena sequer escrever U2 no spotify :P, quase todos os discos novos que tenho comprado, vem com um link para fazer o download em formato digital desse mesmo disco. Ou seja, é um dois em um, Mp3 para portabilidade e vinil para estar tranquilo em casa a ouvir o disco. Quanto á aparelhagem em si, não precisas de gastar 10k € para ouvires um vinil, longe disso. Há soluções bastante decentes a preços muito mais acessíveis. Se há diferenças entre uma grande aparelhagem cara e uma aparelhagem mais modesta? Obviamente, da mesma forma que há diferenças entre uma Squier e uma Suhr, ambas tocam, mas não soam igual, o que não quer dizer que com um setup adequado, não saques um som bastante aceitável da Squier. Além disso, uma má aparelhagem, soará mal seja com Vinil, CD, MP3 e até com rádio. Outra coisa importante e que já se comentou, o formato interessa mas não é o mais importante, é preciso uma boa produção. Como exemplo, Pearl Jam - Ten, a reedição em vinil é penosa, péssimo remaster e honestamente, é um desperdício de material aquele vinil.
  5. Guitarra Flamenco

    Uff, o que tinha antes nem conta. Explico-te, fui estudar guitarra clássica com 9 anos, tinha uma clássica fraquíssima, New Sound, que entretanto foi passada a gerações mais novas na família. Com o tempo passei da clássica para o baixo e para a eléctrica e há uns 15anos que não pegava numa clássica. Enquanto estudei, na escola onde estava as guitarras eram todas Alhambras e sempre que podia ou precisava, lá me emprestavam uma guitarra decente para tocar. Li um bocado e arranjei um negócio porreiro nesta guitarra, nova custava 550€, comprei-a por 250€, praticamente nova, com um par de meses. Ainda estive de olho noutra, mas honestamente, 250€ para o que eu queria é mais que suficiente. https://www.guitarristas.info/anuncios/clasica-raimundo-131-c-ziricote-nueva-factura-estuche-foam/538090
  6. Guitarra Flamenco

    Exactamente por isso, a Raimundo que é uma pequena empresa de Valência, avançou para a certificação de origem. Eu comprei uma Raimundo 120-E, uma clássica simples, nada de outro mundo, um som bastante decente para a gama em que está e comprei-a principalmente porque me aconselharam a fugir dos aros de Sapelli, sendo que neste caso está feita de Mongoy. Em que zona do país estás? Se estiveres no norte, passa pela http://portoguitarra.com/ que seguramente te podem ajudar.
  7. (TESTE) - Rock em Portugal

    Acabei de fazer este teste. A minha Nota: 70/100 O meu Tempo: 79 segundos
  8. (TESTE) - Rock em Portugal

    Acabei de fazer este teste. A minha Nota: 0/100 O meu Tempo: 10 segundos
  9. Guitarra Flamenco

    Curiosamente, esta semana comprei uma clássica. Andava já há uns anos com saudades de voltar ás origens e resolvi deixar-me de coisas e comprar uma clássica, chegou ontem. Eu não sei que características queres na guitarra aparte de que seja Flamenca, mas eu se fosse a ti dava uma olhadela aos usados, porque com esse orçamento, com jeito já consegues uma Alhambra, Camps ou Raimundo (estes últimos são a única marca certificada com o COE certificado de origem español).
  10. Ajuda - Como iniciar-me no vinil?

    Dupliquei muitos cds e mais tarde passei-os para MP3 precisamente para não estragar o original. Infelizmente, sem sequer os ter tocado muito, alguns desses CDs estão a ir á vida. Lembro-me de comprar um best of dos The Doors, uma dessas edições tipo Platinum edition na Valentim de Carvalho, ter o meu discman comigo e pensar "Não vou a ouvir isto até casa porque senão arranho o disco". Chego a casa, vou para o quarto, ligo a minha fiel Sansui, abro o leitor de cds e quando estou a por o disco, pela primeira e única vez na longa vida da Sansui, a gaveta do cd fecha-se sozinha, com o disco ainda a meio. Resultado, grande arranhão e nunca pude ouvir a Riders on the Storm.
  11. Ajuda na escolha

    Eu também dava uma vista de olhos para os usados. Tendo em conta que queres aprender a tocar, suponho que não conheças as características de cada tipo de guitarra, escala, materiais e por aí fora, logo vou a assumir que escolheste essas guitarras principalmente por estética. Assim sendo, as Epi tem uma razoavel relação qualidade/preço e como te disseram, se as compras usadas, podem manter bem o preço (se a comprares bem). Eu para iniciar, gosto especialmente das Yamaha Pacifica, acho que para o preço são muito boas guitarras. A Ibanez também faz boas guitarras de entrada de gama apesar de perderem muito valor nos usados (o que é bom se as comprares usadas). A Squier tem um par de boas guitarras no mercado também, nas séries Vintage Modified e Classic Vibe, se bem que há muito que não experimento uma por isso não te posso recomendar especificamente nenhuma.
  12. Ajuda - Como iniciar-me no vinil?

    Eu admito, esses eram maioritariamente pirataria. Hoje tenho-os todos originais. Tenho cds que ainda nem os tirei da caixa, pirateei e ouvi-os tanto quando não ganhava para comprar discos que agora que posso, acabei por os comprar. Sim, isso pode acontecer mas neste caso tinha cds que estavam quase transparentes! Por acaso não tenho nada que não tenha já em CD, Vinil ou Streaming, portanto, foi tudo para o lixo. Já com as K7, tinha concertos e montes de cenas gravadas porreiras e a minha mãe um belo dia resolveu deitar as K7 todas fora.
  13. Ajuda - Como iniciar-me no vinil?

    Alguns dos meus CDs mais antigos estão a sofrer também da mesma maleita. Os CDr então já nem falar, há uns anos atrás fui a casa dos meus pais e resolvi trazer uns quantos CDr que tinha lá em casa para levar no carro e em 20cds só um tocava e mal. Quanto aos vinis, é o que diz o @resolectric, mais ou menos sujos, mais ou menos arranhados, a verdade é que tocam!!
  14. Os nossos Hi-Fi

    E bem, a minha chefe finalmente se decidiu a vender o material de audio que tem em casa. Fui ver tudo o que tinha para a ajudar a por tudo á venda e fiquei parvo. O hifi principal é composto de amplificador Consonance Opera Cyber 100, giradiscos Acoustic Solid Solid Royal, Pré LehmannAudio Black Cube SE II, leitor de cds Consonance Opera cdp 3.1, Opera Audio Consonance Wireless Digital Trasmitter Box 1.0 e tudo ligado a uma ISOL-8 POWERLINE 6 WAY. Isto com umas colunas Monitor Audio PL 300. E agora vem o pior... na garagem estava guardado um Pathos Classic One, Rega Planet um par de colunas Sonus Faber Concerto Grand Piano e ainda outras colunas francesas que nunca ouvi falar Cabasse Jersey 220. E sei que algures naquela casa ainda há um sistema 2.1 da Bose algures!! E isto lá parado a apanhar pó sem uso... dá deus nozes... Acho que nem tenho espaço em casa para isto.
  15. Ajuda - Como iniciar-me no vinil?

    Há quem te possa explicar melhor que eu isto mas tens que entender que potência e volume não são directamente proporcionais. Um speaker precisa de potência para mexer-se, por exemplo, para reproduzires graves o speaker tem que se mexer mais logo necesita mais energia para reproduzir esses graves, mais potência. O mesmo se aplica a speakers de maior e menor dimensão, quando maior, mais energia necessita para mover-se, logo mais potência precisa. E depois ainda tens que ter em conta a eficiencia de cada speaker, etc, etc. E outra coisa, mais potência não significa para nada mais qualidade. Eu se recomendei que usasses o amplificador e umas colunas melhorzinhas é porque realmente as creative que estás a usar são francamente fraquinhas. Tive as T-40 da creative e ficam a anos luz do som que saco da minha Denon mini com as colunas fraquinhas que vinham com ela.