metalguy

Membro
  • #Conteúdo

    13
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

0 Reputação Neutra

Sobre metalguy

Informação de Perfil

  • Instrumento
    Guitarra
  1. The Shapeless Motion procuram Guitarrista

    Boas, Procuramos guitarrista para banda de originais no estilo de metal progressivo com vocais femininos. Referências principais do nosso som: - Tool - Opeth - The Gathering - Gentle Giant Quem estiver interessado em experimentar envie PM. Ensaiamos em Alfragide, Lisboa.
  2. Boas, Tema musicstore volta à baila... Comprei em Setembro passado uma guitarra acústica de 12 cordas. Com o passar do tempo a guitarra começou a apresentar um problema que quando analisado revelou um defeito numa espécie de viga que suporta o tampo da guitarra, perto do local onde assentam as cordas, que está rachada. Isto faz com que o tampo da guitarra esteja a empenar e o risco de partir seja grande. Entrei em contacto com o representante da musicstore João Maya para colocar na garantia e ele informou-me do seguinte: Para efectuar a devolução para garantia deverei fazer um envio para a morada da musicstore através duma transportadora OU proceder a recolha agendada com a UPS pelo valor de 40€. Em ambos os casos não seria ressarcido do valor das despesas com o envio, mesmo que seja concluído que de facto o problema é defeito de fabrico. Visto que o sr. não tem muita fama por aqui gostava de saber a vossa opinião. Qual é de facto o procedimento normal (tem ou não custos do lado do cliente lesado) e para que contacto ou email da musicstore deverei fazer seguir esta situação em alternativa? Muito obrigado desde já!
  3. SevenSin Tragedy

    https://www.facebook.com/sevensintragedy/?fref=ts Banda de 5 elementos de Metal Melódico. Uma abordagem estilística diferente ao conceito de peso com vocais líricos femininos. Ver tudo sobre banda
  4. Boas, já me decidi pela pedaleira M13. Obrigado a todos pelas respostas. Decidi-me por esta por achar que tem bons efeitos, eventualmente não ao nível de alguns da TC, mas bons para o que quero e bastante configuráveis). Permite 4CM e isto agrada-me bastante pois gosto do som da distorção do meu amp e queria ter liberdade para pôr efeitos antes e depois do pré do amp. Ao mesmo tempo tem capacidades MIDI e sendo que o meu amp tem o feature de learn MIDI vou conseguir trocar scenes (tipo memórias) ao mesmo tempo que mudo de canais. Facilmente também carrego num pedal e consigo ter acesso aos pedais individuais programados dentro da scene, o que me permite ter scenes por música (ou ter 2 scenes para uma música caso queira usar 2 canais do amp na mesma). Em termos de coloração do tom tinha escolhido por ser das que tinha lido que coloravam menos o tom. Para já ainda é cedo para dizer, porque ainda só tive um ensaio desde que adquiri, mas quando experimentei em 4CM dava uma determinada coloração que eu só posso descrever como phasey e dava igualmente um boost de volume em relação a só com o amp ligado (o que estará quase de certeza ligado ao facto de o amp ter loop de line level que ainda por cima é bastante "hot" e a pedaleira ser de instrument level - resolvível com line level shifter da Ebtech pelo que li). Mas só agora estive em casa a regular bem a pedaleira, vamos lá ver como soa. Eventualmente terei que adaptar o EQ do pré em termos de volume para lidar com este factor. Reparei ainda que pondo a guitarra só no loop coloria bastante menos o amp (quase imperceptível) embora perca uma das features da pedaleira. Tenho experimentado o loop em paralelo, quer pelo 4CM, quer só metendo no loop, por isso não sei se pondo em series poderia resolver algum problema de coloração. Em relação ao feature true bypass é um bocado fail ligando através do 4CM porque não reconhece as mudanças de canais do amp devido ao tipo de ligação (algo que me parece fazer sentido, mas enfim). Posso no entanto se quiser usar a pedaleira apenas no loop pôr umas scenes para true bypass se quiser (embora tenha que regular volumes eventualmente, devido às diferenças disso para DSP). Se começar a ficar farto da coloração do amp ou se não conseguir regulá-la melhor vejo-me a usá-la só no loop e a pôr 1/2 pedais à frente do amp (não sou demasiado exigente em relação a isso). Eventualmente o compressor e EQ não ficarão péssimos no loop (e costumo usá-los mais até nas partes clean), mas claro que perdia features (todos os filtros)... Enfim não há nada perfeito e isto é mesmo caso de ir experimentando até ficar com o que gostamos mesmo.
  5. Esse adulteramento da G-system não terá também a ver com o amp? E o mesmo não acontecia com a G-major? (já vi relatos das mesmas queixas com a G-major) Uma vantagem da G-system também passa pela comodidade de transporte, visto que é tudo num, a G-major seria sempre rack mais controlador.
  6. Tenho um Randall MTS RM100 (módulo ultra para o canal de distorção hi gain) - tem MIDI. Já estive a pesquisar nos foruns dedicados ao amp e não vi lá problemas desse género como já vi noutros forums com outros amps e como esse caso que retratas. A única inconveniência seria ter uma entrada MIDI de 7 pins em vez dos 5 da G-System, mas bastava arranjar um de 5. Esse spillover da GSP 1101 que falas de facto é interessante (embora não determinante, é um pormenor). Em relação à integração MIDI realmente dava jeito, para poder ter tudo num só pedal e não andar a dançar muito... Quanto à M13 realmente o reverb destaca-se mas o resto dos efeitos não me entusiasmaram muito, se calhar só experimentando numa loja. Outra opção que tenho andado a ver é Gmajor + Pedal Controlador vs a G-system...
  7. Obrigado por todas as sugestões! O problema dos pedais seria uma pedalboard grande, dispendiosa, com boa alimentação para não ter ruídos, mais os pedais em si... para não falar no sapateado que ia ter de fazer. São muitos factores de pouca comodidade que me começam a fazer inclinar para outras opções, apesar de ter consciência que seriam a melhor forma de ter um tom mais único e quiçá mais orgânico. Em realção às pedaleiras, fiquei apaixonado pela G-System mas também tinha que amealhar bastante mais. Encontrei usada a 700€ mas mesmo isso já foge bastante ao orçamento que tinha em mente. Quanto às outras, Digitech GSP 1101 + Control 2 e Digitech RP1000 parece-me que ambas cobrem bem as minhas necessidades tonais, com a diferença de que a 1a torna-se mais cara com o pedal e parece-me que tem de se mexer em muitos mais botões para se chegar ao que quero. A GSP talvez garanta um nível de profundidade maior, a RP garantia mais comodidade e também boa qualidade de efeitos. Teria no entanto amp e cab sims que não me interessam muito e penso que não tem MIDI para controlar os canais do amp por exemplo, que é algo que me daria mais comodidade (pouparia-me ter mais um pedal). A M13 vi diferentes opiniões, alguns juram a pés juntos que é melhor que a RP a nível de efeitos (não tem cabs e amp sims), mas também vi outras opiniões. Pelo que me pareceu nas demos também me entusiasmou, mas se alguém já a tivesse experimentado gostaria de perceber melhor as suas limitações. A TC nova system não apreciei muito...
  8. Boas, Ando à procura de opção para efeitos (delay, reverb e chorus sobretudo, mas também wah/controlador volume, compressor, noise gate e EQ), seja pedaleira, rack ou pedais individuais, que me substitua os da minha actual pedaleira ME-50 - que já está ultrapassada para as minhas necessidades de tom. Estou interessado apenas em efeitos, não em simulações de amps, porque tenho um bom amp a válvulas do qual gosto da distorção. Uma das minhas preocupações é que alguns efeitos assentam bem no fx loop, mas outros como EQ, compressor ou wah convém ficar antes do pré. Vi opções como o G-major + o G-Lab e confesso que fiquei interessado, mas queria saber quais são as melhores opções que tenho. Já agora fiquei também com a dúvida se essa solução resolveria o problema da ordem dos efeitos. O investimento não seria para já, ainda estou a poupar € para tal, por isso queria medir bem as minhas opções. O orçamento seria para a volta dos 400€ max (considero equipamento usado também) Tenho abertura à compra de pedais individuais + pedalboard, mas não sei se para o que estou habituado (ter tudo em um) não me sentiria vazio se não pudesse ter (devido a falta de orçamento para tudo) alguns efeitos que procuro (por ex. já me habituei bastante ao controlo de volume com pedal, etc). A nível de som, visto a minha banda ter traços de prog, procuro um bom delay e reverb para cleans, bem como compressor e modulação. Gostava de também ter um maior controlo sobre o EQ do meu canal de distorção (toco um estilo de metal melódico). Efeitos como o flanger também me interessam. A nível de pedal de expressão wah não é prioridade, embora tenha curiosidade de experimentar um cry baby para algumas coisas, mas gosto muito do controlo de um volume pedal. Penso que é tudo...Sugestões? Cumprimentos malta