Zaphod

Membro
  • #Conteúdo

    15
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

16 Reputação Neutra

Sobre Zaphod

Quem visitou o meu perfil

594 visitas ao perfil
  1. Amp para baixo (iniciante)

    Depois de vários anos a tocar guitarra (mal) e depois de conseguir deixar um pouco o ego de lado, decidi que me vou virar para o baixo. Sempre gostei mais de tocar com os dedos e sempre gostei da parte percussiva da música e acho que o baixo acaba por se ajustar melhor a mim. Ninguém quer ser o baixista dos AC/DC mas este video fez mudar um pouco a minha perspectiva Também deve ser a idade lol Portanto acho que sou mais um guitarrista frustrado que se decidiu virar para o baixo Eu relação ao baixo em si estou virado para um J da Harley Benton (pelo menos para começar), já que tive guitarras da marca e fiquei sempre satisfeito. Em relação ao amp é que tenho mais dúvidas. Nunca fui obcecado nem entendido em gear e não tenho bem noção das características a procurar num amp para baixo. Tenho estado a olhar para uns Ampeg e Hartke, mas nem sei bem qual a potência ideal para basicamente tocar em casa e eventualmente fazer umas jams com pessoal amigo. O que é que sugerem até aos 200€? Obrigado!
  2. Os barretes e relíquias do OLX

    Outra coisa que também não sou especialista é em harmónicas, mas a minha definição de "óptimo estado" é diferente da pessoa que colocou este anúncio https://www.olx.pt/anuncio/harmnica-hohner-IDyv613.html#cbe3d65ba5 E também vou assumir que aqueles 100€ são EXTREMAMENTE negociáveis https://www.olx.pt/anuncio/harmnica-mais-pequena-do-mundo-pela-melhor-oferta-IDyr9al.html#cbe3d65ba5 (boas fotos, dá para ver todos os pormenores)
  3. Os barretes e relíquias do OLX

    A única que conheço é a do Justin Johnson, que são mesmo feitas por ele e pelo que estive a ver custam à volta dos 400-450€. Olhando para o PU esta não me parece ser, mas não sou propriamente especialista em pás LOL
  4. Guitarra para Heavy Metal

    E já agora se vires uma Harley Benton SC-450Plus (modelo Les Paul) é de aproveitar. Já tenho visto umas por volta dos 100-120€ e são guitarras muito boas para o preço. Claro que no mercado de usados vai sempre depender de como o "dono" a tratou e do estado em que a entrega. Por acaso está aqui esta precisamente na zona de Leiria como disseste https://www.olx.pt/anuncio/les-paul-IDBGoP6.html#4e4455e12f Esta pelo headstock acho que é um modelo que já foi descontinuado, não sei bem qual. Não sei se na altura o controlo de qualidade da Harley Benton estava tão bom como está agora, mas se tiveres a possibilidade de experimentar pode ser uma boa hipótese.
  5. Guitarra para Heavy Metal

    Por esse valor incluir um amp vai ser bastante difícil. Apenas a guitarra, as Ibanez (como a que já foi sugerida) são sempre uma boa escolha e por norma têm um braço mais confortável, principalmente para quem toca à pouco tempo. Pela minha experiência as Harley Benton são muito bang for your buck. Não sugiro os modelos de entrada, mas os seguintes já têm uma qualidade assinalável comparando com outras guitarras baratas. Algo como isto podia ser uma boa escolha https://www.olx.pt/anuncio/harley-benton-sg-custom-3pickups-IDCierC.html#fd986586a8 E consegues facilmente baixar o valor porque ele está basicamente a pedir o preço dela nova. Em alternativa ao amp podes optar por software de efeitos como já foi também sugerido. Podes tentar arranjar crackado mas mesmo as versões demo já têm efeitos suficientes para brincar um pouco. Guitar Rig, Amplitube, TH3, Amplion, Ignite Amps, Brainworx bx_rockrack, LePou. Há bastantes. Algo também a considerar é o Vox Amplug 2 Metal. Já tem efeitos e até podes facilmente ligar a umas colunas. Eu já tive o modelo Classic Rock e a qualidade de som surpreende!
  6. Os barretes e relíquias do OLX

    Até agora os negócios que tenho feito no OLX, tanto a vender como a comprar, sempre me têm corrido bem. Mas recentemente também me aconteceu algo similar, se bem que acho que era mais falta de conhecimento da pessoa que me vendeu e não necessariamente uma tentativa de enganar (e se calhar também um pouco de azelhice minha ) Comprei uma acústica Harley Benton CLD-15MCE e apesar de ter achado a acção algo alta quando a experimentei, pensei que era facilmente tratado com um setup. Depois é que me apercebi que tinha mais alguns problemas.... Agora estou a revender mas explico todos os problemas que ela tem (daquilo que percebo; também sou ignorante em muitas coisas como a pessoa que me vendeu a guitarra devia ser...) e tentei deixá-la com uma tocabilidade mais aceitável. Já estou é farto de guitarra! Vou-me é virar para a harmónica e flauta irlandesa, isso de certeza que nunca vou comprar usado
  7. Apps para afinação: o que há por aí?

    Eu uso o Free Universal Tuner https://play.google.com/store/apps/details?id=ru.aterlux.guitartuner&hl=en_US Nem 2MB ocupa e tem um aspecto arcaico, mas até é bastante completo e funciona bem. Não dá é para criar e guardar afinações, mas já tem bastantes por defeito (e para muitos instrumentos) e tem modo cromático.
  8. Apresentação

    Ora viva! Já agora faço uma apresentação para não parecer que entrei de pés juntos em alguns dos tópicos que possa responder Eu já passei bastante tempo no Forumusica, mas já não vinha cá há cerca de 2 anos. Eu antes era o mojo-pin, mas sinceramente só andava aí a aparvalhar. Andei uns tempos sem tocar nada (mesmo antes sempre fui apenas "músico" de quarto) mas ultimamente ganhei novo prazer em tocar. Toco guitarra mas queria-me iniciar na(s) flauta(s), começando pela flauta irlandesa e também ando de olho num Xaphoon. As minhas preferências musicais actuais passam mais pela música celta (principalmente a irlandesa), fingerstyle e blues. Eu antes era mais de ouvir música rock/metal/alternativa, principalmente dos anos 90, mas fartei-me disso, deve ser a idade lol O fórum parece já não estar com tanta afluência como antes, mas espero desta vez aprender mais do que quando andava cá a aparvalhar
  9. Por acaso há 2 semanas fui à Malaposta ver uma banda de tributo aos Pink Floyd (Crazy Diamonds) e foi brutal. Grandes músicos! As guitarras estavam irrepreensíveis e o baixista fez-me apreciar muito mais as linhas de baixo do Waters, grande groove! E como o pgranadas disse, neste caso é uma banda que já não é possível ver, acho que valeu bem a pena (sendo que claro que não me recusava a ver o Gilmour ou o Waters) . Ver este solo ao vivo foi do caraças! Sendo que na Malaposta o som estava muito melhor.
  10. Qual o concerto que mais vos doeu faltar? E ir?

    Que mais me custou não ir foi o de John Butler Trio em 2006 na Aula Magna. Na altura era coisa que ouvia muito e ainda para mais sendo na Aula Magna deve ter tornado o concerto ainda mais especial. Quando veio outra vez a Portugal, no Optimus Alive 2008, sendo um festival já não era a mesma coisa. Depois disso, o gajo mandou o baterista e baixista dar uma volta (sendo que os gajos eram grandes máquinas de groove) e começou a tocar cenas mais popalhadas e agora já não me interessa tanto vê-lo ao vivo lol Que mais me custou ir/ver foi Placebo no Super Bock Super Rock 2006 (engraçado que o hypermnesium também os mencionou). É uma banda que eu até aprecio mas foi demasiado mau. Aproveitei para ir comer e beber. Ainda bebi algumas cervejas, se calhar foi por isso que gostei mais dos concertos a seguir, já estava mais bem disposto Se bem que os concertos a seguir foram Deftones e Tool (antes de Placebo foi Alice In Chains). Desilusão foi os Deftones terem tocado a Passenger e o Maynard não se ter juntado a eles em palco, devia estar ocupado com alguma groupie, a besuntá-la com manteiga de amendoim e a dar-lhe palmadas com uma dourada, ou qualquer coisa assim Alice In Chains, Placebo, Deftones e Tool num só dia. Este deve ter sido dos melhores alinhamentos de sempre num festival cá em Portugal, pelo menos em termos de bandas de música alternativa/hard-rock. Só o concerto de caca dos Placebo é que estragou tudo baaaah
  11. Guilty Pleasures

    Gosto muita da bridge da musica e especialmente daquela parte aos 2:50 Depois lembro-me que a musica se chama Playing With The Boys e associo sempre aquela parte do Top Gun em que eles estão a jogar voleibol... Mas isto nos 80's está cheio de musicas que posso considerar guilty pleasures. Esta é uma daquelas que não consigo evitar começar a "cantar" com movimentos extra-dramáticos