Billovsky - CC

Membro
  • #Conteúdo

    62
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

12 Reputação Neutra

Sobre Billovsky - CC

Informação de Perfil

  • Sexo
  • País
  • Cidade
    Lisboa
  • Instrumento
    Guitarra
  1. Software vs Amp Valvulas

    Laney Lionheart + um pedal pra encorpar e dar sons pesados e tens tudo flexível desde o limpo, passando pelas gamas todas de overdrive... Era o que eu comprava com esse orçamento
  2. Interface de Audio?

    Boas! Bem, diferenças há, mas a resposta à tua questão depende da utilização. As duas maiores diferenças a favor da Focusrite que me ocorrem são: Maior qualidade dos pre-amps das entradas Ultra-baixa latência USB Agora, a importância disto é relativa. Qualidade dos pre-amps: O objectivo fazer gravações de alta qualidade? Não só produção própria para consumo próprio, e apresentar um trabalho mais profissional? Usas mais algum material entre as tuas fontes (microfone, guitarras), como pre-amps externos? Se já usas outros pre-amps externos e vais essencialmente usar a placa como "line-in", nao compensa o investimento. Se não usas e a qualidade te interessa, talvez compense. Se algum de nós consegue distinguir entre duas gravações dos preamps? Se calhar não, eheh. Latência: Se pretendes fazer gravações multipista, em que vais gravando pista a pista, isto é relevante! Delay entre o que gravas e o que ouves exige que tenhas que corrigir isso no projecto, é uma chatice. Se pretendes usar plugins/vst/processamento LIVE no PC, é essencial! Senão vais sentir a latência e dá cabo do teu trabalho Se combinares as gravações multipista, com o uso de VST live, ainda mais importante é. Aqui é o ponto onde a diferença vai ser relevante para o mais comum mortal. Não que eu tenha referências negativas da latência da behringer, mas tipicamente estas mesas não teriam este foco. Já que a tens, é uma questão de veres primeiro se isto é um problema ou não! Agora, a Xenyx não é desprovida de vantagens! Consegues ter maior controlo nos canais, Equalização Efeitos por canal sem precisar passar por processamentos do PC ... e isto também são vantagens que podem ser relevantes, dependendo do uso. Por exemplo se a placa for para usar tanto em casa como ao vivo, se calhar a Xenyx tem mais vantagens em usar ao vivo.
  3. Software Gravação Windows

    Eu continuo fã do Cubase, bastante poderoso mesmo na versão base menos cara, "Elements" (100 euros). Não é baratuxo mas faz (qs) tudo.
  4. Que coisa mai liiiinda

    Guitarras em acrílico dão toda uma nova perspectiva à dicussão de "tonewoods"
  5. Depende do nível técnico eu por exemplo gostava mas não chego ao nível de tocar Nick Drake. Se conseguires, gostava de ver Numa onda menos técnica, quem não tem saudades dumas belas covers acústicas de Radiohead? Fico à espera das gravações!
  6. Abafadores de cordas

    Ocorreu-me uma ideia... caso possas dispensar o primeiro traste. Entre a pestana da guitarra e o primeiro traste poes uma esponja volumosa das que compacta bastante entalada entre o braço e as cordas. Para "eliminar o abafamento", colocas rapidamente um capo no primeiro traste, e ficas com a guitarra normal, apenas shiftada meio tom.
  7. Abafadores de cordas

    sim, ja usei e ajudava Bem, para reproduzir o produto caro que colocaste no início do post, já vi que construíste algo como o que ia sugerir... Mas nem a original nem esta solução DIY me parecem fáceis de tirar em e pôr numa situação ao vivo, a meio duma música. Precisavas mais duma solução tipo Capo de colocação rápida, mas de abafador. Implica ter algo com molas, mais complicado de construir.
  8. Novidades da Summer NAMM 2017

    então... as cores!!!
  9. Delays

    ahaha mas desgraçaste-te bem! parece-me uma excelente aquisição!
  10. Delays

    Concordo plenamente Mas depende do teu setup. se tiveres um pedal de overdrive, poes o delay entre o overdrive e o amp, nessse caso o delay nao vai levar com um stage tao distorcido, embora o resultado final seja esse som espectacular que o tiny terror tem pra dar! Se nao for o caso e sósiteres distorçao/overdrive no proprio amp, é mais dificil acertar no pedal e na quantidade de delay que soe bem, sim. Mas o tal carbon copy tem boa reputação para esse uso, experimenta.
  11. Delays

    Tenho um amigo, aqui membro do forum, que tem um tiny terror, sofre das mesmas limitações, e tem um Tc electronic alter ego, que soa muito bem, se nao exagerares na distorção do amp. Em tempos ele também investigou o MXR Carbon Copy. Soava-me bem, mas não era é o que ele pretendia, mas cada um tem o seu critério.
  12. Harley Benton HB 40R

    Sinceramente, sendo pra tocar em casa, onde os volumes altos são normalmente um problema, arranjas não só melhor como mais adequado em termos de potência. Por pouco mais tens o BLACKSTAR - ID Core 10, nunca testei nem ouvi ao vivo, mas pelo que ouvi em vídeo parece muito engraçado pelo som e pelas funcionalidades de diversidade de sons e efeitos. O meu conselho principal com equipamento (especialmente no caso de amps e guitarras) é testar. Porque mesmo sendo iniciado, sem qualquer aparente critério, se o som não nos entusiasma, não vamos progredir. Este amp que sugeri está disponível em lojas portuguesas de instrumentos. E terás também o Roland Cube e outras coisas nesta gama de preços.
  13. 5 Razões pelas quais a Stratocaster é melhor que a Les Paul

    Estas discussões têm sempre piada... porque isto tem tanta variável até se chegar à conclusão final, que nunca vai haver uma verdade absoluta. Para além do que já falaram aqui, que é um dos apelos mais óbvios, as referências musicais, há tantos outros factores. Se gostamos/procuramos o som X e usamos o amplificador Y, uma das guitarras será a melhor opção! mas qual? depende, só testando! E mesmo assim esta nossa "quest" pelo som perfeito também é cheia de critérios evolutivos, pois nós mesmo como apreciadores e críticos de tonalidade de som, vamos moldando a nossa opinião com a maturidade/experiência. E mesmo assim vai haver sempre um gajo que desafia as nossas "lógicas" da construção do som ideal, e saca um som brutal com uma outra combinação qualquer de guitarra e amp, que nos deixa babados... never ending story!
  14. Certíssimo! O pior que pode acontecer é as "grandes marcas" que têm um grande legado mudarem o negócio, reduzirem o tamanho, para nicho que apenas guitarras de topo (qualidade e/ou preço). Se não souberem gerir, mesmo que a marca caia por má gestão, algum investidor vai perceber o valor da marca e reabilita-a com um modelo de negócio diferente. Para o consumidor, mais opções e maior esforço de varias marcas competirem entre si na qualidade "vs" preço, parece-me bem! Graças a isso hoje em dia há muitas boas guitarras de média gama. Há umas décadas, ou tinha uma coisa rasca ou tinha que pagar mesmo muito!
  15. Opinião do Fender Mustang GT40, dúvida no looper

    eu até sei que existem mas fujo deles trabalho em tecnologia portanto sei que quanto mais mariquices mais coisas pra correr mal!