Danicafd

Membro
  • #Conteúdo

    32
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

11 Reputação Neutra

Sobre Danicafd

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Cidade
    Feira
  • Instrumento
    Guitarra
  1. Dúvidas sobre PA

    Tinha de ideia que precisava de comprar um amplificador com maior potência que a soma das colunas. Acho que não ia mesmo correr bem então... Obrigado!
  2. Dúvidas sobre PA

    As colunas são passivas mesmo...
  3. Dúvidas sobre PA

    Boas, tenho uma banda e andamos à procura de um P.A. para a nossa sala de ensaios. O que temos, para já é: Uma mesa de mistura Behringer Xenyx 502, a pequenina que só tem uma entrada XLR. Duas colunas já para aí com 20 anos com por volta de 100 Watts. Estava a pensar em comprar um amplificador para fazer um sistema Mesa->Amplificador->Colunas. Estamos a pensar usar isto para amplificar voz e teclado. As minhas questões são as seguintes: O amplificador que comprar tem de ter mais de 200 Watts, certo? Para que parâmetros devo olhar quando estiver a escolher o amplificador? A impedância que aparece mencionada nas colunas serve para alguma coisa que me interesse? Obrigado e cumprimentos!
  4. Concursos

    Para o pessoal do metal, encontrei isto hoje: https://www.facebook.com/METAL.BATTLE.PORTUGAL/?__tn__=kCH-R&eid=ARBR222MSMatMXk7F7M_acSp1vzo-4lYdIz1ldf1UpSVRiMwOML_9nmlQ096W97MJS0tfDdRva2LGdSD&hc_ref=ARRskPflXsOGAk4WGeM1-Qfe6PervHr3SvpWF80-7rlt4FZrmCBcBXdbXLeiqGkwNh4&fref=nf
  5. Concursos

    Boas! Tive uma ideia, não sei se alguém antes já se lembrou disto ou não, mas como eu não vi para aqui nada parecido decidi criar o tópico. Acho que, muitas vezes há falta de divulgação dos concursos de bandas e coisas semelhantes em que o pessoal se pode inscrever. Por isso decidi criar este tópico, para haver um sítio em que qualquer pessoa que saiba que há um concurso para bandas de garagem ou algo do género publique aqui. Já várias vezes encontrei concursos que se eu pudesse inscrever a minha banda inscrevia, mas os prazos já tinham passado. Peço então a qualquer pessoa do forumusica que tenha conhecimento de algum concurso com fase de inscrições a decorrer no presente, que coloque aqui o link. Obrigado!
  6. Tópico dos Livros

    Boas a todos os membros do forumusica. Hoje andei a vaguear por uma subpágina do forumusica que desconhecia, a dos livros. Gostei do que vi mas infelizmente não pude comentar em nenhum dos livros. Isto porque das duas uma: -Ou eu estou vesgo e não vi nenhum sítio para comentar e dar uma classificação aos livros; -Ou não dá mesmo para o fazer. No caso de existir mais pessoal a ter esta dificuldade (ou seja, ser verdade o segundo caso) gostaria de saber se seria possível à administração do fórum resolver este problema. Obrigado!
  7. Acabei de fazer este teste. A minha Nota: 100/100 O meu Tempo: 116 segundos Peço desculpa estar a apontar erros, mas detetei um... Vi que as respostas à pergunta de quantas colcheias cabem numa pausa de semibreve estão todas erradas. Para estar certa, a resposta deveria ser 8. Obrigado e cumprimentos.
  8. Como é andar num conservatório?

    Boas, se servir de ajuda contribuo com a minha experiência pessoal de ter andado num conservatório: Andei num conservatório a aprender música erudita desde os 10 até aos 18 anos a aprender flauta transversal. Tudo isto em paralelo com o percurso escolar normal de um indivíduo desta idade em Portugal. Nos primeiros 5 anos, só tive 3 disciplinas: orquestra, instrumento e formação musical (teoria). Nos últimos 3 anos há conservatórios que aumentam a oferta curricular, acrescentando Análise e Técnicas de Composição, História da Música e alguns têm Acústica. Só tive as primeiras duas. Para uma pessoa que está mais por dentro do rock, jazz, blues, metal... o conservatório de música erudita é um mundo com apenas alguns pontos de interseção com o resto. Quando comecei a ter ATC (Análise e Técnicas de Composição), pensei que ia escrever músicas a torto e a direito. A verdade é que análisamos um monte de obras desde a Idade Média até ao atonalismo do séc. XX e nunca me falaram de escalas de blues nem ferramentas a usar para fora daquilo que era abordado e que poderia dar jeito para música "mais comercial". A minha opinião é que o Conservatório é uma excelente base, não me posso queixar, mas se te queres atirar para o rock e assim tens que descobrir coisas por ti próprio na mesma. Claro que não teria nem sequer um terço da teoria musical e do "à vontade" que tenho agora com a música. E sim, é preciso estudo em casa, no mínimo dos mínimos diria para aí 20 minutos por dia.
  9. Setups: Para quê?

    Boas a todos que estiverem a ler isto! Há já quase 9 anos que ando pelo "mundo da música", e desde uns anos para cá já tenho ouvido falar algumas vezes de fazer revisões aos instrumentos, setups a guitarras/baixos, etc.... A minha dúvida, tal como o título indica, é: para que é que é preciso fazer setups? Entendo que seja necessário fazê-lo quando o instrumento já não responde como se quer, mas já várias pessoas me disseram que fazem setups aos instrumentos com uma frequência de 2 em 2 anos ou de ano a ano, enquanto que eu, que possuo uma guitarra e uma flauta há já 4 anos, não tenho com que me queixar da resposta dos instrumentos. Por isso deixo a pergunta: existe mais algum ponto que me esteja a escapar para eu não ter levado os instrumentos à revisão? Ou sou eu que sou menos exigente e/ou um instrumentista de 2ª? Cumps
  10. Cursos de engenharia de som

    No problem @pgranadas. Concordo com isso. Há várias maneiras de adquirir conhecimento. Há pessoas mais práticas outras mais teóricas... Quanto à "Engenharia do Som" a minha principal dúvida é porque é que não existia um curso em Portugal (mestrado integrado) com esse nome quando lá fora há... Sinceramente foi a minha primeira pesquisa porque adoro música, física e matemática. Querendo juntar tudo numa mesma área pareceu-me a opção óbvia...
  11. Cursos de engenharia de som

    Boas! Andei à procura no fórum e senti-me tentado a criar um tópico. Como é que em Portugal alguém tira uma licenciatura ou mestrado em engenharia do som? Já vi vários sites e ouvi gente: Uns dizem para tirar engenharia eletrotécnica ou informática e depois tentar especializar-me no som. Outros dizem para tirar técnico de som na esmae ou em Lisboa. Estou com estas dúvidas sobre qual a formação mais completa, e como posso, por exemplo, tornar me num fabricante de guitarras elétricas... Alguém me pode esclarecer? Talvez esta dúvida não seja só minha... Desde já obrigado
  12. Criei o artigo progressões harmónicas. Pensei que por esta altura já houvesse mais prémios reclamados! Prontos... Me!hor, não é? Eheh
  13. Progressões Harmónicas

    Designa-se por progressão harmónica o conjunto dos acordes (os quais formam a harmonia) que constituem uma frase ou frases musicais. As situações em que fazem mais sentido falar de progressão harmónica é quando se está na presença dos modos maior ou menor. Isto porque existem relações mais rígidas no sistema tonal (que é a mesma coisa que dizer modo maior ou modo menor). Assim sendo, as funções dos acordes numa progressão harmónica são: Tónica- 1° grau - dá uma sensação de finalização; Dominante- 5° e 7° grau - dá uma sensação de grande tensão à qual se sucede normalmente um acorde de tónica; Sub-dominante - 2° (frequentemente usado na 1ª inversão), 4°, 6° grau - dá uma sensação de tensão menor do que a dominante à qual normalmente precede a sub-dominante; O acorde de 3º grau, dado que uma função de tónica mais fraca não é muito usual. Nota 1: todos os acordes aqui citados são construídos por terceiras a partir do grau fundamental. Ex.:acorde de 5º grau em dó maior - sol/si/ré. Nota 2: no modo menor é usada a escala menor harmónica (com o 7º grau subido em relação à menor natural) para a construção de acordes.
  14. Uma palheta para mim se faz favor! Criei a entrada das escalas...
  15. Escalas Musicais

    Conjunto de sons usado para servir como base para uma construção musical. Existem vários tipos de escalas, de entre elas: Maior, construída com meios tons do 3° para o 4° e do 7° para o 8° grau; Menor, construída com meios tons do 2° para o 3° e do 5° para o 6° grau; Pentatónica, construída com a mesma relação intervalar de Dó-Ré-Mi-Sol-Lá; Hexáfona, construída apenas com tons inteiros; Escala alternada de tom-meio tom; Modo dórico, mesma relação intervalar de Ré-Mi-Fá-Sol-Lá-Si-Dó; Modo frígio, mesma relação intervalar de Mi-Fá-Sol-Lá-Si-Dó-Ré; Modo lídio, mesma relação intervalar de Fá-Sol-Lá-Si-Dó-Ré-Mi; Modo mixolídio, mesma relação intervalar de Sol-Lá-Si-Dó-Ré-Mi-Fá.