kyuuga

Membro
  • #Conteúdo

    110
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

151 Reputação Excelente

Sobre kyuuga

Quem visitou o meu perfil

1242 visitas ao perfil
  1. Acabei de fazer este teste. A minha Nota: 0/100 O meu Tempo: 4 segundos
  2. Para não estar a criar outro tópico, aqui deixo o último single da banda...com um vídeo um pouco diferente do normal
  3. Dicas para encontrar bandmates

    É 10€/h a banda toda sim...já fui a várias salas de ensaios aqui no Norte e os preços rondam sempre entre os 10€/h e 15€/h mas é pela banda toda. Mas há que ver que estes estúdios que oferecem salas de ensaio não vivem destas práticas de ensaio - o objetivo deles é mesmo gravar/produzir/mixar. As salas de ensaio é quase como um "side business" mas que atrai bandas que depois podem querer gravar lá. Concordo com os pontos referidos que ter esse material todo e uma sala boa e fazer preços destes não é uma prática super viável em termos de negócio, mas lá está, é tudo um "means to an end".
  4. Dicas para encontrar bandmates

    Bem, o Promised Land oferece gravação multipista no final do ensaio e também disponibiliza a bateria e todos os amps/vozes com PA - e se quiserem ensaiar com in-ears também dá, pois tem mesa de mistura. Claro que ensaiar em salas de ensaio de estúdios vai ser sempre caro, é complicado, mas se for uma banda de 4 membros é 5€ cada um por ensaio...é o preço dum maço de tabaco. (Atenção que não sou patrocinado nem afiliado nem nada do género, estou só a dizer.)
  5. Dicas para encontrar bandmates

    Tens o Promised Land no Porto, fica na zona industrial (perto do Norte Shopping) e tem parque de estacionamento privado. É um bom estúdio, com bom material para ensaiar (tens bateria, amps, etc) e é barato (10€/hora).
  6. Dicas para encontrar bandmates

    Tal como o @xtech disse, e muito bem, é algo que demora o seu tempo e nem sempre vais encontrar as pessoas certas... O que te aconselho é teres iniciativa própria. Em vez de andares aí a responder a anúncios, cria tu o teu próprio anúncio. Tenta perceber o que gostarias de formar numa banda, que tipo de vibe é que queres, etc. E mantém uma mente aberta porque por vezes uma pessoa nem sabe bem o que quer até experimentar algo diferente. Pré-Covid diria que um ótimo lugar para encontrar músicos e pessoas com os mesmos gostos que tu seria em Jam Sessions (há algumas bastante boas na região Norte) mas obviamente que essa hipótese agora está complicada por isso a tua melhor opção é mesmo online. Convém também teres um lugar para fazer um ensaio com a malta, seja um estúdio próprio ou ter já uma ideia dum estúdio para alugar para um ensaio (no Porto existem alguns porreiros).
  7. Muito obrigado Paulo! Isso é que é uma ótima sugestão...vou-lhe mandar mail a ver se tenho sorte. Uma das coisas que não temos e é super importante no mundo do entretenimento é bons contactos, por isso quanto mais pessoas poder conhecer melhor. Muito obrigado pela sugestão!
  8. Os barretes e relíquias do OLX

    Epah ganda lol...inacreditável como há pessoas assim. Esse baixo não vale nada, ainda por cima no estado em que está...
  9. Olá a todos! A minha banda Zebra Libra acabou de lançar o seu novo single, intitulado de "(De)generation" Foi produzida pelo Vasco Ramos (ex-More Than a Thousand, Xande) e é uma música de punk/alternative rock com muita energia. A nossa banda foi criada há cerca de 2 anos e há um ano atrás lançamos o nosso 1º EP. Este ano íamos tentar gravar outro mas com esta situação toda do vírus e não tendo dinheiro para financiar muita coisa (lá se foi o cachet dos concertos né) optamos por gravar 2 singles. Este é o primeiro que foi lançado anteontem... Caso queiram ver e ouvir, aqui fica o link. Todo o feedback e opiniões são aceites!
  10. Guitarras baratas, o que é aceitável ?

    Eish que coisa linda...se por acaso quiseres vender avisa gostava de ver um vídeo diso em ação!
  11. Guitarras baratas, o que é aceitável ?

    Pois, o problema desse da Harley Benton é que visualmente falta-lhe o enorme pormenor daquela asa esquerda do Rickenbacker (que deve ser a razão pela qual não foi copyrighted) e o timbre do baixo não tem muito a ver com um Rick a sério, de tudo que já vi e ouvi...além do mais, não gosto de nenhuma das cores que oferecem. Sei que é um bocado picuinhas dizer isto mas queria mesmo um RIck a sério ou algo que fosse muito semelhante a um.
  12. Guitarras baratas, o que é aceitável ?

    Epah não me devias ter dito/mostrado isto, eu ando com um GAS enorme por um Rickenbacker, agora estou lixado...
  13. Guitarras baratas, o que é aceitável ?

    Só por curiosidade, que baixo é que compraste de 700€ que veio da China assim tão mal?
  14. Outra coisa que gostaria de perguntar: para todos vocês músicos/compositores, como é que foi a vossa criatividade durante a quarentena? Vejo muitas pessoas a falar de como a quarentena foi ótimo para eles, conseguiram ter imenso tempo para compôr, cheios de novas ideias, etc... Eu pensei que seria o mesmo comigo e ia ser um tempo muito frutífero; mas não foi. A verdade é que ficar em casa o dia todo, sem ter nenhuma experiência ou interação social, não é muito inspirador...dava por mim todos os dias a pegar nos instrumentos e a não ter nenhuma ideia ou inspiração. Conseguia praticar e desenvolver algumas skills, mas em termos de ideias parecia um poço seco. Qual foi a vossa experiência?
  15. Pois, mas o confinamento não vai magicamente acabar assim do nada...e de certa forma muita malta já voltou a sair e a voltar a uma vida "normal" com muitas atividades (físicas, recreacionais, etc) e percebeu que pode ter entretenimento em casa sem se mexer. E o grande problema de os artistas voltarem aos palcos vão ser 2: 1) Muitas dos bares e casas que antes ainda recebiam concertos e espétaculos dificilmente vão sobreviver a esta crise; 2) Muitas das pessoas ainda vão ter "medo" de ir para espaços com muita gente, devido a toda a paranóia que se instalou, e se os concertos em alguns bares já tinham pouca gente então agora ainda menos vão ter... Ou seja, só voltaremos a uma atividade realmente "normal" daqui a muitos meses, o que vai ser um problema para muitas empresas e clubes de eventos que vão ter muita dificuldade em sobreviver. Para os "grandes" nomes, pouco ou nada vai mudar quando o vírus desaparecer - vão continuar a ter os seus festivais, os seus palcos grandes, os seus estádios... Agora para artistas que estão a começar ou têm pouco nome vai ser uma realidade difícil. Pelo menos essa é a forma como eu vejo as coisas, espero MUITO estar enganado.