The Passion

Membro
  • #Conteúdo

    80
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    N/D
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

76 Reputação Muito Boa

Sobre The Passion

Informação de Perfil

  • Sexo
  • País
  • Instrumento
    Voz

Quem visitou o meu perfil

624 visitas ao perfil
  1. Os barretes e relíquias do OLX

    https://www.olx.pt/anuncio/guitarra-acuatica-urgente-IDDn3NF.html Ui ui, uma guitarra "aquática", que sonho...
  2. Os barretes e relíquias do OLX

    Acerca disso posso afirmar por ter acompanhado uma situação do género, com a única diferença sendo o tipo de artigo, que era uma televisão, e nesse caso a retoma do valor do artigo fica legalmente vinculada ao proprietário da loja que fechou. É uma situação complicada, que envolve tribunais e depende da circunstância em que a loja fechou, se foi insolvência, falência ou cessação de actividade, entre outras. Felizmente a lei portuguesa defende o consumidor. Se não fosse o caso, com a facilidade actual de abrir e fechar empresas, as burlas seriam imensas, especialmente em negócios online. Realmente, @Liquid, um representante (porque não sei se és funcionário ou proprietário) de uma loja de música ter a audácia de propor um cenário desses é algo que deve dar uma tremenda confiança a potenciais clientes. E fico-me por aqui, em relação a este assunto, porque ainda acho que estás apenas a tentar demonstrar, embora erradamente, a perspectiva vista por quem está atrás de um balcão. Mas quando a argumentação de um vendedor acerca destes assuntos é claramente de forma a esquivar-se de quaisquer responsabilidades para com os seus clientes, não é algo que me encha de confiança para realizar negócios com essa pessoa. Não estou a tecer nenhum juízo de valor definitivo por ser apenas um tópico num fórum, e espero que no decorrer desta conversa não tenha razões para tomar uma posição mais forte. No entanto, aviso já, não sou o tipo de pessoa que mesmo estando no meio se dá às indignidades da conveniência e da hipocrisia.
  3. Os barretes e relíquias do OLX

    Não vou estar a citar comentários específicos, mas respondo-vos de uma forma geral. Primeiro, penso ter sido claro quando me referi ao papel da loja enquanto garante dos direitos dos seus clientes, ninguém vai exigir que numa só loja hajam técnicos especializados em todas as marcas e todo o tipo de productos com todas as suas necessidades específicas, mas na generalidade, é importante que exista um conhecimento geral para que, sendo necessário, a loja, por parte dos lojistas ou técnicos com os quais trabalham em parceria, possam representar o cliente numa disputa com a marcar de forma informada, e claro que, isto vai muitas vezes contra o melhor interesse da loja em si. É uma das razões pelas quais as lojas pequenas, hoje em dia não conseguem competir com as "mega lojas", porque infelizmente não possuem o poder de negociação para exigirem às marcas o que seria muitas vezes apenas o mínimo razoável em casos de reparação ou reposição. O facto de estarmos em Portugal também não ajuda, o volume de vendas de uma loja londrina no período de uma semana pode ser superior a todo um ano de vendas de várias das nossas lojas combinadas, e isso, só por si, consequência da nossa economia, alheia à acção das lojas individualmente, deixa qualquer loja numa posição desvantajosa em relação a estes assuntos. Sei bem desta realidade, sei que não é fácil, também trabalhei e geri uma loja pequena, sei o que se sente quando uma marca grande se nega accionar uma garantia apresentando argumentos falsos, sei o que é, aliás, não receber sequer uma resposta clara da parte da marca, mesmo passando pelo revendedor e chegar ao ponto de ser obrigado a repôr um producto porque a marca, pura e simplesmente se nega a apresentar uma solução razoável, ou até se tornar completamente incomunicável. No entanto, o funcionamento interno das lojas é irrelevante para este tópico. Pode parecer muito frio, todos criámos até certo ponto uma relação de respeito e amizade com os nossos lojistas e técnicos de preferência, mas no fundo, isso é irrelevante. O cliente não precisa de saber como funciona o relacionamento da loja com a marca, não tem essa obrigação, e isso é inquestionável. A loja tem o dever de garantir os direitos do consumidor perante o contracto efectuado em cada venda e perante as leis que regulam o mercado. Qualquer loja que se tente esquivar a estas responsabilidades não merece consideração ou qualquer tipo de respeito, porque no fundo, não o demonstra para quem sustenta o seu negócio, que são os clientes. É importante perceber que embora a relação interpessoal seja de louvar, da perspectiva do comércio global, isso não é nada mais do que um provincianismo, e as grandes marcas sabem de que forma se comportam os clientes de diferentes pontos, ajuda-os a prever até onde podem potencialmente chegar ao "apertarem" com as lojas em situações de disputa. Por isso é que nenhuma marca, seja ela qual for, se atreve a negar garantias na Alemanha, porque para além de ser um país onde a população tem muito maior poder de compra e obviamente, de escolha, não está na natureza deles aceitarem uma garantia negada sem um esclarecimento detalhado directamente da parte responsável, algo que já não acontece no Reino Unido, por exemplo, é um país equiparado à Alemanha em termos económicos, mas a postura social é muito mais subserviente, o que lhes dá maior liberdade de exercerem pressão no retalho.
  4. Os barretes e relíquias do OLX

    @Liquid Era doce, por acaso até era, era docinho como um caramelinho. E é por tretas destas que vocês perdem clientes. Por atirarem descaradamente areia para os olhos das pessoas, porque honestamente o que dizes até é verdade, para quem não esteja por "dentro da coisa" até faz algum sentido, mas explicações dessas só tapam o sol com a peneira, e como a maioria da clientela até se deixa levar, este tipo de meias verdades continuam a dar carta branca às lojas para comerem o bolo e cuspirem as ditas "favas" na cara dos clientes. Vamos lá ver uma coisa, tal como no comércio automóvel, uma loja, equiparada neste caso a um Stand para facilitar a analogia, não é apenas uma loja. Como se trata de comércio especializado e requer uma atenção e conhecimento detalhados, as lojas são na verdade revendedores, ou agentes/postos de venda autorizados, e está na mão das lojas a principal triagem e deliberação dos serviços de garantia. Seja a loja apenas posto de venda ou revendedor directo. Então vamos lá traduzir o que disseste acima: As lojas para não criarem uma má relação com as marcas, negam, adulteram e muitas vezes nem sequer consideram uma activação de garantia como manutenção de um acordo de fornecimento que lhes é favorável, em detrimento dos direitos do seu consumidor. É mais assim. Mas ainda bem que decidiste dar o ar da tua graça acerca deste tópico. A Mr.Jack não só acabou de me perder como cliente, como também todos os meus clientes, por sorte não faltam lojas onde comprar componentes.
  5. Os barretes e relíquias do OLX

    Os direitos atribuídos ao artigo aí mencionados são provavelmente o direito proprietário e usufrutuário, neste tipo de coisas a lei é extremamente vaga, daí eu ter mencionado o pressuposto legal em relação aos contratos, que variam imenso. Mas era bom esclarecer isto com um advogado do meio, com tanta gente cá no grupo, não haverá por aí algum? Quanto à situação ridícula da mudança de cordas, é óbvio que é um caso extremo, mas posso confirmar que acontece, outro exemplo do género é a remoção de películas de protecção, como as das pickguards e pickups, supostamente, durante a garantia também não as podes remover, porque fazem parte do producto original... No entanto, essas películas e outros autocolantes, acabam por deixar marcas ou descolorações no material que às vezes são impossíveis de remover. Por exemplo, ainda tenho um círculo na pickguard da minha Explorer porque a loja se lembrou de lhe meter um autocolante a dizer "5%" (de desconto), mas como já a comprei usada, obviamente não me podia queixar, se fosse o comprador original, exigia uma pickguard nova, porque neste caso a guitarra deixou de ser produzida ainda antes de sair para o mercado, só foram feitas 100 devido a um "cease and desist" da Gibson para a Vintage.
  6. Os barretes e relíquias do OLX

    Por acaso é a Castanheira, tava a ver se alguém adivinhava! Quanto ao assunto das garantias, o que individualmente se pode achar, ou qualquer interpretação transversal da lei que se possa ter é irrelevante, não é um assunto sobre o qual eu opinaria, é um facto. O pressuposto legal é simples, todo e qualquer contrato é intransmissível, exceptuando, obviamente, quando os termos são revistos, alterados e notariados por todos os contractuantes, ou seja, uma reformulação de contracto ou uma anulação do primeiro contracto seguida da elaboração de um segundo vigente. Apresentando a factura, a loja pode eventualmente aceitar, se acompanhada de um documento que prove o NIF do comprador original, mas não são obrigados a fazê-lo.
  7. Os barretes e relíquias do OLX

    @mpexus Só uma coisa, atenção que a garantia acaba quando existe uma venda ou troca. Vejo imensos anúncios que dizem que o material "ainda está na garantia", mas isso é tudo treta. Nenhuma loja te vai aceitar activar o serviço de garantia, que é no fundo um seguro contratualizado se o material tiver trocado de mãos, o que é compreensível. Existem imensas regras absurdas em relação à perda do direito de garantia, especialmente nos equipamentos musicais, visto terem necessidades e operações muito próprias e distintas de outros productos, como, por exemplo, trocar de cordas a uma guitarra dentro do período de garantia pode ser razão suficiente para te negarem uma reparação ou reposição da guitarra. Legalmente é uma substituição particular e alienação de componente original. Não é comum, obviamente, mas conheço casos, curiosamente , todos passados na mesma loja do Porto, em que essa foi a única razão apresentada para a "violação dos termos de garantia". Portanto, muito cuidado com a "papelada" que assinam, especialmente se for material caro, porque os termos do contrato variam de loja para loja.
  8. Os barretes e relíquias do OLX

    Isso é relativo, depende do material, do estado, do valor de mercado usado realista, que depende de vários factores, etc... Essa "máxima" dos usados serem vendidos por 50% ou menos do valor "novo" é, na gíria, paleio de lojista de música, mais uma das tretas que se vão dizendo ao longo dos anos e que se ouvem repetidas imensas vezes e na maioria, sem contextualização prática. Claro que, certo tipo de material, nem 20% do valor novo vale, mesmo que esteja rigorosamente imaculado. O que se nota no mercado de usados é transversal a todo o comércio particular, onde o vendedor tenta quase sempre maximizar o lucro, e o comprador, por sua vez, a despesa. Juntamos a isto, o desconhecimento do mercado e do producto, o aproveitamento consciente do desconhecimento de parte dos compradores, e, a relação desnecessariamente hostil entre vendedores e compradores, e temos um mercado extremamente tóxico, que arrasta imensos negócios entre a ignorância e burla descarada. Quando coloco anúncios, seja em que plataforma for, ou mesmo pessoalmente, faço questão de apresentar uma descrição detalhada do producto, do estado e disponho-me sempre a demonstrar o equipamento e esclarecer qualquer tipo de dúvida, fora isso, dou sempre preferência a negócios em mão, não tanto por desconfiança de terceiros, mas para que não hajam razões para desconfiarem de mim. Com uma abordagem assim, consigo quase sempre filtrar maus negociantes e conseguir um valor justo, sem precisar de fazer descontos, fora os "5€ para a gasolina" que retiro caso o comprador se disponha a concluir o negócio rapidamente e seja amistoso na abordagem, e que faço sómente por cortesia.
  9. Descrição do Setup Geral* (40€): -Limpeza do corpo, escala e hardware; -Hidratação da escala; -Ajuste da acção e entoação; -Polimento dos trastos; -Revisão da eletrónica; -Outras necessidades específicas do instrumento; - Instalação de componentes electrónicos (+25€). Ofereço também serviços, como: -Reposição de trastos; -Troca/Instalação de componentes (pickups, potenciómetros, pickguard, hardware, etc); -Autenticação de instrumentos "vintage" ou de elevado valor. Todos os Setups têm garantia de 3 meses após a data de entrega. Mais informações por mensagem privada ou telemóvel. *(O Setup Geral não incui o preço das cordas, preferencialmente, o cliente traria um jogo no momento de entrega do instrumento. O pagamento não é antecipado, excepto o valor de qualquer componente extra a comprar durante a reparação/modificação. A duração do serviço pode variar entre duas horas a uma semana, dependendo do tipo, ou do volume de trabalho pendente e das necessidades específicas do instrumento, usualmente os instrumentos são entregues em 24 horas.)
  10. Os barretes e relíquias do OLX

    Na verdade nem por isso, mas tenho a sorte de conhecer pessoalmente master builders de ambas as companhias, dá-me acesso a informação bastante precisa. Agora, o nosso mercado é que se está a tornar numa verdadeira enciclopédia de burlões, ou melhor, uma caderneta de cromos!
  11. Os barretes e relíquias do OLX

    Imensas razões, desde o formato do corpo, o braço que nem o logo correcto tem, embora o logo de transição tenha sido usado em algumas guitarras, apenas em modelos de exposição (NAMM, etc), as marcas da furação do corpo, que são idênticas nas 3 cavidades, o que nunca aconteceria originalmente, etc. A guitarra até pode ter algumas peças originais, mas. não é uma guitarra de todo original. Qualquer gajo pode pegar em 400 ou 500€ e comprar no ebay peças que te permitem replicar qualquer Fender de qualquer época, infelizmente.
  12. Os barretes e relíquias do OLX

    https://www.olx.pt/anuncio/fender-stratocaster-1964-IDCV5d1.html Ganhei o jogo dos barretes, não ganhei?
  13. Os barretes e relíquias do OLX

    Não, fui eu que falei com o vendedor, que por acaso é um gajo impecável e não fazia ideia que a guitarra não era fidedigna. Acontece!
  14. Os barretes e relíquias do OLX

    Correcto, nem uma única peça original!
  15. Os barretes e relíquias do OLX

    Aqui fica um exemplo do que me referia nos posts anteriores. Neste caso, não verifiquei as mensagens durante um dia, e foi desta forma que fui abordado pelo "interessado". Estes infelizes acham que conseguem descontos dirigindo-se assim a um vendedor... enfim.