pgranadas

Membro
  • #Conteúdo

    4233
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

1958 Reputação Brutal

Sobre pgranadas

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Luxemburgo
  • Cidade
    .
  • Instrumento
    Escolhe

Quem visitou o meu perfil

4522 visitas ao perfil
  1. Ergon Guitars

    E comi são a nível de conforto e de braço? Nota-se alguma ou clara diferença das demais? Tal como o @tmo, também a mim é aí que reside o ponto Uau, ou a falta dele para que um instrumento justifique um maior investimento, também associado a uma construção que garanta uma estabilidade e durabilidade, como é obvio, mas um instrumento até pode ter uma boa construção a nível de rubustes, mas não ser confortavel ou apelativo.
  2. Gravar em casa

    Pena eu perceber pouco da coisa, porque até há uns lá interessantes a nível de preço. Resta saber se são os adequados, como os utilizar, etc....
  3. Gravar em casa

    Já agora uma questão se me permites @resolectric... Há duas categorias distintas de DI's, as passivas e activas. Na tua opinião, na gama de baixo custo para uma modesta utilização em casa, qual o sistema que recomendarias precisamente para este tipo de uso caseiro?
  4. Gravar em casa

    Estava-me a referir mais especificamente as DI's que foram faladas, com emulações nelas próprias, mas expliquei-me mal e pela metade, sem qualquer sombra de dúvida.
  5. Gravar em casa

    Por acaso, eu que não pesco grande coisa da poda (ou mesmo nada), comecei por usar as guitarras e o baixo directamente ligadas à interface. O fabricante nas instruções assim o diz para o fazer. Mas um dia lembrei-me da DI da Behringer que estava guardada numa caixa sem uso, e resolvi experimentar. Notei claras diferenças. Não é que antes soasse mal, mas depois soava ainda melhor, e passei a usar sempre a DI. Me pergunto se soará ainda melhor com uma outra DI de outra marca, mas sem ter certezas, não arrisco a comprar para já uma. Estou num entanto a falar de uma DI, que apenas faz unicamente isso, converte o sinal e nada mais. Para emulações, uso software, e estou satisfeito com os resultados. Resumindo, o meu setup é, guitarra/baixo -> DI -> Interface -> e DAW com VST Amplitube, GuitarRig ou Helix + Virtual Mix. Para o Baixo o especificamente, tenho um preset no Amplitube, com uma ajudinha do Virtual Mix, que me têm enchido as medidas. O Amplitube simula o amplificador, coluna e micro, já o Virtual Mix simula a consola e o compressor, dando o calor e push que faltavam.
  6. Avicii -RIP

    Com apenas 28 anos, conhecido DJ e compositor de vários sucessos, faleceu no dia 20.
  7. new GAS

  8. Lulz e Mêmes musicais

    Cada um é como cada qual. Faço todos os possíveis para não me focar nas limitações dos outros
  9. new GAS

    Foi precisamente por isso que estava aqui a meditar nos pros e contras de sustainer vs ebow. Não creio que o ebow seja eficaz se o objectivo for fazer acordes, mas por outro lado, parece ser mais fácil de dominar em solos. O ideal era ter os dois...LOL
  10. new GAS

    @tmo, desculpa a minha ignorância. No sustaniac, ele actua em todas as cordas, e tens de "abafar" as restantes, certo?
  11. Lulz e Mêmes musicais

    Ainda há esperança para o rock...
  12. new GAS

    O original custa 89€, 69€ não considero um preço convidativo e preferia comprar o original, que está mais que comprovado na sua eficácia e qualidade.
  13. new GAS

    69$!!!!! Para isso já havia o original...
  14. Pickguard Jackson RR3

    Exacto....
  15. Pickguard Jackson RR3

    Fazia, mas deixei de fazer.