pgranadas

Membro
  • #Conteúdo

    4516
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Feedback

    0%
As minhas Músicas Preferidas

Reputação

2292 Reputação Brutal

1 Seguidor

Sobre pgranadas

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Luxemburgo
  • Cidade
    .
  • Instrumento
    Escolhe

Quem visitou o meu perfil

5859 visitas ao perfil
  1. Comprar microfone sem fios

    Boa compra. Sou mais fã dos micros Sennheiser, mas com esse clássico não há que errar.
  2. Os barretes e relíquias do OLX

    Diz Fender atrás, e um amigo disse que Fender são guitarras de topo.
  3. Melhores plugins ( Pagos e Free)

    Compressor a valvulas de um unico knob. https://www.native-instruments.com/en/products/komplete/effects/supercharger/ Guitar Rig 5 versão gratuita. https://www.native-instruments.com/en/products/komplete/guitar/guitar-rig-5-player/ Mais um synth. https://www.native-instruments.com/en/products/komplete/synths/mikro-prism/
  4. Comprar microfone sem fios

    Compara com o sistema QLXD24/Beta58 S50. O blx permite usar até 7 micros em simultâneo (teoricamente) no qlx podes seleccionar no micro e na base, qual a frequência que pretendes. Neste caso sim, pouco importa onde esteja, posso com segurança usar o meu sistema.
  5. Comprar microfone sem fios

    Qualquer microfone com frequência fixa, está sempre sujeito a haver algo na mesma frequência e não se pode ajustar, por isso não iria para o blx24. Digital ou UHF, o « segredo » é sempre o mesmo. Um emissor e receptor de boa qualidade superam eventuais dificuldades. Por isso tudo depende das necessidades que se tem e dos ambientes em que se vai usar. Se a ideia é poupar, um bom cabo continua a ser fiel em qualquer situação.
  6. Gravação com má qualidade

    Um micro usb não permite a utilização posterior de um pré, não permite ser utilizado em outras aplicações, e não resolve problemas de latência. Nem sei porque raio há micros de qualidade em versão usb. Só serve para sacar dinheiro a pessoas mal informadas que depois o vão meter de lado, trazendo desprestígio para a marca que vende algo que não resolve problemas e se torna obsoleto rapidamente. Por outro lado, um micro XLR ainda estará provavelmente em uso daqui a 50 anos e pode ser utilizado em N situações em qualquer parte do mundo.
  7. Comparação de cabos (exaustiva!)

    Só 79!!! De qualquer forma, relativamente a cabos já há algum tempo que não compro nada feito. Comprado a metro e fichas de qualidade, consigo ter cabo superiores ao que se vendem nas lojas como sendo de boutique, sendo de qualidade bem superior e a bem menor custo. Para a guitarra uso o Sommer LLX com Neutrik douradas e silent plug no lado da guitarra. Comprado feito, nem imagino em quanto ficaria algo equivalente.
  8. Melhores plugins ( Pagos e Free)

    Quatro sintetizadores gratuitos http://www.trapdooraudio.com/
  9. Gravação com má qualidade

    Não te iludas, uma gravação efectuada com uma placa de som embutida num pc, nunca pode ser considerada de «boa qualidade ». É sempre, ou má, ou horrível. Para gravação em computador, um interface não é uma opção. É um « must ». Pode ser uma das mais baratuchas da Behringer que ronda unn 40€, ou mesmo de ocasião para se poupar uns trocos (mas eu não arriscaria a menos que saibas o que estás a comprar), os cento e tal euros que custa uma Focusrite são um investimento seguro e de longo prazo mais do que justificados.
  10. Os barretes e relíquias do OLX

    Permite-me a correção Infelizmente a educação, a cordialidade e o respeito estão praticamente extintos. Não é só em Portugal, isso extende-se a todo o lado, e se cruzares com turistas chineses ou americanos, o fenómeno eleva-se exponencialmente, são umas espécies que se acham superiores e acham que podem fazer tudo o que querem. Resta aos que ainda teem esses antiquados hábitos sociais, resistir ao máximo às más influências, para que a extinção não seja definitiva.
  11. Tendências e futuro da música

    A porra toda, é que até chego a pensar, que há gente que até tem medo de fazer uma melodia nas suas musicas. Porquê? Porque quase inevitavelmente, vai soar a algo já feito por alguém em algum lugar. E mesmo que não soe de forma igual, haverá provavelmente um calhau com olhos num tribunal qualquer, a dizer que aquilo é plágio. Por isso, apesar de concordar com a proteção da obra criada e com os direitos de autor, tal como nas artes plásticas, deveria haver um factor de limite. Ou seja, copiar, naturalmente seria plágio, usar a mesma melodia, teria que ser autorizado, mas porque apenas soa parecido, é um exagero que bloqueia a criatividade e limita os autores. veja-se o estupido caso da música da Katie Perry, Whitehorse. Não a defendo e estou longe de ser fan dela, mas achar que a música é um plágio de uma treta qualquer de um râper, só porque usa um arpégio repetitivo ao longo da música, com quase o mesmo número de notas, e nem sequer as mesmas notas, mas o som è semelhante, foi considerado plágio.... Pronto, sendo assim, deixo o alerta, para que nunca na vossa vida componham algo para piano, não vá alguém vos processar porque usam o mesmo som.
  12. Inspiração

    Subscrevo.
  13. É o mesmo com VW, Mercedes, bosch e por aí a fora. Ja lá vai o tempo em que se fabricava para durar. Quando meto um Korg Wavestation ao lado do meu M50, é da noite para o dia a qualidade de construção.
  14. Guitarras estranhas

    Este sim, pode afirmar de que inovou algo.