Procura na Comunidade

Resultados de tags 'microfone'.



Mais opções de busca

  • Buscar por Tags

    (Opcional) As tags ajudam a encontrar este conteúdo. Escrever tags separadas por vírgulas.
  • Buscar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Geral
    • Discussão Geral E Cultura
    • Apresentações
  • Divulgação
    • Bandas
    • Showcase
  • Teoria Musical
    • Teoria e Composição Musical
  • Guitarra
    • Guitarra
    • Amplificação
    • Pedais e Efeitos
    • Instrução e Técnica
  • Baixo, Bateria, Teclas, Voz e Outros Instumentos
    • Baixo
    • Voz
    • Bateria e Percussão
    • Teclas - Pianos, Arranjadores e Sintetizadores
    • Outros Instrumentos
  • Faça Você Mesmo (DIY)
    • Projetos de DIY
  • Som
    • Estúdio
    • Ao Vivo e em Palco
    • Vintage e HiFi
  • Novidades e Ajuda
    • Novidades e Regras da Comunidade
    • O Forumusica: ajuda e opiniões

Categorias

  • Bandas

Categorias

  • Busca Músicos

Categorias

  • Guitarras e Baixos
  • Peças Guitarra e Baixo
  • Bateria e Percussão
  • Pianos e Teclados
  • Amplificadores de Instrumentos
  • Pedais e Efeitos
  • Coisas para DIY
  • Áudio Profissional
  • Outros Acessórios
  • Outros Instrumentos
  • Livros e Revistas
  • Álbuns e Bilhetes
  • Salas de Ensaio

Categorias

  • Técnicos e Luthiers
  • Lojas
  • Formação e Ensino
  • Estúdios
  • Salas de Ensaio
  • Aluguer de Som e Luz
  • Fotografia e Imagem
  • Produtoras e Editoras
  • Importadores
  • Fabricantes
  • Desenvolvedores de Software Musical
  • Bares e Sítios para Tocar
  • Outros Serviços para Músicos

Categorias

  • Guitarras e Baixos
  • Bateria e Percussão
  • Pianos e Teclados
  • Sopro
  • Áudio Profissional
  • PA
  • Acessórios

Categorias

  • Dicionário

Categorias

  • Guitarra
  • Baixo
  • DIY
  • Gravação

Calendars

  • Concertos
  • Workshops

Encontrado: 8 resultados

  1. J

    Boas Não sei se será o fórum mais indicado para pôr a questão mas cá vai Visto que é um processador duplo É possível ligar a um lexicon MX 200 por exemplo dois micros um em cada input ? E usar um canal para cada micro independente
  2. Com as novas tecnologias tornou-se muito fácil ter um estúdio em casa. No entanto, há várias coisas que devemos ter em conta. Nomeadamente, a quantidade de dinheiro que queremos gastar, o que já temos e podemos utilizar, e o que queremos gravar. (Quem quer gravar guitarra acústica e voz se calhar precisa de menos material de uma pessoa que queira gravar uma banda inteira, ou pelo menos, poderá talvez gastar um pouco mais num microfone mais caro, que capture exactamente o que quer. O setup para que vamos apontar é para o mais modesto possível, mas que ainda assim nos permita ter resultados satisfatórios para (quase) todas as ocasiões. Assim, vamos dividir este tutorial em várias partes: 1. Prioridades 2. Computador e Placa de Som/Software 3. Material de gravação: a) monição e c) microfones 4. Pesquisa e sê Criativo Este tutorial é feito com base na minha experiência de amador, pelo que aprecio que me sejam corrigidos todos os erros. Espero, ainda assim, ajudar e incitar ao diálogo. No fundo, é um tutorial de nabo para nabo, o que pode ser que torne as coisas um pouco mais simples Antes de começar qualquer tipo de investigação devemos perceber o que vamos gravar, quais são as condições em que vamos gravar e onde queremos gastar mais dinheiro. Quando comecei a comprar material de gravação já tinha um bom material de guitarra. O meu objectivo sempre foi gravar guitarra eléctrica e voz. Como tal, um microfone cardioid seria o suficiente. Se quisermos gravar guitarra e voz ao mesmo tempo, devemos ter em atenção o ruído do espaço onde será, normalmente, feita a gravação para perceber se podemos usar um microfone omnidirecional, ou se deveremos optar por um set de dois microfones . Felizmente, para a quantidade de pistas de que estamos (normalmente) a falar, não é necessário ter um computador com um grande processador para se conseguir fazer boas gravações, por isso em princípio poderemos utilizar a "máquina" que temos por casa. Outra coisa boa, é que com as placas de som USB, deixa de ser "necessário" fazer modificações ao computador. Cheguei a experimentar softwares de guitarra e simuladores de coluna no computador, mas nunca cheguei a ficar satisfeito com os resultados (confesso, talvez por falta de esforço da minha parte). Resolvi optar por uma placa de som da focusrite (Scarlett 2i2) que tinha boas reviews. As Line 6 UX costumam ter boas reviews nos foruns e a M-audio (fast track) que experimentei era muito boa para o preço também. Quanto a Software, temos de perceber se queremos investir, ou se queremos ficar pelos freeware. Quando comprei a focusrite, que veio com o Ableton Live Lite. Foi muito fácil adaptar-me ao programa para fazer as coisas mais básicas. As coisas mais complexas, aprende-se através dos tutoriais. Dentro do software, também é muito importante percebermos o tipo de som que queremos fazer. O Fruity Loops já foi muito usado para música electrónica, mas é de difícil adaptação, o ableton é muito usado ao vivo porque se foca nos loops e o audacity, o mais limitado dos que já usei, no fundo só dá para fazer uma edição muito básica do som. Quanto a monitores diria que o melhor é termos várias opções à nossa disposição (como sempre ouvimos dizer, escutar a música em diferentes fontes de áudio, em casa, no carro, com phones, headphones, etc). Para usar em casa, e sei que alguns técnicos de som discordam disto, a opção mais prática e eficaz, são os headphones. Hoje em dia com relativamente pouco dinheiro compra-se uns headphones decentes (claro que quanto mais gastarmos, mais definição temos) que nos permitem fazer uma mistura que "não envergonha". Do que experimentei, tenho tendência a gostar dos Sennheiser, embora já tenha lido boas críticas a outras marcas como os Shure, Superlux. Deixei, talvez, o mais importante para o fim. De todo o set, aquilo em que notei mais diferenças foi na escolha dos microfones. No meu caso experimentei Cardioid, Condensador e Ribbon, tendo acabado por preferir a última opção. Talvez seja aqui também aquilo em que compensa (na minha opinião) gastar mais dinheiro. Se há coisa que torna as tarefas mais desafiantes são as limitações. Os Beatles serão talvez dos exemplos de maior criatividade (na luta contra as limitações da época) que se pode ter em estúdio. Não é preciso pesquisar muito para encontrar baterias gravadas com dois microfones: Que soam gigantes porque foram gravadas numa casa banho com qualidades sonoras específicas, ou EPs gravados em cassette com 8 track recorders (https://wettnurse.bandcamp.com/track/satans) ou este álbum do Frusciante gravado num four-track recorder: Posto isto, só me resta dizer que pesquisar e brincar é, para mim, grande parte do que é "gravar". Gosto de procurar novos sons, estéticas, distâncias e cruzamentos entre microfones, hi-fi com lo-fi, etc.
  3. Tutorial - Do que precisa um home studio? Resumo: Este tutorial é feito com base na minha experiência de amador, pelo que aprecio que me sejam corrigidos todos os erros. Espero, ainda assim, ajudar e incitar ao diálogo. No fundo, é um tutorial de nabo para nabo, o que pode ser que torne as coisas um pouco mais simples ... Ver este tutorial completo
  4. Boas malta! Queria pedir a ajuda dos mais experientes neste campo. A minha ideia é dividir o sinal que sai do microfone em dois, em que o 1º sairia para a mesa directamente e o 2º passava por um ou dois pedais de efeitos e seguia também para a mesa. À partida parece ser algo simples de fazer, mas não sei se pode acarretar algum problema de ruído por exemplo. Para este efeito já vi que existem cabos em "Y" que poderiam servir, um pedal tipo ABY, ou um signal splitter que me parece mais fiável; deixo a imagem do Millenium SP31 que parece ser à partida uma solução bastante económica . Agradeço os vossos bitaites! Cumprimentos
  5. Galera canto a algum tempo já(Sertanejo) mas nunca tive meu próprio som, e não entendo praticamente nada de som, gostaria de saber que tipo de som eu preciso, quero gastar pouco mas de um forma que não me arrependa depois, faço show para uma media de 250 - 500 pessoas algumas vezes até mais, preciso comprar os equipamentos mas não entendo de marca e nem de potencia, a lista do que tenho em mente é a seguinte. 1º DUAS CAIXAS COM PEDESTAIS. 2º UMA MESA DE 5 A 8 CANAIS 3º 2 MICROFONES Alguém pode me informar marcas e modelos dos equipamentos citados acima com valores mais em conta? Obrigado desde já!
  6. Olá caros amantes da música, Eu adquiri um microfone da marca Arcano modelo BKU-01, USB, é ótimo para gravação no computador e tal, mas queria saber se existe alguma forma seja la quais forem minhas opções, de conectá-lo em uma caixa de som ou amplificador para utiliza-lo como microfone convencional, para amplificar minha voz e utilizar em algum show pequeno que eu vá fazer, gostaria disso tendo em vista que a qualidade dele é muito superior, então gostaria de saber se existe esta opção ? Vou deixar o link do microfone para título de informação. http://www.arcanomusic.com.br/produtos/usb-black-01/132
  7. Olá caros amantes da música, Eu adquiri um microfone da marca Arcano modelo BKU-01, USB, é ótimo para gravação no computador e tal, mas queria saber se existe alguma forma seja la quais forem minhas opções, de conectá-lo em uma caixa de som ou amplificador para utiliza-lo como microfone convencional, para amplificar minha voz e utilizar em algum show pequeno que eu vá fazer, gostaria disso tendo em vista que a qualidade dele é muito superior, então gostaria de saber se existe esta opção ? Vou deixar o link do microfone para título de informação. http://www.arcanomusic.com.br/produtos/usb-black-01/132
  8. Micar um amp de guitarra é uma tarefa que pode ser mais fácil. Aqui vão algumas dicas!Quando ouves um riff de guitarra, provavelmente não imaginas como foi gravado. Será que foi num chão com um tapete? O microfone estava a 5 ou a 30 centímetros? Mas são esses detalhes que contribuem para o som que ouves na gravação. Então, como é que se mica o som de uma guitarra elétrica? Em primeiro lugar, tu queres gravar o amplificador. Enquanto que a guitarra pode ser gravada diretamente (e atualmente há muitas opções, mais ou menos virtuais até!), há muitas vezes em que nada substitui o som real do amplificador. Os amplificadores de guitarra tem etapas de amplificação que facilitam aquele "crunch". Enquanto que a modelação digital e sistemas de processamento têm o seu lugar (e de certa forma, são cada vez mais omnipresentes) podem não ter o mesmo realismo que o som de um amplificador. Um pequeno amplificador de guitarra pode ser tão eficaz para esta tarefa como uma stack brutal, isto porque não precisas de levar o amp ao volume máximo. Em vez disso, vais querer aumentar o ganho do pré amp para atingir a quantidade certa de distorção. Tipicamente, um amp de guitarra é micado perto para atingir o maior som direto. Colocar o microfone a uns 10 centímetros da grelha da coluna, apontado diretamente ao centro do speaker dá o som mais "edgy", com mais presença e agudos. Se mexeres o microfone, o som começa a fica mais macio. Agora, se vais colocar um microfone muito perto do amp, é melhor veres se o microfone suporta grandes pressões sonoras (SPLs - Sound Pressure Levels). Não tem necessariamente que ser um microfone dinâmico, um microfone de condensador (ou dois ) podem ser o suficiente. Um bom microfone de instrumento pode desempenhar bem a sua tarefa em vários instrumentos, inclusivamente numa coluna de guitarra. A distância a que se põe o microfone da fonte não é a única coisa que afeta o som. A orientação do microfone influi muito. Apontando mais o microfone "off axis" (fora do eixo do speaker) para a parede vai adicionar mais "room sound". Aqui, a experimentação é um fator chave para atingir o som que pretendes. Podes usar dois microfones: um mais perto da grelha e outro um bocadinho mais longe: desta forma vais captar o som da cab mas também o som do quarto uma vez que é refletido também pelas paredes. Um microfone de fita também pode dar essa mistura de som da cab e do quarto. A figura de captação em 8 capta o som da frente e da traseira do microfone sem necessidade de posicionamentos "criativos": é para isso que são feitos os microfones de fita. O posicionamento do amplificador também é outro fator importante. Se o amplificador fica em cima de um chão alcatifado, a quantidade de brilho e claridade no som vai diminuir. Da mesma forma, elevar o amp do chão vai fazer com que o som seha pobre em low end. Para ter um som muito reverberante, há quem use o amplificador num sítio cheio de azulejos... sim, na casa de banho!! Os azulejos duros e outras superfícies refletoras podem fazer maravilhas para um som muito "morto". Neste caso, põe o microfone mais longe do speaker e... aumenta o volume!! Micar um amp de guitarra tem muito de experimentação, mas estas são dicas úteis. Quem sabe se não inventas uma melhor captação que as conhecidas?? Clica aqui para ver o artigo