abrito

Amp a válvulas feito cá em casa



Posts Recomendados:

shampooper    0

Eu sou realmente nabo no que diz respeito a este assunto. Já fiz um ou dois pedalitos, tenho alguns conhecimentos de electrónica e dou-me bem com o ferro de soldar mas não entendo ao pormenor o funcionamento de um amp.

A minha ideia era a de ter os controlos básicos de gain e tone para conseguir, através do primeiro, controlar o overdrive do amplificador e depois ter um controlo de volume/master que controlasse simplesmente o volume do amp, o nível de decibéis, por assim dizer. Ou seja, aquilo que acho que é o normal em todos os amps (pelo menos a transístores) em que se controla o overdrive num sítio e o volume noutro.

Não sei se estará a escapar-me a alguma coisa, mas para este propósito, o tal "master volume" nas válvulas de potência seria o indicado, ou é no poweramp que se consegue o overdrive?

Obrigadíssimo pela paciência.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tcgomes    0

Boas,

Se não estou em erro, também se consegue um overdrive com o master volume (volume do poweramp), mas é necessário meter o amp no máximo. Não sei se o volume do préamp é o como "gain", ai tem de ser alguém mais experiente nisto.

Abraços.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
abrito    1

Caro João,

Estou a ver que o "master" está a causar alguma confusão e vou tentar explicar porque o utilizei já que não é muito comum, apenas encontrei 2 ou 3 modelos que o utilizam.

Para começar vamos separar o amp em 3 secções:

O pré, que podem ver o esquema que utilizei mais atrás e que é basicamente o JCM800, tem o "gain" no início e o "volume no fim" permitindo levar as válvulas a saturar mas baixar depois o volume permitindo manter a distorção mas regular o volume do som. Isto faz com que apenas estas vávulas distorçam. Só a volumnes altos é que as secções seguintes distorcem, permanecendo limpas a volumes mais baixo.

No esquema seguinte do Ampmaker PP-18 podem ver as duas secções seguintes:

A primeira válvula faz o inversor de fase (2ª secção) e alimenta as 2 válvulas de saída (3ª secção e andar de potência).

Na maior parte dos amps, para distorcer estas 2 secções é necessário levar o amp ao limite o que não será muito bom para usar em casa.

Uma forma de distorcer a válvula do inversor de fase é colocar o controlo de volume depois desta válvula como utilizado, por exemplo, no Orange Tiny Terror:

http://www.prowessamplifiers.com/schematics/orange/Tiny_Terror.html

Assim só sobram as válvulas de potência que precisam de volumes altos para distorcer.

Na verdade não gosto muito do som da válvula do inversor de fase a distorcer e prefiro mais controlo do som pelo que, optei pelas 2 soluções, um volume antes desta válvula, solução mais comum na maioria dos amps; e o master depois (como no tiny terror) para poder dar um pouco mais à válvula mas poder controlar quanto.

A maior utilidade que este master tem neste momento até nem é essa mas o poder baixar a saída para poder utilizar altos ganhos a baixos volumes de som. Isto é, se aumentar muito o ganho e quiser que não me batam à porta, um pequeno toque no volume e o som fico logo muito alto. Solução? Baixo o master e problema resolvido. É essencialmente uma questão de versatilidade e não algo muito importante. Consigo assim ter um amp que pode tocar (mesmo) muito baixo ou mandar a casa abaixo.

Outra coisa que ajuda para tocar em casa é o comutador de potência de saída que utilizei e que poder ver aqui:

http://www.ampmaker.com/infocentre/thread-25.html

Podes ver também o SL-18 que já foi kit oficial mas já não é (podes ver as razões no link), de qualquer modo ele funciona e ainda é vendido mas sem suporte.

Podes ver também a alteração que um cliente fez para ter mais ganho e que inclui o "master".

Se te entendes com o ferro de soldar podes comprar apenas as peças e não o kit já que tens todas as informações no site e fica mais barato.

O único problema é que tens de fazer a "turret board" já que só o kit a traz feita mas não é difícil de fazer.

A vantagem de não comprar o kit (além do preço) é que podes alterar o esquema para o que quiseres, algo como um misto do PP-18 com o Tiny Terror parece-me ser o que procuras. O Sl-18 é muito interessante e mais versátil com os controlos de tonalidade separados mas podes retirá-los e colocar só o tone e tens a base do Tiny Terror. Se reparares nos esquemas verás que são muito parecidos.

Espero ter ajudado e se tiveres mais dúvidas ou precisares de ajuda para adaptar algum destes esquemas avisa.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
shampooper    0

Muito obrigado pelo esclarecimento. Realmente, pelo que entendo, o PP-18 só tem mesmo o gain e não tem volume (ou ao contrário?), o que faz com que o nível de overdrive seja obrigatoriamente proporcional ao volume do amp. Ora, se eu der numa de tocar Slayer, não posso tocar com aquilo no clean nem posso matar o pessoal à volta... :facepalm::D

Em relação ao SL-18, eu enviei-lhe um e-mail a perguntar se era possível vender o kit como dantes sem suporte na mesma mas parece que está de férias até 17 de Setembro (hoje são 20, mas acho que em Londres o fuso horário é GMT+150000 :D ). Pareceu-me realmente mais versátil mas agora que me deste a ideia de pôr o pré do tiny terror parece-me realmente uma boa ideia e, coisas à parte, preferia realmente construir uma coisa menos "stock". A razão para não ter considerado essa hipótese é realmente o facto de me ter parecido bastante mais fiável a opção de ter já tudo explicadinho e sem margem para erros.

Uma dúvida que tenho, encarando esta possibilidade da mistura de dois circuitos, é se ficaria muito mais caro (ou difícil) pôr-lhe uns 30 watts ou assim. Eu ensaio com P.A. e o amplificador seria para ligar a uma 4x12, pelo que não tenho grande necessidade de potência, mas os 30 watts parecem-me ser o standard mais baixo para concertos em geral.

Seja como for, vou então fazer uma pesquisa acerca disto e decidir-me. Parece-me uma óptima ideia, a do tiny terror e, por outro lado, o JCM 800 também é (muito) aliciante. Vou ver o que mais posso fazer. Entretanto, decidindo-me pelos esquemas a utilizar, peço-te então ajuda para fazer a coisa funcionar em conjunto. Apercebi-me também agora que tenho que estudar melhor isto dos circuitos, fiquei estranhamente confuso a olhar para o do tiny terror. :unsure:

Obrigadíssimo pela paciência e pelo pormenor. :)

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
abrito    1

Boas,

Para primeira construção acho que o SL-18 é a melhor opção, acredita que 18W são mais que suficientes principalmente num 4x12.

A vantagem está, como dizes, em ter tudo explicado. Não me leves a mal mas, se dizes isto, é porque a tua experiência não será muito grande.

Dizes que já construíste pedais e que gostas de eletrónica, um amp a válvulas não é mais complicado nem mais difícil de fazer mas a grande diferença é se existe algum erro. É que erros com 380V tendem a ser chatos.

Com um kit comprovado e já que tens jeito com o ferro de soldar, não terás dificuldades em construir o amp, mais tarde podes usar o que aprendeste para alterar o projecto se assim quiseres.

Não sei se reparaste na placa do meu amp, mas estão lá alguns furos sem "turrets", isto é porque eu comecei por montar o esquema do SL-18 e fui fazendo alterações. É um bom amp e com um pedalito na entrada podes ter bastande distorção.

Acabei por alterar o meu porque nunca estou contente com nada e aprendi o suficiente com o outro esquema.

O importante é manteres os fios de ligação curtos e as ligações bem feitas e muito cuidado com os fios de ligação multifilares, certifica-te que nenhum fio fica mal enrolado e toca noutro, muitas vezes são difíceis de ver. Verifica todas as ligações várias vezes.

Lê bem o manual de montagem pois tens boas dicas lá.

Vai dando notícias e, se precisares de ajuda avisa.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
shampooper    0

Muito obrigado. Vou mesmo dar início à construção do PP-18 e entretanto faço a modificação para o SL-18. Criei um tópico para não estar a encher o teu de dúvidas:

Neste momento só me falta uma coisa para avançar: o ampmaker continua de férias, não consigo contactar com o responsável nem por e-mail nem por telefone, pelo que vou ter que arranjar os componentes noutro sítio. A maior parte dos componentes não traz qualquer problema, mas não tenho certezas quanto a escolher transformadores. Vou agora dar uma olhada na tube-town e vou postar lá os que achar apropriados para ver se aprovam.

Abraço

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora