pierced brosman

The New Pedalboard topic



Posts Recomendados:

ncarmona    430
há 16 horas, Diogo_Greg disse:

1º o preço é proibitivo para a minha carteira neste momento (tem que ser entre os 500€ e os 750€) e quero um combo, que até pode ser de 10'' dependerá do amp em questão, nada de cabeças e colunas, já chega de caixas a pesar mais que eu;

2º não procuro um amp para "crankar" mas sim uma base para a pedais, com um clean quase "Fenderish", TMB e um master para domar o animal (daí o headroom) e não mais que isso. Nem sequer reverb precisa de ter (odeio reverb de molas. Eu sei, espanquem-me..), tenho um Reflection que tem uma plate de estudio deliciosa e acho que isso diz tudo =D, um fx loop é sempre interessante mas nada de realmente necessário.

 

Não era uma proposta. Era uma sugestão ;).

 

O Victory V40 não é para "crankar": tem montes de headroom e tem master. Além disso tem vários voicings que vão desde o "Fenderish" e algo mais "Marshall".

https://www.victoryamps.com/v40-the-duchess

Concedo que seja caro, mas é leve, do melhor para tocar com pedais (pelo menos foi desenhado para isso) e olha que um combo vai-te dar mais cabo das costas que o mesmo set em head + coluna. Falo de experiência própria. A cabeça do Victory  pesa 8Kg (!!!) e uma cab decente pesa entre 13 e 15kg. Não é nada mau. A maior parte dos combos comparáveis pesa tanto ou mais que a soma dos dois.

O Fender Hot Rod Deluxe pesa menos que os dois somados e fica abaixo dos 900EUR (novo), talvez seja o ideal para ti. Se queres amplificador a válvulas, com headroom que seja capaz de "competir" com uma bateria tens de ir para um amp com um mínimo de 30W.

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
sergio.cunha    286

Teoricamente, o novo Marshall origin poderá ser uma boa opção para ti. 1 canal com boost, Master volume, Fx loop e sem reverb. O 50c fica a 777€ novo portanto também não foge muito do orçamento. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Diogo_Greg    9
On 20/06/2018 at 20:38, Coelho135 disse:

Obrigado. Estava de facto a referir-me ao cabo que mencionas no fim.

Quando vi o cabo pensei: "Mas aquele formato é a de uma bobine e quanto mais alta for a frequência maior a indutância e maior perda de agudos".

Mas como tu dizes que não é perceptível, óptimo. Já fiquei a conhecer algo que desconhecia.:yes:

Ainda bem que consegui desfazer a tua duvida! ;)  Mas bora lá baralhar isto mais um bocadinho..

Tens toda a razão quando falas da perca de agudos e de que uma bobine cria um inductor que te altera o registo do espectro, principalmente nas areas mais altas, além do tamanho do cabo aumentar os valores de "capacitância" (será que existe alguma palavra em português, sem ser do Brasil, para isto?!) que filtra os agudos, mas estamos a falar de valores muito baixos, na ordem das muito poucas dezenas de picoFarads se tanto, que neste caso não me é perceptivel, pelo menos eu não o sinto e outros que estiveream comigo também não.

Fiz um blind test com um par de amigos com dois cabos quasi iguais, este e o Monster Cable de 6m mas sem ser coil e nem eu nem eles conseguimos ouvir qualquer diferença que fosse além dos nossos belos pregos a tocar :D.

Mas atenção pode ser audivel, principalmete quando falamos de cabos de grandes dimensões, acima de 20m com toda a certeza que vais ouvir diferença, abaixo disso é muito dificil que tal aconteça ou que seja de uma forma que comprometa o "tone". É, e na minha opinião, muito mais importante a qualidade geral do cabo, a sua construção e robustez , a forma com a malha é entrançada, a quantidade, qualidade e diametro do fio de cobre utilizado para, os materiais mais ou menos exóticos, etc.

Sou técnico de audio de profissão e costumo trabalhar muito em televisão, quase sempre com unidades de exteriores e não são poucas a vezes em que trabalho com cabos que excedem os 1000m, sendo 200m o minimo nos multicores mais utilizados e garanto-te que na régie e com uma escuta cuidada não sentes uma diferença que te diga que não consegues "sacar" um bom som, entre os 200m e os 1000m não há diferença alguma, pelo menos para mim. Acima do 1000m costumo utilizar uma stagebox activa pelo meio para fazer de buffer para os próximos 200/300/500/1000m (...), não colocando este "buffer" já há uma diferença que te pode arruinar completamente o trabalho e não, não há mesa nem processo de sinal que te safe ;) .

Atenção, estou a falar de cabo de qualidade, independentemente da marca, com um cabo manhoso até um chicote de 30cm te pode f*der a vida :D. Ah! e estamos a falar de sinais balanceados e não de alta impedância, é uma história um bocadinho diferente mas a fisica e matemática são as mesmas, só mudam os valores das variáveis. O calculo e fenómenos electro-acústicos são os mesmos.

Mas como tudo na vida isto é a minha opinião, que vale o vale e não é uma verdade universal (existem por aí muitos estudos a defender ambas a partes, se quiseres aprofundar o conhecimento o google é amigo ;) ) e com toda a certeza haverá quem tenha uma opinião diferente/contrária à minha que tenho todo o prazer em debater, pois estamos sempre a aprender  ;).

 

On 21/06/2018 at 09:14, ncarmona disse:

Não era uma proposta. Era uma sugestão ;).

 

O Victory V40 não é para "crankar": tem montes de headroom e tem master. Além disso tem vários voicings que vão desde o "Fenderish" e algo mais "Marshall".

https://www.victoryamps.com/v40-the-duchess

Concedo que seja caro, mas é leve, do melhor para tocar com pedais (pelo menos foi desenhado para isso) e olha que um combo vai-te dar mais cabo das costas que o mesmo set em head + coluna. Falo de experiência própria. A cabeça do Victory  pesa 8Kg (!!!) e uma cab decente pesa entre 13 e 15kg. Não é nada mau. A maior parte dos combos comparáveis pesa tanto ou mais que a soma dos dois.

O Fender Hot Rod Deluxe pesa menos que os dois somados e fica abaixo dos 900EUR (novo), talvez seja o ideal para ti. Se queres amplificador a válvulas, com headroom que seja capaz de "competir" com uma bateria tens de ir para um amp com um mínimo de 30W.

 

Ahahaha!!.. desculpa era sugestão que queria dizer, a semântica é tramada!

Eu fiquei com a sensação que soa muito melhor quando bem atacado e não em registo de baixo ganho e volume elevado, talvez tenha visto as reviews erradas mas de qualquer forma fiquei apaixonado pelo bicho.. que raio, ainda o vou comprar para depois ficar a olhar para ele a pensar: "mas que estupidez.." :D

Quanto ao peso e isso tudo, quando falo de não querer cabeça e coluna não tem só haver com o peso mas também por ser uma peça só e não duas, uma flight case em vez de duas, etc. Isso, e de eu ser um pouco fanático por combos, panca minha, tende paciência..

Mas estou aberto a sugestões e opiniões, as quais agadeço muito!! Estou mesmo indeciso e a precisar de um amp com alguma urgência, vou tocar este fim de semana com um TinyTerror emprestado, vou ligar na mesma o iRig que me cheira que vai dar cagada :D

Cheguei a equacionar o HotRod mas depois voltei atrás, é grande pa burro (e não tem a ver com o peso, é mesmo grande o filha da p*ta!) e, sinceramente, para quem já tocou muito tempo com um Twin + JC-120 em A/B não acho que tenha assim um som tão agradavel ao meu ouvido, mais uma vez opinião minha. Se fosse para uma gama mais baixa da Fender iria para algo como o Blues Junior mas o sacana "grita" demais para o meu gosto mas tem um "voicing" que gosto bastante.

Não tenho necessidade de "competir" volumes com bateristas, todo o meu/nosso esquema de monição aliado aos musicos com que toco faz com que não seja necessário esse poder de consumo e até acaba por ser desperdicio de energia (tanto electrica como sonora, dificilmente iria tomar partido de tanto ;)).

E para mais sou um esquisitinho dos tomates, gostava de conseguir fazer tudo "à frente" ou seja não sentir a saturação depois do reverb e assim menos dois cabos para o fx loop, se fosse para isso: amp de dois canais, delays, reverbs e afins para o loop e rock'n'roll!! :D (bolas o que eu quero mesmo é um Boogie Mark IV).

Obrigado e se tiveres por aí mais uma dica ou outra agradeço bastante!!

 

On 21/06/2018 at 10:14, sergio.cunha disse:

Teoricamente, o novo Marshall origin poderá ser uma boa opção para ti. 1 canal com boost, Master volume, Fx loop e sem reverb. O 50c fica a 777€ novo portanto também não foge muito do orçamento. 

Olha, não conheço, vou investigar mas pelo que dizes não me parece nada mal!! ;)

 

On 21/06/2018 at 13:54, bandit disse:

Ou o Egnater Tweaker 40

Curioso, antes de vir para aqui pedir opiniões e no fim de umas conversas internauticas com o caro Bruce fiquei a pender para o Tweaker de 15, versão combo, pois pelas palavras do senhor tem um circuito muito mais eficiente e a nivel de pressão sonora, até à saturação, fica muito pouco abaixo do 40 e como não quero ganhos altos mas sim volume.. hmm.. tenho que pensar bem nisto antes de mandar 500 ou 1000 paus à vela.. ;)

 

 

Mais uma vez um muito obrigado a todos e peço desculpa pelos meus "testamentos" mas escrevo tanto que até a mim me irrita!! :)

 

[piqueno EDIT, se estiver a fugir demais do tópico avisem que crio outro no local correcto, ao tempo que não venho ao forum já nem sei como é que isto anda :D )

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
F.Coelho    161
há 2 horas, Diogo_Greg disse:

de "capacitância" (será que existe alguma palavra em português, sem ser do Brasil, para isto?!)

Neste link podem-se encontrar as definições mais corretas a partir da página 12 (andei a pesquisar especificamente um trabalho feito em Portugal:yes:)
http://ave.dee.isep.ipp.pt/~mjf/PubDid/ABC_CECA.PDF

Isto com o acordo ortográfico já nem sabemos a quantas andamos.

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Diogo_Greg    9
há 10 minutos, Coelho135 disse:

Neste link podem-se encontrar as definições mais corretas a partir da página 12 (andei a pesquisar especificamente um trabalho feito em Portugal:yes:)
http://ave.dee.isep.ipp.pt/~mjf/PubDid/ABC_CECA.PDF

Isto com o acordo ortográfico já nem sabemos a quantas andamos.

 

Epah!! isto é teu?!..

Vou ler com atenção pois é algo que gosto e faz parte da minha profissão, pena tenho de não ter conhecimento ciêntifico suficiente para compreender tudo à primeira, muitos anos de estrada, anos a menos de escola..

A questão da "capacitância" nunca teve tradução directa para português, pelo menos que saiba, só o povo brasileiro adaptou o "capacitance" para "capacitância". Mas ao fim ao cabo isso não passa de semântica e não de comunicação, que é o mais importante!!

Obrigado!! ;)

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
bandit    269

Bom, aguardo um SuperEgo Plus, uma Flatliner Pro e uma Rockcase nova!

Esperam-se algumas alterações na formação de chão!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
F.Coelho    161
há 38 minutos, Diogo_Greg disse:

Epah!! isto é teu?!..

Não. Não é meu.

Tive somente o cuidado de andar à procura de um trabalho em português cá do nosso.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
bandit    269

em arrumações na nova casa, com o novo superego

a caixa no topo superior esquerdo será uma patchbox

no canto inferior direito um on/off para o super ego e um controlador tipo pedal de expressão com duas posições (min e max)

falta também a flatliner pro que está nos ctt à espera de ir levantar e cabos cabos cabos!

20180629_214755.jpg

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora