Posts Recomendados:

Thomasyoung    593

@stratocosta estão mesmo do *CRL* fiquei bastante impressionado, tens uns com o nome do Edge e tudo, instala o novo Rig Manager que faz sempre o upgrade ao Kemper por Cabo USB sem necessidade de usar uma PEN USB ;) do que testei dos delays foi um upgrade bastante bom, já só falta um editor que dê para inserir e apagar cabinets a meu ver ;) pois dá muito trabalho converter impulse responses com o Cab Maker e depois mandar para o kemper e procurer onde anda a cabinet para se ouvir.

Olhós aqui:

ou este

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
stratocosta    3684

pois , eu só dei umas voltinhas rápidas em alguns  presets.

o meu "problema" é que não gosto de gravar com reverbs / delays.

se vir que realmente não dá para os substituir por vst ´s ( e parece-me que não tenho nada tão sofisticado e bom ) , ainda vou andar a fazer reamping com o KPA só para usar os delays :unsure:

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2307
há 6 minutos, stratocosta disse:

pois , eu só dei umas voltinhas rápidas em alguns  presets.

o meu "problema" é que não gosto de gravar com reverbs / delays.

se vir que realmente não dá para os substituir por vst ´s ( e parece-me que não tenho nada tão sofisticado e bom ) , ainda vou andar a fazer reamping com o KPA só para usar os delays :unsure:

Também tenho o mesmo 'problema', mas a verdade seja dita, apesar de gostar de ter a possibilidade de mexer durante a mistura nos delays e reverbs, no que diz respeito a guitarra, não me recordo de o fazer alguma vez. Acaba por a forma como se toca ser muito influenciado pelos efeitos, e mudá-los significaria provavelmente ter de regravar. Seja como for, parece-me mais algo psicológico que me faz sentir a segurança de poder mexer, do que uma necessidade, porque na realidade acabo por não mexer.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
stratocosta    3684
há 4 minutos, pgranadas disse:

Também tenho o mesmo 'problema', mas a verdade seja dita, apesar de gostar de ter a possibilidade de mexer durante a mistura nos delays e reverbs, no que diz respeito a guitarra, não me recordo de o fazer alguma vez. Acaba por a forma como se toca ser muito influenciado pelos efeitos, e mudá-los significaria provavelmente ter de regravar. Seja como for, parece-me mais algo psicológico que me faz sentir a segurança de poder mexer, do que uma necessidade, porque na realidade acabo por não mexer.

guitarras em coisas mais "a sério" não gravo com delay / reverb.

agora teclados / samplers etc como por norma gravo em midi primeiro , ao submeter para audio, gravo uma versão "seca" e outra com efeitos.

isto porque normalmente acho os reverbs no hardware superiores ao software.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
goatboy    34

Dependerá sempre dos casos, não? Eu percebo que dá jeito ter a flexibilidade para ajustar o efeito, mas não imagino por exemplo o gajo dos u2 a tocar a seco e depois meter os efeitos todos à posteriori. Digo isto porque uso às vezes o delay como parte integrante da música e se me pedissem para tocar aquilo a seco não conseguia :P

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
stratocosta    3684
há 10 minutos, goatboy disse:

Dependerá sempre dos casos, não? Eu percebo que dá jeito ter a flexibilidade para ajustar o efeito, mas não imagino por exemplo o gajo dos u2 a tocar a seco e depois meter os efeitos todos à posteriori. Digo isto porque uso às vezes o delay como parte integrante da música e se me pedissem para tocar aquilo a seco não conseguia :P

há varias formas de ultrapassar isso:

- ligar o delay na secção de efeitos na mesa, não afectando assim o som puro do amp

- usar dois amps  , micando apenas o "seco" etc.

no kpa posso usar os efeitos que quiser mas na saida spdif ( por exemplo ) programar para sair apenas o input limpo da guitarra , só amp etc.

 

agora quando se usa o delay + overdrive / distorção antes do pré para um efeito diferente , aí já é diferente.

 

 

 

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2307
há 1 hora, stratocosta disse:

guitarras em coisas mais "a sério" não gravo com delay / reverb.

agora teclados / samplers etc como por norma gravo em midi primeiro , ao submeter para audio, gravo uma versão "seca" e outra com efeitos.

isto porque normalmente acho os reverbs no hardware superiores ao software.

Faço exactamente o mesmo, acho que andámos na mesma escola...lol

Na gravação de guitarras, uso primariamente o Guitar Rig ou Amplitube, assim fico com a flexibilidade que pretendo, e se quiser fazer reamp, o sinal está lá, portanto...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
stratocosta    3684
há 1 minuto, pgranadas disse:

Faço exactamente o mesmo, acho que andámos na mesma escola...lol

talvez , se calhar até fui o teu mestre......

modéstia é uma coisa tão linda :rolleyes:

:D

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2307
Agora mesmo, stratocosta disse:

talvez , se calhar até fui o teu mestre......

modéstia é uma coisa tão linda :rolleyes:

:D

 

Pelas idades, foi de certeza ao contrário ^_^

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora