admin

Embaixador: em nome do rock



Posts Recomendados:

admin    65

Após vários anos em banda, Filipe Moura lançou há dois anos o projeto a solo "Embaixador". Após o primeiro EP "A Outra Face", o Embaixador está prestes a lançar um novo EP: "Os Dedos e os Anéis".Começou a tocar guitarra com 14 anos e por volta dos 18 teve a sua primeira banda. A partir daí nunca mais parou e a sua relação com a música tornou-se cada vez mais séria. Por entre os bares, e um projeto de originais, Filipe Moura lançou-se em 2012 num projeto a solo. E confessamos: foi um bocado problemático organizar esta entrevista. Primeiro porque entre o Forumusica e Filipe Moura se abreviam FM, segundo porque o próprio Filipe Moura teve um projeto chamado FM antes de se lançar a solo. E terceiro, porque sendo o Filipe Moura aka "Pipes" um dos membros mais carismáticos e ativos desta comunidade, a nossa curiosidade estava em alta.

Forumusica: Lançado o primeiro EP do Embaixador, continuas cheio de força para continuar este caminho. O que te motiva?

Filipe Moura: A paixão, pela música e pelo rock and roll, sem qualquer sombra de dúvida que a palavra de ordem é paixão. Não há outra motivação para andar para a frente neste meio...

FM: Há quem te considere uma pessoa tímida. No entanto, decidiste avançar para "front man" com este projeto. Não há aqui uma contradição?

FMOURA: Hum, sim há. Sou bastante reservado, mas em cima do palco nem por isso. Mas foi preciso uma grande dose de inconsciência para me chegar à frente de um microfone, :D, pois a 1ª vez que "cantei", foi precisamente no estúdio, na gravação do 1º EP.

Mas não aconteceu apenas pela vontade, mas também pela necessidade, não tinha outra opção. E já que os temas e letras eram minhas, porque não?!

FM: Como definirias a música que fazes?

FMOURA: Velha, :D . Embaixador define-se por uma sonoridade crua, cheia de arestas. É rock "adulto" com um sabor agri-doce diria.

FM: Na generalidade das tuas músicas há laivos de tristeza. É a tristeza o motor da tua composição?

FMOURA: É engraçado porque não és a 1ª pessoa a falar nisso. Mesmo nos temas mais "alegres", tento sempre dar um toque "retorcido", quer à letra, quer à melodia. Creio que são esses twists, que são interessantes, tanto para nós ao tocarmos os temas, como para quem ouve.

Relativamente às letras, acho que somos mais verdadeiros e relevantes, em momentos de tristeza sim. É fácil quando tudo corre bem. Aí não há desafios...

Posted Image

FM: O facto de não enveredares por formatos de música mais polidos e comerciais para ti é um risco ou uma oportunidade?

FMOURA: Ambos, depende do ponto de vista. Tanto pode ser o melhor de 2 mundos, como não ser "carne nem peixe". Temos noção que não nos posicionamos em nenhum dos extremos (comercial/pop vs alternativo/whatever), contudo, Embaixador constrói precisamente a ponte entre esses 2 extremos.

FM: Sendo um homem do rock mais "despido", sentes-te uma espécie em vias de extinção?

FMOURA: Quando oiço as rádios mais "comerciais" acho que sim, :D. Mas felizmente a internet está ao alcance de todos, e há muito boa música a ser feita. Contudo, no nosso panorama, e ainda para mais cantado em português, creio que teremos uma palavra a dizer, sem dúvida.

FM: O que achas dos artistas feitos no youtube ou na tv que pululam um pouco por toda a parte?

FMOURA: Há de tudo, coisas boas e relevantes e coisinhas muito más... A internet é boa e má por essas 2 razões, há menos filtragem. Quanto à televisão, vejo cada vez menos. Relativamente a musica então, acho que nunca teve tão pobre

FM: Fala-nos do teu gear...

FMOURA: Ok, vou só pôr o meu chapéu de nerd :P

Sou um tipo simples, basicamente o meu som é feito com uma boa guitarra e um bom amp, não é preiso muito mais para o que eu faço. Sou um gajo de LesPaul e relativamente a amps, sou fã da Marshall. Para a minha maneira de tocar e para o tipo de sonoridade de Embaixador, não há melhor.

A minha guitarra principal nos ultimos 10 anos, é uma Gibson Les Paul Standard de '98 e de momento tenho como backup, uma Les Paul Special (MIJ). O meu amp é um clone do Marshall 18w feito pela Ceriatone (handwired).

Relativamente a pedais, uso o essencial. Um boost (tubescreamer), um fuzzface quando quero ajavardar mais o som. Volta e meia uso octave fuzz e também uso bastante efeitos de rotary/univibe.

É basicamente isto. A base do meu som, é o Marshall bastante sujo, depois limpo com o volume da guitarra quando tenho necessidade, e o tubescreamer apenas para dar mais força para solos e para realçar determinada parte da música. O meu som é feito à base de volume, :D , mas tento ser civilizado em espaços mais pequenos.

  • Página 1 de 2
  • 1
  • 2

Clica aqui para ver o artigo

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
gossard    80

Parabéns Master Pipes! É graças a pessoas como tu e a uma garra como a que tens tido, que o ROCK jamais morrerá! Força e já sabes, no que puder ajudar, avisa ;) m/ m/

  • Gosto 4

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pipes    3362

Obrigado malta por terem perdido tempo a ler o artigo e obrigado ao Forumusica pela oportunidade!

  • Gosto 4

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    408

Excelente!

Foi uma agradabilíssima surpresa encontrar aqui esta excelente entrevista na estreia do novo visual do grande Forumusica.
E nada melhor do que uma entrevista a "levantar o véu" sobre o novo disco dos Grandes Embaixador!.

Muito bem, parabéns a todos!

  • Gosto 4

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pipes    3362

Obrigado malta, em especial, ao resolectric, pois para quem não sabe, foi uma peça fundamental nesta curta existência de Embaixador!

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora