exmusico

Os barretes e relíquias do OLX



Posts Recomendados:

xtech    2958
há 3 horas, mpexus disse:

Deduzo ser a Ludimusic ou la como se chama, mas nada como virem esclarecer o nome real da loja ;)

Hum das poucas vezes que fui por lá sempre fui bem tratado. Já não posso dizer o mesmo de algumas das lojas da rua Formosa, nomeadamente numa que já fechou, que começava em Rock e acabava em Music.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
amrest    94

Obrigado The Passion pela informação, vou estar "mais atento" quando lá for.

Decreto-Lei n.º 67/2003, de 8 de Abril

Artigo 4.º
Direitos do consumidor

...

6 - Os direitos atribuídos pelo presente artigo transmitem-se a terceiro adquirente do bem.  

A leitura que faço do Dec-Lei é que a garantia não termina com a venda do bem a um terceiro mas sim quando se esgotar o prazo da garantia (mínimo 2 anos).

A questão da troca de cordas parece-me ridícula pois não é por trocar as cordas da guitarra que um ou outro componente da mesma avaria ou então sempre que afinasse a guitarra lá ia a garantia à vida.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
The Passion    124
há 11 horas, amrest disse:

Obrigado The Passion pela informação, vou estar "mais atento" quando lá for.

Decreto-Lei n.º 67/2003, de 8 de Abril

Artigo 4.º
Direitos do consumidor

...

6 - Os direitos atribuídos pelo presente artigo transmitem-se a terceiro adquirente do bem.  

A leitura que faço do Dec-Lei é que a garantia não termina com a venda do bem a um terceiro mas sim quando se esgotar o prazo da garantia (mínimo 2 anos).

A questão da troca de cordas parece-me ridícula pois não é por trocar as cordas da guitarra que um ou outro componente da mesma avaria ou então sempre que afinasse a guitarra lá ia a garantia à vida.

Os direitos atribuídos ao artigo aí mencionados são provavelmente o direito proprietário e usufrutuário, neste tipo de coisas a lei é extremamente vaga, daí eu ter mencionado o pressuposto legal em relação aos contratos, que variam imenso. Mas era bom esclarecer isto com um advogado do meio, com tanta gente cá no grupo, não haverá por aí algum? 

 

Quanto à situação ridícula da mudança de cordas, é óbvio que é um caso extremo, mas posso confirmar que acontece, outro exemplo do género é a remoção de películas de protecção, como as das pickguards e pickups, supostamente, durante a garantia também não as podes remover, porque fazem parte do producto original... :facepalm: No entanto, essas películas e outros autocolantes, acabam por deixar marcas ou descolorações no material que às vezes são impossíveis de remover. Por exemplo, ainda tenho um círculo na pickguard da minha Explorer porque a loja se lembrou de lhe meter um autocolante a dizer "5%" (de desconto), mas como já a comprei usada, obviamente não me podia queixar, se fosse o comprador original, exigia uma pickguard nova, porque neste caso a guitarra deixou de ser produzida ainda antes de sair para o mercado, só foram feitas 100 devido a um "cease and desist" da Gibson para a Vintage. 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Liquid    161

A garantia é dada pelo Importador (ou a própria Marca), não é dada pela loja.

Normalmente o cliente aciona a garantia na loja por uma questão de conveniência mas quem decide o que é garantia ou não, não é a loja mas os serviços técnicos da marca. O que acontece é que quando a marca não assume quem paga as favas é a loja.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Egiptogrunge    75
Citação

..... quem paga as favas é a loja.

Pois, sei de casos onde marcas de renome tinham centros de assistência técnica em PT que basicamente recusavam o arranjo de quase todos os equipamentos (falo de colunas ainda em garantia), sempre com a desculpa que a avaria era devido a mau uso do cliente. Depois as lojas acabavam por assumir as despesas dos arranjos. Este é um dos motivos de algumas lojas não venderem algumas marcas, pois já sabem que a assistência é uma merda e não querem perder clientes ou dinheiro em arranjos.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1732

E que marcas são essas?

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
The Passion    124
há 11 horas, Liquid disse:

A garantia é dada pelo Importador (ou a própria Marca), não é dada pela loja.

Normalmente o cliente aciona a garantia na loja por uma questão de conveniência mas quem decide o que é garantia ou não, não é a loja mas os serviços técnicos da marca. O que acontece é que quando a marca não assume quem paga as favas é a loja.

@Liquid Era doce, por acaso até era, era docinho como um caramelinho. E é por tretas destas que vocês perdem clientes. Por atirarem descaradamente areia para os olhos das pessoas, porque honestamente o que dizes até é verdade, para quem não esteja por "dentro da coisa" até faz algum sentido, mas explicações dessas só tapam o sol com a peneira, e como a maioria da clientela até se deixa levar, este tipo de meias verdades continuam a dar carta branca às lojas para comerem o bolo e cuspirem as ditas "favas" na cara dos clientes. 

Vamos lá ver uma coisa, tal como no comércio automóvel, uma loja, equiparada neste caso a um Stand para facilitar a analogia, não é apenas uma loja. Como se trata de comércio especializado e requer uma atenção e conhecimento detalhados, as lojas são na verdade revendedores, ou agentes/postos de venda autorizados, e está na mão das lojas a principal triagem e deliberação dos serviços de garantia. Seja a loja apenas posto de venda ou revendedor directo. 

Então vamos lá traduzir o que disseste acima: As lojas para não criarem uma má relação com as marcas, negam, adulteram e muitas vezes nem sequer consideram uma activação de garantia como manutenção de um acordo de fornecimento que lhes é favorável, em detrimento dos direitos do seu consumidor. 

É mais assim. 

Mas ainda bem que decidiste dar o ar da tua graça acerca deste tópico. A Mr.Jack não só acabou de me perder como cliente, como também todos os meus clientes, por sorte não faltam lojas onde comprar componentes.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Liquid    161
há 11 horas, The Passion disse:

@Liquid Era doce, por acaso até era, era docinho como um caramelinho. E é por tretas destas que vocês perdem clientes. Por atirarem descaradamente areia para os olhos das pessoas, porque honestamente o que dizes até é verdade, para quem não esteja por "dentro da coisa" até faz algum sentido, mas explicações dessas só tapam o sol com a peneira, e como a maioria da clientela até se deixa levar, este tipo de meias verdades continuam a dar carta branca às lojas para comerem o bolo e cuspirem as ditas "favas" na cara dos clientes. 

Vamos lá ver uma coisa, tal como no comércio automóvel, uma loja, equiparada neste caso a um Stand para facilitar a analogia, não é apenas uma loja. Como se trata de comércio especializado e requer uma atenção e conhecimento detalhados, as lojas são na verdade revendedores, ou agentes/postos de venda autorizados, e está na mão das lojas a principal triagem e deliberação dos serviços de garantia. Seja a loja apenas posto de venda ou revendedor directo. 

Então vamos lá traduzir o que disseste acima: As lojas para não criarem uma má relação com as marcas, negam, adulteram e muitas vezes nem sequer consideram uma activação de garantia como manutenção de um acordo de fornecimento que lhes é favorável, em detrimento dos direitos do seu consumidor. 

É mais assim. 

Mas ainda bem que decidiste dar o ar da tua graça acerca deste tópico. A Mr.Jack não só acabou de me perder como cliente, como também todos os meus clientes, por sorte não faltam lojas onde comprar componentes.

Epa, eu não escrevi nada disso. Lê outra vez o que escrevi.

Seja como for, estas redondamente enganado. Achas que é o empregado que está atrás do balcão que desmonta, por exemplo, o teu amp e vê se o problema é garantia ou não, quando um dos pressupostos da garantia é que os artigos sejam apenas mexidos pelos serviços técnicos autorizados das marcas?!

Achas que cada loja tem que ter um serviço técnico autorizado multi marca, com peças, esquemas e um técnico credenciado em 40 ou 50 marcas e que saiba avaliar os problemas de cada aparelho/instrumento?!

Pegando no exemplo do amplificador, quando a garantia é acionada pelo cliente, a marca recolhe o dito amplificador na loja e leva para os seus serviços técnicos onde todos os testes e reparações são efetuados. Depois de reparado (ou não) é devolvido à loja para o cliente levantar. É assim em qualquer loja/revendedor autorizado.

O custo das reparações em garantia são suportados pelo importador/representante da marca e não pela loja. O que significa que se dependesse da loja, tudo seria reparável em garantia, certo?!

(...e ate mesmo no caso dos carros, quem suporta a reparação é o importador, e qualquer intervenção em garantia é sempre feita com a autorização deste)



 

 

 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora