phillipric

Micar Bateria



Posts Recomendados:

phillipric    118

Boas a todos. Num dos projectos em que estou inserido, temos feito alguns trabalhos de bares, com teclas, guitarra acústica ou eléctrica, baixo e bateria. Gastamos 2 canais para microfones, 1 para guitarra acústica,4 para teclados e, como tenho uma mesa de 12 canais mas só com 6 XLR, sobram 3 canais para a bateria, uma vez que deixamos os amps de guitarra e baixo sem ligação à mesa. O nosso baterista tem um set de microfones da Série PG da Shure. Tenho optado por colocar um microfone entre tarola e prato de choques, um overhead a captar bombo e pratos e um microfone no bombo. Agora, caso me possam ajudar, sabendo que isto não fica uma possibilidade toda XPTO e como mandam as regras, mas tem funcionado e bem, a única coisa que gostaria de questionar é mais na questão do bombo, embora não tenha grandes conhecimentos sobre a melhor forma de captação de instrumentos acústicos de percussão, se micros, se triggers, se overheads, ou outros. O que se passa é que colocando o micro no buraco da pele ou dentro do bombo, o som é agradável, mas na mesa, mesmo com o ganho todo fechado, lá vão "ligando" alguns clips. Se colocar o micro mais distante uns cm's o sinal de entrada está mais razoável sem clipar, mas o som não é tão encorpado. Sei que não tenho algum do material que seria bom para isso, como os gates, compressores, etc... mas ainda assim, gostaria de saber qual a forma que consideram mais correcta para fazer som a bateria, inclusive Bombo. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
static    1

Boas, qual é a mesa de mistura? Tens que usar um atenuador no sinal, normalmente é um botão que diz line. Mas nem todas as mesas têm. 

Outra coisa, os overheads bem posicionados funcionam bem para captar a bateria num geral, mais bombo. Mas não recomendo em bares abrir muito agudos ou focar a captação nos pratos, porque em bares os pratos normalmente furam sempre bem na banda, porque são frequências altas, ao estar a mica-los pode se tornar o som geral desagradável, e cansativo. 

É mais mais importante micar o bombo, indiscutivelmente, e os tons, tipo 1 mic entre o 1&2, e um mic no 3, a tarola normalmente é também auto-suficiente para os bares em geral. 

Isto não é uma teoria certa, tudo varia depende do bar, do PA, da maneira que o baterista toca, até mesmo do estilo que tocam. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
phillipric    118

Sim, não temos micado directamente os pratos. Faço entre o de choques e a tarola para poder aplicar um pouco de reverb, para não tornar o som tão seco e ter-se um pouco de brilho nos agudos. A mesa que tenho é uma Yamaha MG124CX. Normalmente ligo num dos canais com compressor, ganho no mínimo, mas ainda assim, vão batendo alguns clips. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
static    1

Pois, com essa mesa não consigo ajudar, visto não ter a função que referi. 

Nao sei se existe outra maneira de o fazer, ou então terás de jogar com a posição do micro de forma a que não tenha tanta pressão. 

Sem gain nenhum, e usando só o volume clipa? 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
phillipric    118

O problema destas messas all-in-one é que os componentes não são do melhor que se possa ter.  A verdade é que o compressor parece mais um segundo gain do que propriamente faça a função de compressor. No entanto, como nunca trabalhei com nenhum propriamente dito, não sei bem quais serão as diferenças. Vou tentar numa próxima vez, meter o tripé do micro de bombo um pouco mais afastado, embora ache que vai perder muito em termos de kick, o que obriga a abrir um pouco o ganho o que será potenciador de feedbacks. Pode ser da qualidade do microfone ou do pré da mesa e não haver muito mais a fazer. Mas como tal acontece, também gostaria de saber como é que normalmente fazem esse tipo de som. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    1408

Os compressores ou comprimem para cima(aumentando) ou para baixo (impedindo picos) (isto explicado de forma simples).

Pelo gráfico que aparece na própria mesa, e partindo do princípio que está correcto, só na área junto ao 10, é que ele funciona da forma que pretendes. Talvez seja esse o problema, uma vez que pretendem comprimir para baixo o sinal, teem de começar com o botão no máximo, e ir diminuindo caso o sinal fique baixo demais.

estas mesas não teem compressores xpto, mas para o que pretendem costuma desenrascar.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
static    1

Sem gain e sem compressor, só usando o volume clipa? Em que zona dentro do bombo metes o micro? 

Esse compressor é minimalista, dai não dar para tirar o partido que se procura, pode por vezes piorar... 

Eu sugiro testares várias posições para o micro, com eq flat, só mudando o micro de sítio o som captado muda, com   tripé, sem, mais pra dentro, mais para fora, experimenta meter o micro dentro bombo, mas mais perto da pele de ataque em vez de ser mais perto da de resposta, talvez crie menos pressão. 

Eu usei durante muito tempo o micro com tripé, em que metade do micro ficava dentro do bombo outra metade fora, depois de vários testes, para mim, como resulta melhor é o micro sem tripé dentro do bombo, a meio do seu cumprimento, com o "cu" do micro em cima da almofada, e a apontar para o centro da pele de ataque. 

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora