xtech

Aquiles Priester - Exorcisar os fantasmas do passado (Audição Dream Theater)



Posts Recomendados:

xtech    2049

Alguém se lembra do Aquiles no casting falhado para baterista dos Dream Theater quando o Portnoy saiu?

Para quem não se recorda:

 

E agora aqui está ele a exorcisar o fantasma da sua audição falhada:

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
PCanas    704

Eu vi-os todos e o Magini foi sem dúvida o que estava mais bem preparado. Aliás, pareceu-me ser o único que realmente estudou as músicas a sério...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2049

Concordo, até porque havia lá alguns que pareciam umas vedetas que foram lá "só para ver".

Mas na altura o que ficou pior na fotografia foi o Aquiles. Esta cover ficou um bocado estranha, mas deu para perceber que afinal ele também consegue. Talvez se ele tivesse aparecido lá agora a coisa corresse melhor!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Renato    38

Nas audições o Mangini pareceu-me tb o melhor. Mas do pouco que ouvi dele já na banda, ao vivo e nas gravações, não me pareceu estar a fazer um melhor trabalho que o Portnoy.  Eu não considero o Portnoy um virtuoso, acho que o Donati, o Mangini e talvez o Minneman dominem mais tecnicamente o instrumento.  Mas isto é uma banda e afinal de contas a técnica não é tudo e acho que o Portnoy se enquadrava melhor no conjunto. Enfim, opiniões...

Em relação ao Aquiles, pouco o conheço, e se calhar continua a não ser o baterista indicado para esta banda. Mais por uma questão de estilo que falta de técnica. E espero que esta cover tenha sido uma espécie de tributo (obviamente com alguma ligação à audição menos boa) e não tanto de "também consigo". De qualquer modo uma cover de alto nível, não só dele mas do resto da banda.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2049
há 18 minutos, Renato disse:

Nas audições o Mangini pareceu-me tb o melhor. Mas do pouco que ouvi dele já na banda, ao vivo e nas gravações, não me pareceu estar a fazer um melhor trabalho que o Portnoy.

Tb acho. O Mangini é aquele relógio suiço certinho, faz tudo impecavelmente, mas o Portnoy era o baterista ideal, e eu gostava mais do estilo de tocar dele. Pode ser que um dia o Portnoy volte...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
sustenido    1

Aprecio bastante o Portnoy porque para além de fazer isto que os outros(muitos) imitam, foi ele mesmo também compositor de muito material da banda.

Os outros também tocam muito mas o Portnoy está no ADN dos DT. Também concordo que é o baterista perfeito para este estilo.

O Aquiles teve bem nesta cover mas lá está...isto é o que ele faz bem e mesmo muito bem, este material mais técnico/pesado/rápido tudo com muito power mesmo, mas DT não é só isso e por isso falhou na audição. O Aquiles é o típico músico que "levando os temas pra casa" é capaz de chegar lá com a cena mais do que na batata, como vimos neste video, mas no contexto de Jam/composição e comunicação com o Rudess por exemplo, penso que o Mangini ou o Donati terão outra dinâmica e linguagem. Então o Donati...até era pena hehe 

O Baterista de DT bem que podia ser o Chris Coleman-_-

Imaginem este animal nos DT

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
PCanas    704

A cena que mais curtia no Portnoy era os pormenores que ele metia no ritmo. Umas das cenas que me deixa mais parvo é o tipo de ritmo que o gajo faz na Octavarium, a partir do 8:46, principalmente o break aos 10:49... tão "simples" e tão eficaz. Aliás, acho que a utilização de splashes para este tipo de efeitos é quase um "exclusivo" do Portnoy.

Outro exemplo do que me refiro:

(aos 1:43)

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Renato    38

Em defesa do Mangini, lembro-me que quando o conheci fiquei grande fã. Não tenho a certeza mas penso que tenha sido de uma cover da Fire Garden Suite de Steve Vai que ele fez numa workshop. E revendo continuo a gostar. Talvez seja uma questão de estilo...

Mangini

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
sustenido    1

Só vi uma vez o Mangini ao vivo e foi com DT no coliseu. De facto o gajo nem sequer precisa de duas mãos haha

Umas das coisas que achei foi que o Mangini tem uma personalidade que se enquadrou bem com o pessoal da banda. Não sei mas por exemplo o Donati parece que estava desenquadrado ali. O Minneman é demasiado Maluco e irreverente a tocar. Está muito bem onde está. O Aquiles ainda há ali qq coisa que não sei se é o tempo ou o que será. Oiçam bem o video da cover, há momentos em que o andamento cai por 1 ou 2 segundos. Por vezes acelera...ou seja nota-se que para fazer aquilo exige-lhe uma "contagem" a que não está habituado. Já o Mangini acho que terá arcaboiço para tocar todas estas malabarices com uma mão, ficando com a outra livre para mandar umas sms por exemplo. Dá sempre jeito:P

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora