pgranadas

Técnicos, engenheiros e estúdios.



Posts Recomendados:

resolectric    1133
há 12 horas, pipes disse:

Legenda da foto e quiçá, a parte mais importante de tudo o que ali está escrito:

The point for guitarists, Raskulinecz declares, should not be mastering recording, but mastering their instruments and songwriting and arranging skills.

Achei interessante quando ele diz que grava guitarras acústicas na sala de controle com um SM57 :rolleyes:
Parece a Madonna a gravar vozes, certamente.

 

Quanto ao Buddy Miller, destaco esta, com que concordo 100%:
In general, I love bleed,” he says. “It’s a big part of getting real band dynamics onto an album. When you listen to a live performance, everything doesn’t sound pristine and isolated."

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2920
há 2 horas, resolectric disse:

Quanto ao Buddy Miller, destaco esta, com que concordo 100%:

Ou seja não és fã de gravação pista a pista... compreendo.

 

há 2 horas, resolectric disse:

Achei interessante quando ele diz que grava guitarras acústicas na sala de controle com um SM57 :rolleyes:

Na minha experiência pessoal e amadora, nunca me soou 100% só com um sm57. Gosto de usar um condensador de membrana larga aí a uns 50-60cm do buraco da guitarra  e um sm57 mais perto do braço. Não sei se é o melhor mas soa-me melhor e equilibro os volumes depois no daw.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1133
há 27 minutos, xtech disse:

Ou seja não és fã de gravação pista a pista... compreendo.

 

Na minha experiência pessoal e amadora, nunca me soou 100% só com um sm57. Gosto de usar um condensador de membrana larga aí a uns 50-60cm do buraco da guitarra  e um sm57 mais perto do braço. Não sei se é o melhor mas soa-me melhor e equilibro os volumes depois no daw.

Sou sou!
Gravação multipistas mas com "a malta" toda em simultâneo, a tocarem juntos, na mesma sala e sem auscultadores.
É assim  que gosto de gravar.
O "bleed" que se lixe. No fim  vai ficar tudo misturado... qual é o stress? :B):

Quanto à acústica com o SM57, destaquei essa abordagem do Raskulinecz porque não consigo fazer isso.
Nem gravar uma acústica na sala de controle nem gravar uma acústica com o SM57.
Ou seja, ele recomenda duas coisas que eu não consigo fazer! :D
Pelo menos, a soar bem.

Para mim a acústica tem de ser gravada numa sala com espaço, com "ar". Seja reverberante ou seca, não pode ser pequena nem atulhada. E não consigo pôr um SM57 a soar melhor do que outros microfones, que prefiro, numa guitarra acústica.
Um  SM57 num amp de guitarra ou mesmo numa voz, perfeitamente. Gosto. Mas numa acústica?... nah. Prefiro um condensador, um ribbon e sempre mais do que um. Um cardióide e um bidireccional, para mim, é isso.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
stratocosta    3674
há 3 horas, resolectric disse:

 
O "bleed" que se lixe. No fim  vai ficar tudo misturado... qual é o stress? :B):

 

o stress é um gajo dar uma nota ao lado ( se fosse só uma ....... :D ) e é multiplicada em n pistas :(.

em questões de "performance" é fixe gravar tudo junto, perde-se sempre aquela "magia" ao gravar separado imho.

  

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1133
há 4 horas, stratocosta disse:

o stress é um gajo dar uma nota ao lado ( se fosse só uma ....... :D ) e é multiplicada em n pistas :(.

em questões de "performance" é fixe gravar tudo junto, perde-se sempre aquela "magia" ao gravar separado imho.

Sim, isso das notas erradas pode ser um bocado incómodo para o pessoal que, num determinado take, tocou bem.

No entanto, o que tenho notado é que com captação próxima, um microfone colocado à frente de um combo quase não capta Bateria e o mesmo com os micros na Bateria. Estão tão próximos da fonte sonora que a sua sensibilidade para o som distante é mínima.
Isto numa sala pouco reverberante, com alguma absorção, como num estúdio.
Numa sala sem essas características (reverberante, portanto) a energia presente na reverberação causa problemas maiores de "bleed".

Na prática tenho tido várias situações em que um guitarrista ou um baixista se enganam numa ou outra nota ou num trecho e é possível repetir posteriormente só a nota ou trecho errados. Sem repetir Bateria.
Quando o erro é na Bateria opto por repetir, quase sempre, com todos os músicos.
Manias minhas!

E é isso que dizes, @stratocosta, há uma certa "magia" quando todos tocam juntos. Há comunicação visual entre os músicos, há transmissão de intensidades mesmo pelas expressões faciais! Se uma banda é boa em palco, num concerto, imagine-se a "dar o concerto" no ambiente controlado e de acústica aperfeiçoada de um estúdio! Serão melhores ainda e esse acréscimo de qualidade "sente-se" ao ouvir um disco.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora