Posts Recomendados:

pgranadas    1447

Achei muito interessante. Uma das coisas qeu é tão simples na guitarra, é tão difícil no piano, é mudar o tom de uma música. Enquanto que na guitarra basta subir ou descer nos trastes, no piano há que repensar todos os acordes. Com este tipo de teclado seria muito mais simples.

 

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2081

É muito interessante: as vantagens estão à vista.

No entanto para mim ia-me ser complicado orientar-me numa coisa dessas. O facto de as "pretas" serem mais elevadas ajuda-te a localizar também.
Depois há também as questões práticas: tiveram que reduzir a largura das teclas a metade ou menos disso para comportar "as pretas" o que deve reduzir a facilidade em tocar, especialmente para quem tem dedos mais grossos.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    1447
há 47 minutos, xtech disse:

É muito interessante: as vantagens estão à vista.

No entanto para mim ia-me ser complicado orientar-me numa coisa dessas. O facto de as "pretas" serem mais elevadas ajuda-te a localizar também.
Depois há também as questões práticas: tiveram que reduzir a largura das teclas a metade ou menos disso para comportar "as pretas" o que deve reduzir a facilidade em tocar, especialmente para quem tem dedos mais grossos.

Tens tens a marcação por cores.

acho que o facto de serem mais finas, tem a ver com o permitir fazer acordes com facilidade, imagina fazer um Mi Maior7, mas em que as pretas ficassem ao nível das brancas, mantendo a largura actual. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
PCanas    715

A ver se percebi: meteram as pretas no mesmo "tier" das brancas e, consequentemente, reduziram a largura das teclas para menos que um pau de gelado? Para além disso, deixou de haver a distinção pretas/brancas, e deixou de ser possível orientar-me no teclado apenas pelo tacto.

Quais são as vantagens...?

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    1447
há 53 minutos, PCanas disse:

Quais são as vantagens...?

Subir ou descer tonalidades, passa a ser muito simples.

Alternar entre escalas, é só decorar um desenho, como na guitarra.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
PCanas    715

Não sei se passa a ser assim tão simples... no caso de mudar de tom, tens que saber à mesa as alterações (#/b) da nova tonalidade e tens que saber que teclas usar e que teclas evitar. O mesmo se aplica às escalas. Na guitarra funciona porque começares um traste ao lado é como se tivesse tudo meio tom acima, mas nesse teclado não me parece que funcione assim...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    1447

@PCanas, não vi ainda um ao vivo, mas o que me pareceu é que funciona exactamente como o conceito na guitarra, dai estarem todas ao mesmo nível e serem menos espaçosas, para permitir fazer todos os acordes. Agora que é algo completamente novo, e que um teclista não vai mudar do dia para a noite, isso acho que não. Mas para novos músicos, ou mesmo para teclistas que queiram aprender um novo instrumento, aí acho que poderia ser algo interessante. Eu vou andar atento, e quando haver disso na MusicStore, vou exprimentar.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
rgp    183

Grande numero de teclados (provavelmente a maior parte) premite fazer transposição - se por ex seleccionares a tonalidade de SIb e quando tocas na tecla Dó o que sai é um SIb.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    1447
há 3 minutos, rgp disse:

Grande numero de teclados (provavelmente a maior parte) premite fazer transposição - se por ex seleccionares a tonalidade de SIb e quando tocas na tecla Dó o que sai é um SIb.

Sim, mas se quiseres fazer isso no sistema, mas não é pratico na maioria das vezes.

Ou porque tens de passar uma carrada de menus.

Ou porque se estás num sistema de combi, e ao fazeres isso, alteras também os ritmos.

Eu nunca uso tal feature, não o acho prático, prefiro escrever os acordes todos numa folha e usar como cabula, mas também se perde muito tempo.

Resumidamente, detesto ter que mudar a tonalidade no teclado, já na guitarra é na boa.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
exmusico    48

Mais uma abordagem como tantas outras que nunca resultaram em nada...

O que eu tenho dizer ao fabricantes é simples: voltem  a fazer  teclados decentes  como faziam há 30 anos com mecânicas apuradas e bom  feelings.

Ainda esta semana estava numa loja a testar 3 teclados das 3 grandes marcas: nem um que se aproveitava...

A mim não me interessa nada a quantidade de sons e especificações xpto megas e etc. Quero teclados decentes.

Um teclado é um instrumento musical, mesmo que electrónico, deve interagir com os dedos. Deve dar gosto e prazer ao instrumentista.

Obrigado e boa tarde.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora