GANHA 1 pedal Digitech TRIO Band Creator aqui no Forumusica! Consulta aqui o regulamento!
Entra para seguir isto  
pnunes76

Baixo para iniciante



Posts Recomendados:

A.G.E.N.T.E.    39
há 1 hora, pnunes76 disse:

Tb achei a opinião demasiado exagerada. Um gajo quando tira a carta não compra um ferrari, ajeita-se primeiro com um Renault 5 todo escafiado e depois, sim, compra uma coisa mais à maneira. Ando a ler e a ver muita coisa sobre aprender a tocar baixo, mas estava inclinado para os HB's que a thomann oferece. Agora resta a parte mais difícil que é convencer a patroa :D Desde " isso vai fazer muito barulho aqui em casa", a "penses que aos 40 anos ainda chegas a pro e ter uma banda" passando "  não vais ter tempo para te dedicares ao baixo"... coisas que tenho estado a ouvir ultimamente. mas eu vou dar a volta ... :D:D:D

Eu em casa toco maioritariamente de fones. Podes ligar o baixo à placa de som do computador e já dá para brincar e não chateias ninguém. 

40 anos? É uma ótima idade para se ter sonhos... Diria que tão boa como outra qualquer. 

Tempo para te dedicares é mt relativo. 3 horas por semana? 3h por dia? Qto tempo passas a ver lixo na net, séries de caca, facetrukes, etc. Canaliza os desperdícios para tempo útil a praticar, aprender, evoluir e principalmente, a divertir-te. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    645

A pergunta pertinente aqui neste momento é: vais iniciar-te na música ou já pescas alguma coisa disto?... que é como quem pergunta se já tens alguma experiência...?

Atenção, a malta daqui tem muitas opiniões, muitas delas divergentes, e ainda bem, pois assim permite-se aprofundar bem a coisa. Ninguém estará totalmente certo nem totalmente errado. É também importante compreender que estamos todos aqui a opinar de boa vontade, a escolha que fizeres será, em última instância, mais informada.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    1584

Eu não recomendo a ninguém, algo que não conheço. Por motivos de consciência pessoal, prefiro dar opiniões baseadas na experiência e em certezas, não palpites.

Os instrumentos hoje em dia, são todos feitos em cnc, e há uma grande precisão no fabrico, estou totalmente de acordo. Mas não basta mandar madeira para um cnc, e deixa andar. As madeiras teem veios como muito bem sabem, e dependendo de como a madeira é trabalhada, isso afecta o resultado final. Por isso mesmo tenho muito pouca confiança num instrumento feito na China às 3 pancadas, que consegue ter um preço de venda de 100€. No dia em que chega às minhas mãos, até pode parecer decente, mas se passado algum tempo, começar a ter o braço empenado, já não tem assim tanta piada.

Ja para nem referir a qualidade do hardware. Já vi instrumentos de 200€, em que a primeira vez que foi necessário fazer um setup, os parafusos ficaram imediatamente moídos. Nem consigo imaginar a qualidade dos afinadores, e das sadles numa coisa dessas. Será mesmo possível tocar uma música, e ter o baixo afinado ao longo da música?!?! Depois investir num pau desses e mudar o hardware?!? E isso faz-se antes ou depois de se ter desistido de aprender a tocar, e de o baixo estar encostado a um canto a apanhar pó? Sinceramente, isso parece-me irrealista. Para alguém que tem experiência, comprar um baixo mais  barato e alterar, sim, acontece e tem havido bons resultados. Mas trata-se de alguém que sabe o que quer, sabe tocar e tem as noções necessárias para fazer algo assim. Para quem está a aprender, não acredito que funcione.

Se não me engano, fui a primeira pessoa a incentivar o Pedro aqui, a aprender a tocar, apesar da idade. Também eu comecei tarde, e não estou arrependido. Mas já peguei em baixos de gama alta, tenho um de gama baixa, e já tive baixos de gama "trampa" nas mãos. As diferenças são enormes, e não, não estou a falar de pickups e na qualidade do som, que isso para quem começa, é muito pouco revelante. Tem mesmo, só e unicamente a ver, com a facilidade/dificuldade, com que se tira as primeiras notas de um baixo.

Nao sei se vocês se lembram ainda da primeira vez que pegaram num instrumento, e tentaram meter os dedos no braço, e sacar as primeiras notas. Eu lembro-me bem, e não saia nada. Parecia tão difícil e frustrante. Foi algo que depois se tornou numa coisa natural, mas que necessitou de luta e de insistência.

Na minha opinião, começar a tocar com um instrumento, que dificulta a aprendizagem, é um erro. Mas isso é a minha opinião, que conta o que conta.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2299
há 17 horas, A.G.E.N.T.E. disse:

Espreita o link abaixo.

Se não curtires, mandas de volta. O baixo é top? não, mas pode ficar bastante razoável com um setup decente e umas cordas maneiritas.

https://www.thomann.de/pt/harley_benton_jb_75lh_na_vintage_series.htm

É uma boa opção a considerar, eu gosto muito do look desse baixo. Aliás, quando comprei o meu Squier JM VM 70 estive para comprar esse, mas depois pensei: "o pah, harley benton não sei se vou gostar, squier é aquela cena que se sabe que será minimamente decente" e pronto, fui para o Squier. Mas se tivesse tido a oportunidade de experimentar, se calhar outro galo cantaria...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    645

@pgranadas concordo com praticamente tudo o que dizes, no entanto, tenho de complementar com a seguinte informação. A fábrica que produz estes baixos Harley Benton será a mesma que produz para Fender, Epiphone, Ibanez, Washburn, etc., ou caso não seja a que estou a pensar (World Instruments) será outra semelhante, isto para justificar que experiência não lhes faltará.

O que faz estes preços nem é tanto a eventual pouca qualidade do hardware ou das madeiras, mas mais a questão da possibilidade de distribuição dos instrumentos. Uma marca (seja do que for) tem de procurar distribuidores para escoar o material (salvo raras excepções em que vendem directamente ao público, como a Carvin/Kiesel), o que encarece o valor do produto. Por outro lado, a Thomann é por si só uma distribuidora e tem um encaixe financeiro brutal que lhe permite amortizar o investimento nestes instrumentos com muita facilidade. Isto permite-lhe igualmente comprar em grandes quantidades que significa igualmente um preço mais baixo sabendo que a venda se fará. Por outro lado, uma vez que são eles próprios os distribuidores, é menos um elo na cadeia de distribuição que encarece o valor do produto, o que lhes permite ter um preço mais baixo.

Relativamente à possibilidade de empeno das madeiras com o tempo, ainda não li nenhuma referência a casos deste género em fóruns internacionais que frequento com regularidade, das muitas aparições que esta marca vai tendo.

O baixo proposto pelo @A.G.E.N.T.E. deve ter uma qualidade equivalente a muitos Peaveys, Squiers, Ibanez, etc., que por aí andam, só que não tem esses carimbos e encontra-se a metade do preço, exactamente aquilo que um distribuidor cobraria para a venda dum instrumento (é, eles andam aí com margens deste calibre).

Recapitulando, e apesar de não conhecer pessoalmente nenhum destes instrumentos da Harley Benton, não tenho lido críticas negativas à "marca" nas diferentes iterações que vai tendo no mundo dos cordofones electrificados, antes pelo contrário.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pnunes76    0
há 21 horas, tmo disse:

A pergunta pertinente aqui neste momento é: vais iniciar-te na música ou já pescas alguma coisa disto?... que é como quem pergunta se já tens alguma experiência...?

Atenção, a malta daqui tem muitas opiniões, muitas delas divergentes, e ainda bem, pois assim permite-se aprofundar bem a coisa. Ninguém estará totalmente certo nem totalmente errado. É também importante compreender que estamos todos aqui a opinar de boa vontade, a escolha que fizeres será, em última instância, mais informada.

Não pesco nada do assunto, apenas quero dar asas a um sonho antigo. Como diz o outro, ouvir muitas opiniões ( e a maior parte delas diferentes) é uma faca de dois "legumes" :D. Quanto mais opiniões ouvimos, mais baralhado ficamos. Mas, pronto, sempre se extrai o melhor conteúdo de cada opinião.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    1584
há 6 horas, tmo disse:

Relativamente à possibilidade de empeno das madeiras com o tempo, ainda não li nenhuma referência a casos deste género em fóruns internacionais que frequento com regularidade, das muitas aparições que esta marca vai tendo.

Eu também não. Mas também sei o seguinte:

1- Poucos são os que compram instrumentos tão baratos, e que depois de decepcionados, voltam aos fóruns a contar a sua experiência. Regra geral, quem desiste de aprender, ainda antes disso, desistiu de frequentar fóruns.

2- Quem compra instrumentos tão baratos, são geralmente pessoas que estão no caso do Pedro, a aprender. Logo teem noções limitadas para analisar o instrumento, e uma percepção menos apurada para fazer uma crítica construtiva. 

3- Todo e qualquer novo músico, ao se apanhar com o seu primeiro instrumento nas mãos, fica maravilhado, e acha o seu baixo o melhor do mundo. Por isso, não me surpreende que surjam elogios a esse ou outro baixo da gama. Seja um HB, ou um Mayones, o nosso primeiro instrumento, na hora de o adquirir, é um tesouro, e i melhor do mundo. Não é por nada que até já li gente a dizer que o seu instrumento de 200€, consegue ser superior aos de 2000€ que viu na loja.

De resto, relativamente à distribuição, e etc, estou de acordo. Concerteza que conseguem realmente um enorme encaixe, e consequentemente um preço mais competitivo. Mas, nenhuma empresa abdica daquilo que é mais importante. Lucro. E para custar, 150€ ao público, depois de ser transportado no outro lado do planeta...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    645

@pgranadas olha que nem toda a gente que compra este instrumentos é maçarico na coisa. Há muito boa gente a comprar instrumentos baratos como complemento ou backup do seu arsenal, e tem sido basicamente desse pessoal que tenho lido críticas, não de iniciantes. Os iniciantes não sabem o que criticar, que critérios ou argumentos usar para justificar uma afirmação positiva ou negativa.

@pnunes76 compreendo a tua eventual confusão. Compreendo também os pontos de vista que aqui foram argumentados. Considera ainda que um baixo eléctrico vai precisar de alguma forma de amplificação (conforme já foi tido), o que Baixo + Amp faz a festa por 400/500€, ambos de qualidade questionável se em primeira mão e comprado numa loja cá do rectângulo.

A minha proposta divide-se em duas partes:

  1. Vai a lojas o mais possível e experimenta, mesmo que não saibas o que experimentar, estas coisas servem os nossos ouvidos e comprar sem ouvir... é uma má aposta. Se possível, vai com quem saiba da poda, caso contrário chateia o pessoal que te estiver a atender, pede opiniões, pergunta por onde se começa, para que servem as diferentes partes do instrumento. Alguma bibliografia genérica no assunto tipo "Bass Guitar for dummies" também ajuda no arranque.
  2. Investe num instrumento melhorzinho e numa placa de som USB das mais simples (ficam por 100€ +/-). Assim podes treinar sem chatear a patroa ou os vizinhos. Fazes o som do instrumento por software e ouves a coisa com headphones. Tens várias vantagens aqui, podes colocar facilmente backing tracks por trás e tocar por cima, que é uma óptima forma de aprender a ouvir. Podes gravar directamente e ouvir as tuas gravações, o que é fundamental para diferenciarmos aquilo que sentimos no entusiasmo do momento do que de facto se ouviria cá fora.

Um instrumento melhor vai ter necessariamente uma maior longevidade. A placa de som, também não fica caduca de um momento para o outro, como já andas nos 40s, calculo que as finanças estejam relativamente estabilizadas, pelo que oferece-te uma prenda e abre um pouco mais os cordões à bolsa... digo eu que não percebo nada disto...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    1584
há 1 hora, tmo disse:

Um instrumento melhor vai ter necessariamente uma maior longevidade

Hehehea, não tarda estás a concordar comigo. Posso não ter convencido o @pnunes76, mas tu estás quase lá....:P

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    645

Mas eu não discordo, apenas argumentei que o instrumento proposto pelo @A.G.E.N.T.E. também é uma boa opção para a situação presente, digo eu que não percebo nada da coisa...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora

Entra para seguir isto