xtech

NGD - Harley Benton SC-550 Tobacco Sunburst



Posts Recomendados:

xtech    2951

Não tá fácil... :(

É o seguinte: meti água em qualquer sítio e não consta que seja nos pots. O que acontece é que tenho os pickups sempre activos nas 3 posições do switch. Não consigo acertar com isto. :(

A única coisa que não tenho igual ao esquema da Seymour duncan é o Switch, que na guitarra é deste estilo:

uxaruh6uymqzmyvedmt8.jpg

Quando o das imagens do esquema é destes:

image.png

 

As ligações deviam ser iguais, em ambos os casos, certo?

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1731

Multímetro pah...

Edit: @xtech, pega num multímetro e identifica a continuidade de sinal entre os diferentes olhais para perceberes o que é que está ligado em cada posição. Assim mapeias o switch e fazes a ligação de acordo com o que te interessa.

Por mim, mandava esse switch à viola e investia num Freeway... o 3X3-05 seria a minha escolha... a amiga Thomann tinha destas coisas.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2951

Não conhecia esses freeway! De qualquer forma já tenho os push pulls para fazer essas mesmas coisas que os tais switches fazem. Vou desligar tudo do switch, testar com o multímetro, às tantas é um switch esquisito...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1731

Oh rapaz, mas como é que é possível não conheceres os Freeway??? Aqui há uns tempos até gabaste o desenho do circuito que fiz para uma das minhas guitarras alteradas... neste tópico: 

Ide lá de novo para rever a matéria oh faxabor... :D

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2951

Eish tens razão!! Já não me lembrava! :ph34r:

Já chequei tudo, e afinal parece que tá tudo ok. Tenho, no entanto dois problemas:

- Os volumes não estão a cortar o som completamente. Eu tenho as massas soldadas à cabeça das caixinhas dos push pulls, espero que não seja por isso. Não devia ser, porque são de metal e estão "agarradas" ao resto do pot..

- O push pull para alterar de série para paralelo corta-me o som do humbucker da ponte. Não sei se é suposto, imagino que sim? 

Resta dizer que os pots push pull nos volumes são dimarzio e os outros são uma marca minimamente respeitável também.

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1731
há 10 horas, xtech disse:

Eish tens razão!! Já não me lembrava! :ph34r:

Já chequei tudo, e afinal parece que tá tudo ok. Tenho, no entanto dois problemas:

- Os volumes não estão a cortar o som completamente. Eu tenho as massas soldadas à cabeça das caixinhas dos push pulls, espero que não seja por isso. Não devia ser, porque são de metal e estão "agarradas" ao resto do pot..

- O push pull para alterar de série para paralelo corta-me o som do humbucker da ponte. Não sei se é suposto, imagino que sim? 

Resta dizer que os pots push pull nos volumes são dimarzio e os outros são uma marca minimamente respeitável também.

 

Calma rapaz!

1º passo:identificar o que é que se pretende com as ligações que se tem pela frente, fazer uma lista tipo

  • Que pickups se tem e que fios fazem o quê: para o caso de humbuckers com 4 fios é importante saber a que é que correspondem, para evitar ligações indesejáveis.
  • 1x switch para seleccionar os pickups - tipo de switch, o que faz, o que queres que faça.
  • Nx potenciómetros - master ou por pickup? Volume ou tone...?. Uma LesPaul tem tradicionalmente um Vol e um Tone por pickup.
    • Atenção que o wiring tradicional faz com que não haja som na mistura dos 2 pickups quando um dos volumes está a zero. Isto deve-se ao fazer o wiring dos volumes a descarregar na terra, mas é possível inverter a coisa e ter som com um dos volumes a zero e o switch a misturar os PUs.
  • Temos switches adicionais? Sim, de que tipo e para quê?
    • Ver imagem e TESTAR OS SWITCHES ANTE DE OS USAR.
    • Os switches/comutadores podem ter várias funções, directamente ligadas aos pickups e respectivos coils, ou até gerir que tipo de filtro se tem no pot de volume ou definir "presets" de tons por exemplo (a Gretch faz coisas destas se não me engano) - decidir o que é que se pretende com cada switch, seja push/pull num potenciómetro, um toggle, um blade (3, 4, ou 5 posições, super, mega ou 10 posições - ver freeway.com), ou um rotary (já vi com 4, 5 ou 6 posições, talvez haja com mais, mas não é comum encontrá-los em "formato guitarra")

dpdt_switches-jpg.19947

2º passo: desenhar o circuito e imaginar a passagem da electricidade como se fosse um percurso de água, por exemplo: procurar continuidade entre os caminhos.

3º passo: arranjar um template em cartão grosso com a distribuição dos diferentes elementos (switches, pots, output jack, compartimento da pilha, etc) conforme se pretendem na guitarra e montá-los lá. A ideia é que se possa testar a mecânica ergonómica dos controlos da guitarra e... (ver passo seguinte)

4º passo: executar o máximo possível de ligações neste template para minimizar as soldaduras dentro das cavidades da guitarra.

5º passo: testar cada soldadura feita com um multímetro, testar com elementos a montante e a jusante da soldadura. No caso de um switch, verificar na posição correspondente, obviamente.

6º passo: montar o circuito dentro das cavidades da guitarra e soldar o que não foi possível soldar fora (geralmente são as terras e os pickups) sugere-se a utilização de conectores tipo PCB (pessoalmente tenho preferência por estes da imagem) para que não seja necessário soldar os pickups ao circuito. Além de facilitar as trocas de pickups sem necessidade de refazer o circuito, evita a necessidade de soldar os pickups dentro das cavidades da guitarra, basta que para isso os respectivos fios tenham as pontas estanhadas, o que também se faz fora das cavidades. Ver o link da minha posta anterior para ter um ideia da coisa.

41WCCrJe9OL._SY300_QL70_.jpg

 

... posto isto, manda aí uma posta com o desenho do circuito, como não tenho possibilidade de ver pessoalmente a guitarra, pouco mais posso fazer. resta-me deixar um link para uma imagem com os códigos de cores das marcas de pickups mais conhecidas (esta é a imagem mais completa que conheço - ver https://www.facebook.com/groups/guitarwiring/)

22089525_10158615773817355_1848987680346

 

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2951

@tmo eu não tenho esse grau de "competência" e "abordagem estruturada"... pensei que isto dos tripleshots era relativamente simples (e em teoria até é) e meti-me no esquema mais complicado, que combinado com a minha pouca habilidade com o ferro de soldar, dá nisto.

Os pickups são Marco Agostinho e seguem o mesmo esquema de cores da Seymour Duncan, na altura pedi-lhe isso.

Eu queria isto:

image.png

 

Não deu... e está decidido, vou tirar os tripleshots, e vou usar os push-pulls para fazer coil split, um esquema mais simples:

 

image.png

Quanto aos tripleshots, ficarão a aguardar para quando tiver guito e uma guitarra para meter uns picapaus tripleshot da Seymour Duncan.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2951

Fumo branco! Habemos Tonemates a bombar na SC550 como deve ser finalmente!

A ver se hoje dá para gravar umas cenas e postar aqui.

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2951

Ora aqui está como prometido, um mix aleatório para ouvir. Dia cinzento, não sai nada de jeito...

HB SC550 Tonemates cenas.mp3

 

Teste aos pickups:

Bridge.mp3

Middle.mp3

Neck.mp3

Bridge Split.mp3

Middle Split.mp3

Neck Split.mp3

 

Material: Zoom G5N directo à interface audio. Parece manhosa, mas com colunas FRFR soa espectacularmente bem. Não me dei ao trabalho de andar com micanços nem meter IRs no DAW, foi ligação directa...

Amp: Simulação Fender Twin Reverb nos cleans, Diezel na distorção/breakup

 

Opinião à Priori:

Fantásticos! Parabéns @marco.agostinho pelos pickups, são fenomenais mesmo. Em distorção pesada, ouve-se tudinho, têm muita claridade. Nos cleans, são também fantásticos. O que pedi foram uns pickups parecidos em carácter aos Lollar Imperial medium com uns "pozinhos" e... na mouche!

Quando comprar outros pickups, vai ser o Marco que os vai fazer. São os melhores pickups que tive até hoje, e tornam um bacalhau de gama média-baixa como a Harley Benton numa guitarra fantástica. Imagino o que não farão num bacalhau a sério....

  • Gosto 6

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
On ‎13‎-‎10‎-‎2019 at 16:51, xtech disse:

 

 

Opinião à Priori:

Fantásticos! Parabéns @marco.agostinho pelos pickups, são fenomenais mesmo. Em distorção pesada, ouve-se tudinho, têm muita claridade. Nos cleans, são também fantásticos. O que pedi foram uns pickups parecidos em carácter aos Lollar Imperial medium com uns "pozinhos" e... na mouche!

Quando comprar outros pickups, vai ser o Marco que os vai fazer. São os melhores pickups que tive até hoje, e tornam um bacalhau de gama média-baixa como a Harley Benton numa guitarra fantástica. Imagino o que não farão num bacalhau a sério....

Boa tarde xtech

 

Agradeço de coração a review e o teu comentario.

Fico feliz por ter ido de encontro ás tuas expectativas. Sempre ás ordens e boas guitarradas!

Abração!

 

 

  • Gosto 3
  • Obrigado 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora