Bruno Petrucci

Controlador MIDI para vst's - On the cheap



Posts Recomendados:

pgranadas    2133
há 2 horas, xtech disse:

 

Ah uma coisa que me esqueci: interfaces.

Eu gosto que tenha interface MIDI tradicional (MIDI OUT), além da "normal" USB, para ligar a cenas que não apenas o PC.

Se é apenas para ele usar em vst's , não lhe faz falta. Eu tenho, e nunca usei. Apenas no caso de gente que guarda aparelhos do tempo dos dinossauros é que isso é um must. Eu também já fui deses, mas sinceramente, é mesmo só numa de nostalgia, porque em termos de qualidade, esses aparelhos de síntese FM já estão mais que ultrapassados, e também há vst's para emular esses sons quando se quer mesmo algo assim.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Acho que vou avançar para o Nektar com os sliders. É o mais em conta com essas características e, como não sou teclista, não vou "sofrer" com a comparação com um teclado a sério.

Mais: pelos vistos tem facilidade de integração com diversos DAW's, nomeadamente o que uso.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2774
há 19 horas, pgranadas disse:

Se é apenas para ele usar em vst's , não lhe faz falta.

É verdade, mas convém não esquecer que às vezes os drivers são "maus da faca", os sistemas evoluem e eu não tenciono comprar outro controlador midi nos próximos 15 anos... :D 

Eu uso o meu ligado ao computador via MIDI OUT, isto porque: os drivers USB instalam-me uma porrada de porcarias que não preciso e deixam-me o PC mais lento, o que tendo em conta que o meu não é nenhuma máquina toda poderosa, não é de pouca importância.

Ter apenas USB deixa o teclado preso ao PC. Compreendo se a prioridade absoluta for o baixo custo, mas perde em conveniência.

Por exemplo, sair com o teclado e ligá-lo ao iRIG Pro duo no Iphone dá muito jeito e isso no meu caso é feito via MIDI-out. É uma questão de conveniência.

Quanto às emulações, não são a mesma coisa, principalmente se estivermos a falar de material analógico - mas é verdade que também não parece ser este o caso.

Digo isto apenas para alertar... é que quando um gajo compra um material, às vezes pensa só nas necessidades imediatas e depois no futuro arrepende-se. 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
exmusico    81
há 23 horas, xtech disse:

:yes: 

Tem bom aspecto, e deve ter exactamente os mesmos faders e controladores que o meu.

Quanto à qualidade, só experimentando.

Ah uma coisa que me esqueci: interfaces.

Eu gosto que tenha interface MIDI tradicional (MIDI OUT), além da "normal" USB, para ligar a cenas que não apenas o PC.

Tem bom aspecto mas  é muito fraco na qualidade do toque e feeling. Já o modelo de topo da Nektar é sofrível... ( testei-os na FIL em Maio)

Serve o propósito de quem nunca tocou num teclado decente.

Por exemplo a linha M-audio ( que tb é fraca) consegue ser  melhor que esses Nektar.

Decente é contar no mínimo 300 e tal Euro. Para quem leva o assunto a sério e quer usar o controlador como instrumento principal,  é a opção melhor a longo prazo.  

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
exmusico    81
On 03/07/2018 at 18:43, pgranadas disse:

Se é apenas para ele usar em vst's , não lhe faz falta. Eu tenho, e nunca usei. Apenas no caso de gente que guarda aparelhos do tempo dos dinossauros é que isso é um must. Eu também já fui deses, mas sinceramente, é mesmo só numa de nostalgia, porque em termos de qualidade, esses aparelhos de síntese FM já estão mais que ultrapassados, e também há vst's para emular esses sons quando se quer mesmo algo assim.

Está certo mas um teclado Yamaha da linha DX ( por exemplo) é um instrumento musical que interage com o músico ( mal ou bem) tem teclas de altíssima qualidade e um circuito analógico de accionamento dos controlos ( sons notas) sem latência. Ou seja tocas na tecla e  sai o som.

Nos VST, tens o controlador, o circuito integrado manhoso do controladores,  vai ao PC, tene o software, tens o VST a corrre, depois tens a placa USB ou outra , os converters e finalmente sai o som.  O tempo suficiente par se perder totalmente a pica , sobretudo em sons de ataque elevado, elec piano, leads et . Em pads não se nota tanto.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2133
há 19 horas, exmusico disse:

Está certo mas um teclado Yamaha da linha DX ( por exemplo) é um instrumento musical que interage com o músico ( mal ou bem) tem teclas de altíssima qualidade e um circuito analógico de accionamento dos controlos ( sons notas) sem latência. Ou seja tocas na tecla e  sai o som.

Nos VST, tens o controlador, o circuito integrado manhoso do controladores,  vai ao PC, tene o software, tens o VST a corrre, depois tens a placa USB ou outra , os converters e finalmente sai o som.  O tempo suficiente par se perder totalmente a pica , sobretudo em sons de ataque elevado, elec piano, leads et . Em pads não se nota tanto.

Isso depende do sistema que se tem. No meu, não tenho esse problema, mas sei o que é passar por isso, e concordo plenamente contigo. A latência desmotiva imenso.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    865
há 4 horas, pgranadas disse:

... A latência desmotiva imenso.

Bem, um Piano acústico, daqueles com martelinhos e cordas, tem latência!

Pouco mais de 1 milisegundo.

 

 

 

A distância do pianista ao martelo :ph34r:

 

 

 

On 7/3/2018 at 18:43, pgranadas disse:

Se é apenas para ele usar em vst's , não lhe faz falta. Eu tenho, e nunca usei. Apenas no caso de gente que guarda aparelhos do tempo dos dinossauros é que isso é um must. Eu também já fui deses, mas sinceramente, é mesmo só numa de nostalgia, porque em termos de qualidade, esses aparelhos de síntese FM já estão mais que ultrapassados, e também há vst's para emular esses sons quando se quer mesmo algo assim.

Depende.
Eu tenho um rack de oito DX7s da Yamaha (o TX816) e tenho dois VSTIs emuladores de síntese FM de 6 operadores (que é diferente da síntese FM de 4 operadores) e ainda que andem muito próximos, não são iguais.
A síntese FM é analógica e como está mais que visto, os seus "defeitos" são caráter.

De qualquer maneira, em termos de emulação de síntese FM "estilo DX7" (6 operadores) recomendo o Dexed .

Para além de emular com extrema proximidade do original é também um excelente editor de sons para o DX7/TF1/TX816 que, como alguns saberão, eram/são um inferno de programação.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2133

O meu Kaway K1II ainda cá mora....Mas está doentinho :sad:, a cada 8 notas emite um bip estranho.:(

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    865
há 35 minutos, pgranadas disse:

O meu Kaway K1II ainda cá mora....Mas está doentinho :sad:, a cada 8 notas emite um bip estranho.:(

Se calhar é "cracado" :P

  • Riso 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora