Posts Recomendados:

resolectric    770

 

há 8 minutos, 106SSGG disse:

Lmao que hater moço, desde quando é que os volumes têm que estar iguais durante o mix inteiro? Isso é pensamento pré-internet quando música era aborrecida, sem ofensa mas acho muito autista esse post

Levaste o belo do finesse então damn lol

Tu queres é conversa.
troll...

  • Riso 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
106SSGG    3
há 1 minuto, resolectric disse:

^^^^^^
troll

Tu queres é conversa.
troll...

Opinião diferente é troll? Isto é uma echo chamber ou quê? ainda disse sem ofensa vê lá lol

  • Útil 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    770
há 21 minutos, Antonio disse:

Vai ser difícil. Ele misturou e masterisou. Eu nunca tive acesso aos ficheiros sem masterização. 

Já houve montes de revisões. Mails sem fim de correcções. Aquilo vinha sempre mau. Até que se fez uma reunião no estúdio onde era suposto irmos corrigir de vez o trabalho, mas o que acabou por acontecer é que ele contrapôs e deu uma desculpa para cada correcção que nós pedimos. 

Notei que ele queria era fechar o trabalho. 

Ele tinha pedido também o pagamento adiantado, portanto nem houve maneira de dizer "não pago ate estar bem"

Apontas aí aspectos que não são aceitáveis e outros que são absolutamente normais.

Não é aceitável que não tenhas as músicas sem masterização.
Deduzo que sejas o dono das músicas misturadas pois pagaste a mistura e deduzo que sejas o dono das músicas masterizadas pois pagaste a masterização.

Para além disso é mais do que natural que possas precisar das músicas misturadas e não-masterizadas para o caso de, por exemplo, te convidarem a participar numa compilação com vários artistas que será masterizada para os equilibrar entre si.
Portanto, tens de ter as músicas sem masterização.

O que referes sobre o pré-pagamento é absolutamente natural e não acredito que alguém te entregasse o trabalho feito, completo, sem estar pago. Até aí tudo normal.
Também é normal que ele tenha desistido das misturas depois de ter concluído que não conseguia chegar ao som que pretendias ou que não concordava com o que pretendias. Devia era ter dito "não consigo/ não concordo" e o trabalho terminava aí. Evitava pôr-te perante um trabalho "completo", de que não gostas e sem saída possível.

Mas nestas coisas, quando há "revisões" a mais, geralmente vai tudo por água abaixo.
Esse trabalho que publicaste aí está demasiadamente manipulado. Daí ter dito que tem "rato" a mais.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    362
há 27 minutos, resolectric disse:

Apontas aí aspectos que não são aceitáveis e outros que são absolutamente normais.

Não é aceitável que não tenhas as músicas sem masterização.
Deduzo que sejas o dono das músicas misturadas pois pagaste a mistura e deduzo que sejas o dono das músicas masterizadas pois pagaste a masterização.

Para além disso é mais do que natural que possas precisar das músicas misturadas e não-masterizadas para o caso de, por exemplo, te convidarem a participar numa compilação com vários artistas que será masterizada para os equilibrar entre si.
Portanto, tens de ter as músicas sem masterização.

O que referes sobre o pré-pagamento é absolutamente natural e não acredito que alguém te entregasse o trabalho feito, completo, sem estar pago. Até aí tudo normal.
Também é normal que ele tenha desistido das misturas depois de ter concluído que não conseguia chegar ao som que pretendias ou que não concordava com o que pretendias. Devia era ter dito "não consigo/ não concordo" e o trabalho terminava aí. Evitava pôr-te perante um trabalho "completo", de que não gostas e sem saída possível.

Mas nestas coisas, quando há "revisões" a mais, geralmente vai tudo por água abaixo.
Esse trabalho que publicaste aí está demasiadamente manipulado. Daí ter dito que tem "rato" a mais.

Ok. 

Obrigado! Estou muito mais elucidado sobre as coisas! 

Forte abraço

Ps - Não te metas com o 106SSGG que ele está a inventar as novas notas musicais 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
JoelPortugal    430

Viva malta,

Gostei deste tópico, e acho que me podia ser útil.

Então o meu caso é o seguinte:

Eu tenho um projeto de originais e nos últimos meses temos andado a compor e a gravar. 

Esta é a nossa gravação mais recente do nosso tema mais recente:

https://drive.google.com/open?id=1u45NKPkTXkrwus-ghAoulaOnYbHfl6Rd

tenho aqui já preparado as signal chains e o contexto da forma como tudo foi gravado, mas para já queria uma audição às cegas, sem contextos, para que possam opinar sem interferências.

 

Obrigado pelo vosso tempo.

E lembrem-se, o tópico chama-se Critique my mix, por isso, não tenham medo! ;)

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    362
há 1 hora, JoelPortugal disse:

Viva malta,

Gostei deste tópico, e acho que me podia ser útil.

Então o meu caso é o seguinte:

Eu tenho um projeto de originais e nos últimos meses temos andado a compor e a gravar. 

Esta é a nossa gravação mais recente do nosso tema mais recente:

https://drive.google.com/open?id=1u45NKPkTXkrwus-ghAoulaOnYbHfl6Rd

tenho aqui já preparado as signal chains e o contexto da forma como tudo foi gravado, mas para já queria uma audição às cegas, sem contextos, para que possam opinar sem interferências.

 

Obrigado pelo vosso tempo.

E lembrem-se, o tópico chama-se Critique my mix, por isso, não tenham medo! ;)

 

Dream theater em Português? :D:yes:

Falta clareza! Os transcientes, principalmente dos riffs de guitarra, têm de ser bastante mais percussivos. Para as palhetadas saltarem das colunas com força e clareza.   Na minha opinião pede um som modern, bastante mais brilhante. Mas atenção que isto já é gosto pessoal. 

As vozes precisam de melodyne em vários sítios. Mas não é nada que precise de tanta correcção que vá estragar. Acho que está simples de pôr no sitio. 

Em alguns riff, e só em alguns, eu usaria "quantize" para colar a banda toda tipo "super tight" para ganhar impacto. Mas é opção artística e tem apenas a haver com o que o meu gosto pessoal me leva a pedir da musica. 

Boa malha! E olha que eu ando farto deste tipo de cenas... já não costumo ouvir. Mas esta está nice! 

 

EDIT: Lembrei-me, se tiveres acesso ao pluging da waves SSL E-Channel aquilo tem um preset para guitarras que mete logo o impacto todo nessa cena! :ph34r::D 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
JoelPortugal    430

Obrigado pela resposta @Antonio

Clareza -> absolutamente de acordo, soa-me todo pouco definido também e algo muddy… precisa de abrir não é?

Voz -> sim, há ali vários deslizes, justificados por ser um take único e tudo à primeira praticamente. mais umas repetições e uns ajustes ligeiros e vai ao sitio penso

Impacto -> de acordo, falta tight, também concordo,

Deixo agora mais info, 

Notas sobre Signal chains:

Guitarras -> Tube Amp -> cab 2x12 -> mic Akg D5 -> Focusrite Scarlett -> Pc (quad-tracking)

Bateria: Sons Superior Drummer (Toontrack) tocada numa bateria eletrónica -> Midi -> Pc

Baixo: ainda em fase de gravação de algumas partes (não liguem a alguns pregos) mas o sinal foi straight: Baixo -> Di -> Focusrite Scarlett -> Pc

Voz: Mic Akg D5 -> Focusrite Scarlett -> Pc 

TUDO gravado em casa, com gear próprio, sem interferência de qualquer profissional do assunto.

E isto foi apenas Tocado -> captado -> gravado -> misturado 

Não tem grande processamento, muito menos masterização, nada disso AINDA.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
JoelPortugal    430

___

portanto, todos os inputs que possam dar, serão todos bem vindos pois isto é ao mesmo tempo um processo de aprendizagem para nós.

Estamos a gravar e a testar métodos, a fazer de formas diferentes para tentarmos chegar a um resultado satisfatório.

Todas as opiniões e sugestões são bem vindas.

Obrigado!!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 7 horas, JoelPortugal disse:

___

portanto, todos os inputs que possam dar, serão todos bem vindos pois isto é ao mesmo tempo um processo de aprendizagem para nós.

Estamos a gravar e a testar métodos, a fazer de formas diferentes para tentarmos chegar a um resultado satisfatório.

Todas as opiniões e sugestões são bem vindas.

Obrigado!!

Concordo com as dicas que deram em absoluto. Se calhar as vezes é melhor ter menos gain e atacar as cordas com mais agressividade para soar mais percussivo. Nota-se alguma falta de rigor nos tempos ali para os 4:40m. 

Uma questão: O local onde gravam está acusticamente tratado? Falo porque as tras parecem ter um reverb "geral" que torna as coisa mais muddy. 

E acho que tens de definir melhor em cada momento da música qual é a parte que se deve destacar. Soa-me talvez demasiado homogeneo. 

Não sei se ouviste a minha track mas uso o mesmo material que tu praticamente, usando o EZ Drummer 2 para as drums. Utilizo um microfone de consesador de membrana larga (que veio com a focusrite) para gravar vozes e guitarras acusticas. As Eletricas e baixo uso o Amplitube. 
Para puxar mais a bateria, costumo misturar uns samples para dar mais power e presença (Sobretudo ao snare).

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
JoelPortugal    430
há 13 horas, SantiagoRamires disse:

Concordo com as dicas que deram em absoluto. Se calhar as vezes é melhor ter menos gain e atacar as cordas com mais agressividade para soar mais percussivo. Nota-se alguma falta de rigor nos tempos ali para os 4:40m. 

Uma questão: O local onde gravam está acusticamente tratado? Falo porque as tras parecem ter um reverb "geral" que torna as coisa mais muddy. 

E acho que tens de definir melhor em cada momento da música qual é a parte que se deve destacar. Soa-me talvez demasiado homogeneo. 

Não sei se ouviste a minha track mas uso o mesmo material que tu praticamente, usando o EZ Drummer 2 para as drums. Utilizo um microfone de consesador de membrana larga (que veio com a focusrite) para gravar vozes e guitarras acusticas. As Eletricas e baixo uso o Amplitube. 
Para puxar mais a bateria, costumo misturar uns samples para dar mais power e presença (Sobretudo ao snare).

 

Obrigado Santiago, ;)

Quanto ao ataque percursivo das notas, essa é uma questão em debate com o guitarrista, 

há alguma divisão de gostos nesse tema, uns mais a favor do som mais "modern djent" no ataque da palhetada, outros mais "tradicionais"...

é uma questão de estética sonora muito importante que estamos no fundo a amadurecer e à procura do mais adequado.

 

Mas focando no tópico da mix:

- "O local onde gravam está acusticamente tratado?"

De facto, Não, não está, e isso percebe-se sim que pode ter algum efeito na perceção do reverb natural.

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora