Posts Recomendados:

tmo    1364
há 17 horas, paulosergio disse:

A Harmonia existe na música de igual forma como na matemática. O universo é "explicado" através da matemática. E a música está em tudo o que existe. (será o "criador" um matemático e músico?). :)

... eu acho que é mais frequências... :P

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    382

O seno estava na casa de banho, o coseno bate à porta e o seno diz "tangente" 

@F.Coelho não há nenhuma regra que diga que só se pode tocar notas naturais se a tonalidade for Dó Maior. 

Existe sim a realidade de que dessa forma a melodia irá soar diatonica. Existem muitas ocasiões em que não é interessante compor algo completamente diatonico...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
stratocosta    3647

acho que nem o Hendrix nem o Van Halen eram bons a matemática , por isso devem ter contratado uns bons contabilistas :P

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    382
Agora mesmo, stratocosta disse:

acho que nem o Hendrix nem o Van Halen eram bons a matemática , por isso devem ter contratado uns bons contabilistas :P

Exactamente! Houveram "contabilistas" a estudar muito atentamente o que eles fizeram intuitivamente para nós agora percebermos e utilizarmos. É assim que tudo evolui. Incluindo as artes ;) 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
F.Coelho    148
há 22 minutos, Antonio disse:

Exactamente! Houveram "contabilistas" a estudar muito atentamente o que eles fizeram intuitivamente para nós agora percebermos e utilizarmos.


Com o maior respeito por Hendrix, pergunto, o que de novo temos na História da Música?

https://www.youtube.com/watch?v=F40RH4467GI

Escala pentatónica em cima de pentatónica? Espera aí? Mas essa escala já existia na Grécia Clássica.

 

 

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
stratocosta    3647
há 28 minutos, Antonio disse:

Exactamente! Houveram "contabilistas" a estudar muito atentamente o que eles fizeram intuitivamente para nós agora percebermos e utilizarmos. É assim que tudo evolui. Incluindo as artes ;) 

era uma piada com segundo sentido: facturavam tanto que tinham de ter ajuda. o Van Halen ainda deve facturar uns milhões só em merchandise

"É assim que tudo evolui." não vejo nada , ainda ninguém superou esses dois :nojento:

há 11 minutos, F.Coelho disse:


Com o maior respeito por Hendrix, pergunto, o que de novo temos na História da Música?

https://www.youtube.com/watch?v=F40RH4467GI

Escala pentatónica em cima de pentatónica? Espera aí? Mas essa escala já existia na Grécia Clássica.

 

 

 

é o ovo de Colombo , não é a escala , é a expressão com que a tocas.

e o Hendrix não se baseava numa só pentatónica  era mais um "mix" da maior / menor / escala blues

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    382
há 12 minutos, F.Coelho disse:


Com o maior respeito por Hendrix, pergunto, o que de novo temos na História da Música?

https://www.youtube.com/watch?v=F40RH4467GI

Escala pentatónica em cima de pentatónica? Espera aí? Mas essa escala já existia na Grécia Clássica.

 

 

 

You missed the point :rolleyes::D:P

A inovação nesse caso foi fundir ritmo e lead tocando pequenas melodias para embelezar os acordes, durante todo o tema. Se foi com pentatonicas, modos gregos ou afinação micro-tonal não tem importância.  Simplesmente mudou a forma como o mundo olha para a guitarra. Isso depois gera novos interesses e evolução.  

Agora mesmo, stratocosta disse:

era uma piada com segundo sentido: facturavam tanto que tinham de ter ajuda. o Van Halen ainda deve facturar uns milhões só em merchandise

"É assim que tudo evolui." não vejo nada , ainda ninguém superou esses dois :nojento:

Ah! Não tinha percebido. :(:D

A segunda parte, eu acho que evoluiu muito! Mas acho que aqui já entramos no campo das opiniões, gostos, etc... 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
stratocosta    3647
Agora mesmo, Antonio disse:

You missed the point :rolleyes::D:P

A inovação nesse caso foi fundir ritmo e lead tocando pequenas melodias para embelezar os acordes, durante todo o tema. Se foi com pentatonicas, modos gregos ou afinação micro-tonal não tem importância.  Simplesmente mudou a forma como o mundo olha para a guitarra. Isso depois gera novos interesses e evolução.  

Ah! Não tinha percebido. :(:D

A segunda parte, eu acho que evoluiu muito! Mas acho que aqui já entramos no campo das opiniões, gostos, etc..

podemos usar a matemática: fortuna do Van Halen vs Steve Vai  , ou quem é o mais rápido e toca mais notas.

mas em relevância musical  , o Van Halen dá 15 a 0 ao Vai.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    382
há 52 minutos, stratocosta disse:

podemos usar a matemática: fortuna do Van Halen vs Steve Vai  , ou quem é o mais rápido e toca mais notas.

mas em relevância musical  , o Van Halen dá 15 a 0 ao Vai.

Acho que estamos a falar em campos mais "profundos" que técnica de execução e velocidade... 

Em termos de linguagem musical e expressão artística no geral, hoje em dia temos MUITO mais diversidade. Temos mais conhecimento e muito mais ferramentas para facilmente reproduzir as ideias musicais que nos ocorrem.

Basta ir ao Youtube e ver ideias e novas linguagens musicais a fervilhar. 

Acho que o erro é ficarmos presos á linguagem musical com a qual crescemos. Há que abrir a mente a coisas novas ;)  

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora