Faz Tudo

Estúdio próprio



Posts Recomendados:

xtech    2851
há 3 horas, Faz Tudo disse:

volto a dizer, quero poder por a musica fora, não quero demo tapes e depois ter de ir pagar num estúdio para ter algo como deve de ser

@Faz Tudo não me leves a mal, mas não vais conseguir isso da forma como estás a encarar a coisa. Não consideres que gastar 200€ em material de estúdio é muito. Na verdade, não é quase nada. No meu estúdio, que não deixa de ser um home stúdio, devo ter quase 3000€ metidos, entre PC, interface audio, preamp, microfones, computador, fones, controlador midi, monitores de estúdio, interface midi, software, etc. Consigo ter qualidade de estúdio? Não. Nem tanto pelo material, mas porque não é a minha vida e portanto não tenho tempo para aprender tudo o que deveria aprender, nem tempo para praticar o que devia praticar.

 

Para gravares com qualidade sem ter que ir a estúdio, tens que:

  1. Ter material minimamente decente (pelo menos uma interface de áudio e um microfone de condensador)
  2. Ter conhecimentos sobre som e mistura que não se adquirem só a praticar. É preciso ler, estudar, testar.

A principal razão pelo qual os álbuns de estúdio soam bem é porque os estúdios têm material, e porque têm gente que o sabe usar e tem conhecimentos.

Dito isto, não vai ser fácil conseguires o que queres. Eu também gostava de ganhar corridas com um fiat uno, mas por mais que eu deseje isso, nunca vai acontecer. Se quiser ganhar corridas, tenho que ter um bom carro e ter unhas para ele. Resumindo: material e unhas. O material custa dinheiro, e as unhas custam tempo e muitas horas de aprendizagem, experimentação, leitura, etc. Uma ilusão que as pessoas hoje têm é que por ter um PC e conseguirem gravar, conseguem produzir com qualidade de estúdio. Nada mais errado. Não quero com isto desiludir-te, mas alertar-te para o facto de teres que abrir os cordões à bolsa para comprar algum material minimamente decente e gastares muito tempo para aprender.

 

Respondendo directamente às tua perguntas:

  • A Scarlett é bastante melhor (já é uma interface digna desse nome), além de ter mais entradas. Eu indiquei a Behringer porque pediste a "mais barata"... já gravei com uma Behringer baratinha tipo essa e a qualidade era suficiente.
  • Esse microfone é, por assim dizer, "matéria excrementícia". Se tivesses conhecimento das coisas (o que escrevi acima sobre o "tempo" para aprender), saberias que a resposta em frequência anunciada nesse microfone, que é dos 50Hz aos 15Khz significa que vais ter muito poucos agudos captados por esse microfone. A audição humana vai dos 20 hz aos 20 khz, e portanto tudo o que gravares com esse microfone te vai soar abafado. Depois, se soubesses a diferença entre microfones dinâmicos e de condensador, saberias que os microfones de condensador são muito mais sensíveis às pressões sonoras, e portanto captam mais nuances sonoros. Por isso é que eu te recomendei o microfone mais barato de condensador.

 

Resumindo, uma vez que a minha posta já vai demasiado longa:

A malta aqui já te recomendou o melhor para a tua situação, portanto se quiseres aceitar as sugestões, muito bem. Não faz sentido continuar a postar "e este?" "e aquele?" quando ainda não conheces as diferenças do material nem tens ainda as bases teóricas, porque aí o infinito é o limite e as pessoas não vão ter pachorra para te dar respostas sobre os 1001 produtos no mercado. E digo-te isto com toda a humildade, para te tentar ajudar. Quando não se sabe o que necessita, o melhor é seguir os conselhos de quem tem mais experiência. Mas a decisão será sempre tua.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Faz Tudo    3

eu percebo de musica na mao e na voz, pegar num instrumento e na voz e fazer algo bom, não percebo nada de teoria, só pratica, por isso que pergunto
eu não digo ter qualidade de prince ou michael Jackson ou madonna… qualidade para por fora… não demo tapes… se 50 não chega e tem de ser 100 ok, agr se 50 chega gasto 50, não quero é gastar 50 e dps ter de gastar outros 100, entendes? dizes que a berhinger era suficiente, para? era suficiente para pores a musica num lp ou assim? eu nunca gravei sem ser no pc e no telemóvel, não percebo disto, por isso que pergunto… eu sou uma pessoa que chega ao pe de ti e te da um beat uma letra e uma voz, mais nada, o resto não percebo patavina! o microfone já ouvi dizer que condensador é que tem de ser sim, mas vou experimentar com este ate pq nunca o usei
o interface inclinei para aquele apesar de custar 119 + 20, do que li parece ser bom

por ex, eu chego ao pe de ti e toco algo, mas se me pedires para por na pauta esquece! eu não sei o que tou a tocar… arranjo outras maneiras de por no papel para depois… mas por dó ré mi esquece...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    431

Bem.. para gravar voz decente também convém tratar a acústica da sala... 

Para conseguir fazer uma boa mistura também convém ter bons monitores e (muito mais importante) uma sala com boa acústica. 

Estou com o @xtech acho que te estás a iludir um bocadinho... 

 

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2210

Respondendo a tua pergunta do que é que considero qualidade álbum!! Qualquer um dos U2, Adele, DaftPunk, Tony Carreira, Metálica, David Getta, Lady GaGa, Pink Floyd, Adriana Grande, Salvador Sobral, escolhe tu um álbum de sucesso que tenha sido lançado comercialmente, desde que não seja ao nível daquela gaja que agora anda numa de pedófila ou lá o que é.

Essa pergunta é ridícula, mas adiante...

o interface da Focusrite é bom, o da Behringer, evitaria, o micro da Stagg, é tão bom como o teclado de brincar. Nem para Karaoke o usaria, quanto mais para gravar. Há bem melhores no Aliexpress por menos de 20€ como este:

https://www.aliexpress.com/

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
paulosergio    401

Na minha opinião, o gasto maior que se exige para teres um som de alguma qualidade, é no tempo de aprendizagem, de tentativa e erro, para uma boa masterização. Mas claro,  algum material, como microfones com alguma qualidade, jä referidos. Mais do que tudo, procurar no youtube os tutoriais e perder ( ou ganhar) umas boas horas de aprendizagem. Nos tempos atuais, o software e conhecimento, quase fazem milagres. Mas com algum investimento em material e muito investimento em aprendizagem.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2851
há 2 horas, pgranadas disse:

Há bem melhores no Aliexpress por menos de 20€ como este:

https://www.aliexpress.com/

Porreiro! Um micro de condensador a 11 euros? Não deve ser grande coisa, mas por esse preço quase nem um de PC se compra!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Faz Tudo    3

pgranadas, falaste em qualidade decente, diz-me o que é qualidade decente para ti 

há 34 minutos, xtech disse:

Porreiro! Um micro de condensador a 11 euros? Não deve ser grande coisa, mas por esse preço quase nem um de PC se compra!

concordo xtech

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1547

@Faz Tudo O material de qualidade é

  • Robusto,
  • Fiável,
  • Consistente,
  • Resistente,
  • Responsivo,
  • Transmite confiança à performance do músico e isso transpira nos resultados.

Estas qualidades ganham-se ou desenvolvem-se através de cuidados extra na escolha dos diferentes componentes, nos testes de qualidade, na triagem e na filtragem dos espécimens que não se encontrem ao nível desejado, etc... tudo isto se paga. No fim das contas, vão existir marcas com um marketing mais agressivo que outras, mas a qualidade paga-se e as respectivas marcas gostam do status que entretanto adquiriram, não se atrevem a deixar passar material sub par (excepto a Gibson... hehehe).

Muitas vezes as marcas baratas têm produtos bons, mas a consistência e fiabilidade e a frequência disso acontecer de cada modelo... já ouviste falar de obsolescência programada, certo? É o que acontece nas marcas baratas. Funcionam muito bem nos primeiros tempos, depois começam a dar problemas e é então que a malta se convence em comprar coisas mais consistentes.

"O barato sai caro" aqui aplica-se linearmente. Gastas pouco agora, mas gastas tantas vezes que se calhar tinha valido mais gastar um pouco mais no início e sentir render durante muito tempo. Um micro de menos de 50€ só serve para efeitos especiais. Se queres fazer disto vida (ou parte dela) abre os cordões à bolsa de forma inteligente: uma peça de cada vez, pensa mais à frente do que apenas as necessidades actuais e permite-te teres tempo a investigar técnicas de trabalhos que gostes.

  • Gosto 1
  • Obrigado 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Faz Tudo    3
há 1 minuto, tmo disse:

 

Muitas vezes as marcas baratas têm produtos bons, mas a consistência e fiabilidade e a frequência disso acontecer de cada modelo... já ouviste falar de obsolescência programada, certo? É o que acontece nas marcas baratas. Funcionam muito bem nos primeiros tempos, depois começam a dar problemas e é então que a malta se convence em comprar coisas mais consistentes.

"O barato sai caro" aqui aplica-se linearmente. Gastas pouco agora, mas gastas tantas vezes que se calhar tinha valido mais gastar um pouco mais no início e sentir render durante muito tempo. Um micro de menos de 50€ só serve para efeitos especiais. Se queres fazer disto vida (ou parte dela) abre os cordões à bolsa de forma inteligente: uma peça de cada vez, pensa mais à frente do que apenas as necessidades actuais e permite-te teres tempo a investigar técnicas de trabalhos que gostes.

é por isso que estou a procurar o certo

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1547

Não há um certo ABSOLUTO, mas sim relativo às circunstâncias de cada um. Podes idealizar e procurar um compromisso. Defines objectivos e passos para lá chegares. Uma grande caminhada começa no primeiro passo. O erro é pensar que se desenrasca a coisa com o meia bola e força, ou que é necessário tudo e mais alguma coisa para depois não se fazer nada porque ficamos intimidados e não se sabe onde começar... Define bem os teus objectivos e necessidades para programares o que precisas de adquirir. Sugiro que apostes nos aparelhos com as opções do nível seguinte, pois quando as tuas necessidades evoluírem (que vai acontecer), o hardware já está disponível. Ou seja, se de momento só precisas de 1 entrada para micro, aposta num interface com duas ou até 4. As diferenças de preços podem parecer grandes, mas não estamos a falar de valores absurdos. Um interface entre os 200€ e 300€ já te dá MUITA margem de manobra, assim por alto estou a pensar na Focusrite Scarlett 18i8 de 2ª geração.

Relativamente a micros, é um poço sem fundo, quanto mais cavas, mais há para descobrir. Investiga o que há por aí. Pessoalmente, gosto dos de condensador de diafragma largo, mas os dinâmicos também devolvem bons resultados.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora