tiagocunha

Guitarra em cortiça expandida



Posts Recomendados:

xtech    2920

A mim parece-me uma boa iniciativa. Não há muita investigação nesta área, e toda a que se faça é de elogiar. A quantidade também gera qualidade... se houver 100 teses sobre um assunto, é mais provável que haja 10 excelentes do que só se fizerem 10.

Compreendo as críticas do @tmo e do @pgranadas.

Em termos de design, não percebo grande coisa (para não dizer nada), e portanto vou-me abster de dizer alguma coisa.

Quanto à parte de usar cortiça apenas nas asas, bom, talvez não tenha sido pouca ambição. Talvez a cortiça expandida não aguente as tensões das cordas sem desafinar, por exemplo, ou sem alteração das propriedades físicas (empeno). Imagino que sendo uma tese de mestrado, tenha analisado o "estado da arte" e decidido optar pelo centro em madeira maciça por bons motivos. 

Quanto ao acrescentar coisas... é verdade que se podia ter ido mais além, mas a lista de coisas que foram acrescentadas às guitarras tradicionais Tele-Strato-LesPaul-SG-ES-335 não tem vingado muito, por mais geniais que tenham sido a malta quer sempre as coisas da velha guarda. Assim de cabeça lembro-me das seguintes inovações que por muito geniais que possam ser, não passaram de coisas de nicho:

  • Buzz Feiten Tuning System
  • Afinadores Robot da Gibson
  • Corpos em Luthite da Ibanez
  • Corpos em materiais compósitos (Estou-me a lembrar de uma Yamaha RGX A2)
  • Guitarras com corpo em acrílico

 

 

Em termos de design, a não ser as Parker, não me lembro assim de cabeça de outros designs memoráveis que tenham sido um sucesso alargado fora os tradicionais que tenham tido grande sucesso.

Já se tinham feito guitarras em cortiça? Não. Uma tese não tem que servir necessariamente para trazer a melhor coisa ao mundo. Pode ser um teste de conceito, por exemplo, que talvez tenha sido o que se quis aqui. A tese certamente terá a sua história, a sua motivação e as suas conclusões e seria uma coisa que eu acharia interessantíssimo ler.

Apesar de tudo, antes de tudo acho que já é de de louvar a iniciativa de ter escolhido a área das guitarras para fazer a tese.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1662

Pois, mas há um empolar exacerbado do assunto, afinal a guitarra não é feita DE cortiça, mas COM cortiça, o que muda substancialmente o sentido das coisas, razão pela qual me manifesto algo ácido com o tema.

Vou recordar outra marca que inova substancialmente no DESIGN e escolha de materiais: Teuffel

teu-bfguitar.jpg

 

Isto sim, é inovação quer em design (estética/função) quer na escolha dos materiais (função/técnica), quer nas possibilidades tonais (design/técnica)...

 

Outra marca que completamente fura todos os padrões estéticos e convencionais sobre como deve ser uma guitarra é a Gittler

gittler-homepage-white-bg.jpg

Ao lado de qualquer uma destas marcas referidas... a proposta parece-me pobre, não me parece haver uma justificação suficientemente plausível para o uso de cortiça como material para as laterais do corpo além de um simples "é VISUALMENTE diferente". O argumento de ficar mais leve já tem vindo a ser trabalhado por marcas como a Gibson com as suas "n+1" variantes do "weight relief".

Portanto, qual é o REAL benefício? Porquê desta promoção assim tão "uau" com direito a notícias? Faz lembrar as histórias com o Rui Luís de há uns anos atrás, diziam as notícias que tinha inventado um sustainer ou um pickup que tirava cafés... mais do mesmo...

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1131
há 41 minutos, tmo disse:

Pois, mas há um empolar exacerbado do assunto, afinal a guitarra não é feita DE cortiça, mas COM cortiça, ...

E para esses casos, de guitarras que incorporam outros materiais, temos a fantástica guitarra do Waylon Jennings (quem não o conhecer pela música que faz, talvez o conheça por ser o narrador da série "Três Duques - The Dukes of Hazard" e por tocar o tema da série).

Guitarra coberta de couro trabalhado à mão.
Já existem réplicas "tribute" mas a original esteve a ser leiloada aqui. Parece que foi comprada pela Nicole Kidmann.

WaylonJennings.jpg.7289f1954b2763bd45da46298a8ad158.jpg

 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
F.Coelho    235

Vou dar a minha opinião.

No que concerne ao produto em si, cortiça, vejo uma vantagem em termos ecológicos, já que não promove o abate de árvores.

Independentemente do design, pois como já aqui disseram existe muito e muito por esse mundo, importava obter/saber a "radiografia" de propagação das ondas nesta guitarra (e neste tipo de material, já agora). Isto é, a par de um mestrado de design (se não estou enganado) deveria ter sido aproveitado para um estudo laboratorial em propriedades de materiais e propagação de ondas com a obtenção de um modelo 3D, como também se pode encontrar na internet, para alguns modelos.

De qualquer modo, pelo material utilizado, de certeza que terá uma resposta sonora diferente de qualquer outro material (o que é óbvio e elementar).

Espero que seja um começo (um bom começo) para catapultar o nome de Portugal e também, sempre, a música neste tipo de instrumento.

Deixo aqui os meus parabéns aos envolvidos no projecto.

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1662

Deixo aqui outro link para outra marca EUROPEIA completamente out em termos de oferta de produto: Basslabs.

Guitarras completamente ocas (ou quase), feitas num material compósito, com um design único e ergonomia... aprimorada, quanto mais não seja pelo peso dos instrumentos ser consideravelmente menor.

cguitar_silver_363x146.jpg

...

O argumento de não ser necessário o abate de árvores para a construção é válido quanto baste, pois a dita guitarra continua a ter o braço em madeira, assim como todo o eixo do corpo no qual se ligam todas as peças (braço, ponte, pickups...).

Desculpem, estou a ser particularmente ácido com este trabalho, mas irrita-me profundamente esta falta de objectividade para promoção de objectos. Vi algumas notícias  dizerem "1ª guitarra eléctrica feita DE cortiça"... vou ver e sinto-me enganado, final, não era DE, mas COM. E depois o design era igual a todos os outros... enfim, pobre...

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
hypermnesium    1184

Não me vou alongar muito porque tenho praticamente a mesma opinião do @tmo.

No fundo estamos a falar de uma guitarra com apliques de cortiça. Como sempre nestes casos, se apresentamos o selo "inovação portuguesa" a imprensa come e propaga a lenda.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2920

Opah o moço fez uma tese sobre uma guitarra de (ou com, se quiserem) cortiça, coisa que ainda não tinha sido feita. Há tanta gente a fazer partscasters que são cópias das originais e ninguém critica, qual o problema de alguém experimentar com cortiça? O moço pelo que consta nem sequer é Luthier..

As guitarras que o @tmo mencionou estão certamente num nível acima em design e uso de materiais, mas algo na mesma linha seria fazível numa tese de mestrado por alguém que não é Luthier nem domina a ciência dos materiais? Será que tinha equipamentos, maquinaria e dinheiro para isso? É que cortar cortiça é mais simples que andar aí com autoclaves e coisas do género...

Laissez faire laissez passer, diria eu. Isto é tipo o ovo de Colombo: se não existisse ninguém criticava. Pelo menos acho que se deve gabar o facto de pelo menos existir, de se ter feito QQ coisa numa área que em Portugal é um deserto ou quase.

Limitações terá, certamente, mas o moço não deve ter guito para explorar materiais compósitos, a escola como é hábito em Portugal também deve andar tesa... Enfim deve ter feito o que pode, imagino.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
hypermnesium    1184

@xtech Acho que ninguém aqui critica a tese de mestrado, apenas a real valia do producto e até que ponto podemos considerar isto como um passo em frente ou não.

A questão aqui é, apresenta-se um producto como sendo uma "guitarra de cortiça" e claramente não o é. Se amanhã alguém fizer uma guitarra tipo Les Paul com um tampo em cortiça, podemos chamar-lhe uma guitarra de cortiça?

 

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1662

... eu critico a tese de Mestado. É óbvio que não lhe tive acesso nem lhe conheço os contornos e limitações, MAS num mestrado de DESIGN de PRODUTO apresentar um resultado (que é para o caso UMA GUITARRA) em que partes do Design/Conceito são IGUAIS e imagem de marca de outras GRANDES MARCAS... eh pah, faz-me uma comichão do caraças.

É claro que o argumento da tese pode ser EXCLUSIVAMENTE o TRATAMENTO da CORTIÇA como material para uso no CORPO duma guitarra, mas aí não se apresentaria a coisa como "A 1ª guitarra feita DE cortiça, como TESE DE MESTRADO" como foi noticiado. É claro que isto pode ser simplesmente culpa dos redactores das pseudo-notícias que vimos...

Quanto ao moço Mestre/Mestrando não ser Luthier, bem, esta thread apresenta a coisa como uma MARCA de guitarras...

Só para relembrar, sinto-me enganado pelas notícias...

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
ncarmona    462

Só para aproveitar a maré de guitarras com design "à frente", lembro só estes dois exemplos recentes:

 

Relish Guitars

WVx_Wf-GYSy75MGRrrHLPrDX0RWNg_KN1gM6P7lh

AfkdKBMD6bn_zoFs3unOs3CWqUWQIIJmie5B_uAx

 

Hartung Guitars

XSCgHBXG2BmKUkZDYX_UwXVJTODQ1oz_MzM2b8GB

iaFswg6Hb4rvOZCJghBYtKzKayf5PxUpKWrE4qba

 

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora