tiagocunha

Guitarra em cortiça expandida



Posts Recomendados:

pgranadas    2305

Pessoalmente, não vejo nada de negativo no facto de se fazer uma guitarra COM cortiça. A única coisa que não aprecio nestes casos, e a falsa publicidade e o aproveitamento de modas. Agora está muito em voga tudo o que seja feito de cortiça, e então fazer uma guitarra “DE” cortiça, é uma forma de dar nas vistas.

Relativamente ao uso da cortiça, além dos benefícios que já foram referidos, há ainda o peso. Eu prefiro guitarras mais leves, logo o uso da cortiça permite uma redução substancial do peso total do instrumento, algo que me agrada, até porque não vou na treta do Wood tone.

Estou com o @tmo, no que diz à pobreza do projecto. Num curso de design, apresenta uma guitarra com o formato telecaster!!! Até podia ser feita de pó de fada. Continua a ser um design mais que ultrapassado, o que num mestrado de design....:facepalm:

De resto, é na boa, continue e espero que tenha muito sucesso.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
F.Coelho    256
há 14 horas, pgranadas disse:

até porque não vou na treta do Wood tone.

Precisamente.

Achei o vídeo interessante por uma razão:

Quem o faz não chega praticamente a qualquer conclusão. De facto tanto trabalho para nada de palpável (ou melhor, audível).

No meu entender quem fez o vídeo partiu de um pressuposto errado que é:

Uma guitarra de corpo maciço = Uma guitarra de partes sobrepostas.

Uma guitarra de corpo maciço permite a propagação das ondas sonoras no seu interior até aos seus bordos (limites) onde se dão fenómenos de reflexão/dissipação. No caso do vídeo, grande parte das ondas sonoras ao sair da estrutura fixa encontra logo uma interrupção de material diferente, propenso mais a dissipação do que propriamente a propagação (veja-se o caso dos braços onde se procura uma forte fixação ao corpo, ou veja-se mesmo o caso raro de guitarras de peça única, como forma de permitir uma maior propagação e uma menor dissipação).

Portanto diria que o que define, no caso do vídeo, fundamentalmente o tipo de som é a estrutura amovível que o autor faz. O facto de sobrepor, nas experiências realizadas, vários tipos de madeiras pouco ou nada influencia o som. E tal pode-se constatar nas sucessivas gravações que fez, entre as quais não se nota qualquer diferença, a meu ver.

No caso da guitarra em discussão, do que tive oportunidade de ler e ouvir, e tal como disse no primeiro post, falta a análise laboratorial para observar de que maneira a cortiça influencia a propagação/dissipação das ondas sonoras e assim avaliar a mais valia da utilização deste material.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1730

Está com piada o filme, mas demonstra mais ou menos o que se verificou no filme da guitarra COM cortiça... as laterais influenciam muito pouco o som de uma guitarra eléctrica de corpo sólido.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1194
On 4/13/2019 at 21:18, tmo disse:

Está com piada o filme, mas demonstra mais ou menos o que se verificou no filme da guitarra COM cortiça... as laterais influenciam muito pouco o som de uma guitarra eléctrica de corpo sólido.

É verdade e nao são só as laterais.
Tenho uma guitarra eléctrica de ressonador (resonator) com um pickup no cone metálico e um P90 perto do braço.
Qualquer pessoa se espanta como aquela guitarra tão "peculiar", com tão pouco corpo e ainda por cima, com um cone metálico ressonante no centro do corpo, pode soar tão "neutra", tão próxima de qualquer guitarra eléctrica comum, quando se utiliza só o P90.

Fica aqui a imagem só para dar uma ideia da disposição das partes que refiro.

A imagem não é da minha, que tem um P90 Kevin Lollar branco mas serve.
Alguns modelos desta guitarra têm sido lançados com um lipstick mas nunca ouvi o resultado dessa opção.

National_Resolectric_Revolver_trans_black_top_1.jpg.e8f2b8636652c1a89386aa00b310cb1b.jpg

 

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Alguém    49
há 2 horas, ncarmona disse:

Nem de propósito

 

A guitarra é muito fixe! Deve pesar menos de metade da minha LP.

O preço também é inversamente proporcional. :D

  • Riso 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
jlcosta    730

A sério que a malta está a pegar no mestrado do rapaz??? Damm!!!
Que fundamentalismo! :unsure:

Só tenho uma coisa a dizer contra, o braço não é feito por ele para que haja uma reivindicação de mérito a 100%, de resto, a iniciativa parece-me brutal, venham mais. Que o rapaz aprenda e que se torne um bom luthier como há muitos em Portugal.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
drill    303

Ia talvez desenvolver demais. Fico-me por isto:

Concordo com o Jlcosta. Parabéns pela iniciativa. Sem conhecer melhor o relatório e o trabalho envolvido não consigo dizer grande coisa, mas só pelo facto de ter construído um corpo de uma guitarra (ainda para mais num material pouco comum) fez mais que muitos mestres que conheço.

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora