Posts Recomendados:

pgranadas    2307

Novos headphones, finalmente adquiridos, depois de muito namorar e ler, e pesquisar, e etc, e tal. À bocado dei com umas notas minhas relativamente a quando comecei a busca, e datam de há quase dois anos atrás.

Entao o embate final, depois de muita ponderação, ficou para ser decidido pelos meus ouvidos entre:

senheiser HD650

beyerdynamic DT 770

beyerdynamic DT 880

beyerdynamic DT 990

Audio Technica ath r70x

akg k712

No início do combate os dt770 e akg k712cairam logo por ko. Qualidade de som boa para o preço, mas pretendia algo que me venha a servir como monição para misturar, e tendo já em casa uns bons auscultadores, pretendia algo que fosse claramente melhor.

Os DT 880 e 990 resistiram, especialmente pelo conforto, são realmente os mais confortáveis de todos, e a qualidade sonora é também muito boa, mas não tão boa como os HD650 e os ath r70x.

ficando estes dois para último, o frente a frente durou duas horas de análise.

A nível de construção, os Senheiser são melhores. Parecem mais robustos.

a nível de conforto, ganham os Audio Technica, se bem que a sensação inicial é um pouco estranha pelo facto de a aba superior não permitir ser regulada, o sistema de ajuste é feito autonomamente com duas abas de cada lado, que sao pressionadas contra a cabeça do ouvinte por molas. Estranhei inicialmente o sistema, mas parece-me que funciona bem. Os auscultadores ficam bem fixos na cabeça, sem pressionar, e acaba-se por esquecer que se está a usar uns.

a nível sonoro, aqui foi muito difícil a decisão, e era também a mais importante, mas ganharam os áudio técnica.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    2953

Antes de mais, parabéns pela compra!

Sinceramente, esse Audio Technica, parecem-me excelentes, e provavelmente eu também os teria escolhido. Assim sem ver a curva de resposta em frequência, também me parecem a melhor opção em termos de qualidade.

E que tal em termos de som? Notas uma grande diferença relativamente ao que ouvias antes?

 

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1196

Provavelmente uma excelente opção e digo "provavelmente" porque não conheço esses mas digo "excelente" porque no meu estúdio sempre tive Audio Technica.
Já há umas décadas que uso os ATH-M40 e os ATH-D40. Estes últimos são mais "pesados" nos graves, agradam imenso a bateristas e baixistas e já os usei como monição única para gravações sinfónicas e não me enganaram. Muito bons para apreciar os microfones omnidireccionais!
Entretanto esta linha M foi descontinuada mas ainda tenho seis auscultadores desses.

Tem atenção que o som dos auscultadores vai mudando com o uso e é frequente que sejam mais "graves" no início, começando a tornarem-se mais lineares (há que diga "abertos") com o tempo.
Se quiseres acelerar o processo de "rodagem" e para não "rodares" demasiadamente os tímpanos, deixa-os a tocar com um volume considerável, fora da cabeça.
"Considerável" é algo que suportarias a utilizá-los mas por pouco tempo.

Ao fim de umas horas, devem estar melhores.
Isto acontece com quase todos (não digo todos porque gosto de falar por experiência própria e não experimentei todos).

  • Gosto 1
  • Útil 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2307
há 21 minutos, xtech disse:

E que tal em termos de som? Notas uma grande diferença relativamente ao que ouvias antes?

Obrigado @xtech.

Sim, há vários aspectos em que noto já a melhoria. O facto de serem abertos, permitem utilizar durante muito tempo sem fatiga, o que quando se está a dar atenção a pequenos detalhes, é essencial como sabes. Os que já tinha, coloram o som, e por vezes tinha dificuldade em perceber se os ajustes que fazia, eram os adequados. Nestes, o facto de serem tão flat, permite uma melhor percepção. Claro que ainda tenho agora de fazer aquilo que é essencial em qualquer escuta. Habituar os meus ouvidos a como se ouve a música neles, para melhor tomar decisões. Mas acredito que tenha agora uma ferramenta muito mais fidedigna do que antes. Nas audições que já fiz, parecia que estava a finalmente a ouvir aquelas musicas, que pensava já conhecer antes. Ouvir o Sunrise da Nora Jones, foi uma nova experiência. Os detalhes do palco sonoro, a distribuição dos instrumentos no palco, o respirar da Nora e a subtil rouquidão da voz. Tudo isso veio ao de cima como se nunca tivesse realmente escutado aquela música antes.

Obrigado pela dica @resolectric, vou fazer isso.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1731

Há quem faça o mesmo às colunas de guitarra/baixo, etc... novas acabadinhas de sair da fábrica são mais duras...

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora