phillipric

Opiniões sobre os últimos Workstation Gama Média



Posts Recomendados:

exmusico    150

Tenho um montage e a minha teoria é 80% dos sons (performance) são entulho, 10 são interessantes e inovadores (especialmente por causa do botão milagroso) mas pouco úteis em termos práticos e 10 % espectaculares. 

A programação de novas performances dá vontade de cortar os pulsos isto para um gajo que programa sinths há quase 30 anos.:(

A quantidade parva de sons e arpeggios ė de tal forma enorme que eu dou comigo a programar arpeggios novos para não ter de andar à procura. Eu sei que está lá mas o tempo par encontrar é superior ao tempo de programar um novo... 

Em princípio, vou comprar o editor do John Melas. Só não o fiz ainda porque queria aprender a programar à mão.

De resto, é um teclado que me surpreende todos os dias que o ligo. 

Eu sou um gajo dos presets. Quando falo em programar, falo de performances com ritmo e linhas de baixo e pouca edição ( nem é preciso dada a quantidade parva de sons que ele tem). Um pouco como se fosse um arranjador mas com a vantagem de ter alguns sons de base que não se encontram em arranjadores.

A ideia da compra foi para meter umas mrds no youtubas just for fun q a minha vida não é isso. Mas admito que é um teclado bom de mais (overkill) para um amador mas curiosamente não estou arrependido sobretudo porque me dá imenso gozo explorar os sons e improvisar nele. 

 

 

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    318
há 1 hora, exmusico disse:

Tenho um montage e a minha teoria é 80% dos sons (performance) são entulho, 10 são interessantes e inovadores (especialmente por causa do botão milagroso) mas pouco úteis em termos práticos e 10 % espectaculares. 

A programação de novas performances dá vontade de cortar os pulsos isto para um gajo que programa sinths há quase 30 anos.:(

A quantidade parva de sons e arpeggios ė de tal forma enorme que eu dou comigo a programar arpeggios novos para não ter de andar à procura. Eu sei que está lá mas o tempo par encontrar é superior ao tempo de programar um novo... 

Em princípio, vou comprar o editor do John Melas. Só não o fiz ainda porque queria aprender a programar à mão.

De resto, é um teclado que me surpreende todos os dias que o ligo. 

Eu sou um gajo dos presets. Quando falo em programar, falo de performances com ritmo e linhas de baixo e pouca edição ( nem é preciso dada a quantidade parva de sons que ele tem). Um pouco como se fosse um arranjador mas com a vantagem de ter alguns sons de base que não se encontram em arranjadores.

A ideia da compra foi para meter umas mrds no youtubas just for fun q a minha vida não é isso. Mas admito que é um teclado bom de mais (overkill) para um amador mas curiosamente não estou arrependido sobretudo porque me dá imenso gozo explorar os sons e improvisar nele. 

 

 

Olha, tu e que es capaz de me responder ao seguinte:

1 - Como achas a programação de sons de raiz em termos de profundidade? Os samples são faceis de manipular de forma a não soarem nada como o original, com Envelopes, etc?
2 - Como não tenho mais do que 4 entradas na placa de som, e possível ligar um synth externo ao Montage/Modx pelo A/D IN e ligar o Montage/Modx em stereo a placa e gravar ambos assim [ou ambos pelo USB do Montage/Modx]?
3 - Na tua opinião qual a categoria que tem os sons que mais gostas?

Admito que a maior parte das samples das WSs não me interessam minimamente. Concertinas, e instrumentos chineses não estão dentro dos meus gostos [e aparentemente não ha forma de os tirar de la]. Porem vejo as samples como ondas sonoras manipulaveis [se a pergunta 1 for valida] para criar sons novos.
 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
exmusico    150

Ponto 1: sim, há um tutorial do Dom Siglas que dá um exemplo de programação dum som "analógico" com vários elementos. Mas não deixa de ser programação AWM2 típica... No entanto tem uns filtros bacanos.

Ponto 2: passo 8 a 10 horas ao computador por isso, quanto mais longe melhor.:D Não experimentei ainda mas creio que teria toda a lógica visto que o modx6 funciona coma placa áudio se bem que li algures que não é possível. Vou ver se experimento no próx fim de semana

Ponto 3

Os sons que uso actualmente mais são um pack Analog xperience comprado à parte ( tem waveforms acho eu). Vale muito a pena. 78 euros.

 

Em relação a factory presets uso muito o preset DX chill e outros que me fazem mergulhar em pleno nos anos 80. Não tive tempo de explorar ainda.  Não tenho muito tempo. Também passo bastante tempo a tocar hits techno xunga dos anos 90. Tem vários presets qué permitem isso.

Mas tbm toco muito funk e rock com elec pianos wurtziler , clavinet etc  e neste caso, acho os prests do Motif ( que tenho tbm carregados no Montage) parecem me melhor.  Na realidade uso muito como se fosse um arranjador.

 

  • Gosto 1
  • Útil 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    318
há 16 minutos, exmusico disse:

Ponto 1: sim, há um tutorial do Dom Siglas que dá um exemplo de programação dum som "analógico" com vários elementos. Mas não deixa de ser programação AWM2 típica... No entanto tem uns filtros bacanos.

Ponto 2: passo 8 a 10 horas ao computador por isso, quanto mais longe melhor.:D Não experimentei ainda mas creio que teria toda a lógica visto que o modx6 funciona coma placa áudio se bem que li algures que não é possível. Vou ver se experimento no próx fim de semana

Ponto 3

Os sons que uso actualmente mais são um pack Analog xperience comprado à parte ( tem waveforms acho eu). Vale muito a pena. 78 euros.

 

Em relação a factory presets uso muito o preset DX chill e outros que me fazem mergulhar em pleno nos anos 80. Não tive tempo de explorar ainda.  Não tenho muito tempo. Também passo bastante tempo a tocar hits techno xunga dos anos 90. Tem vários presets qué permitem isso.

Mas tbm toco muito funk e rock com elec pianos wurtziler , clavinet etc  e neste caso, acho os prests do Motif ( que tenho tbm carregados no Montage) parecem me melhor.  Na realidade uso muito como se fosse um arranjador.

 

Ja vi os packs. Tenho que ver o que eles conteem em termos de ondas. Eu não sou teclista, portanto quero o bixo mais como um sint do que um arranjador per se. O piano acustico, electrico, algumas vozes e um ou outro sample menos "comum" interessam-me para juntar ao que tenho [e como tambem nao tenho a mínima paciencia para estar a trabalhar com VSTs, da jeito para liga-lo a noite com os headphones e criar patches].

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
phillipric    262

Quando falam com "muito tempo" para editar o que quer que seja, para um tipo que se vê à nora para editar as coisas mais básicas, já estou a ver o filme.

Se tudo correr como previsto, 5ª feira tenho cá um para meter as mãos em cima. Se os presets forem bons, tanto melhor. O que quero mesmo é criar performances que me permitam executar ao vivo sem mais trabalho do que escolher as performances. Pianos, pads, strings, um ou outro e. piano, orgãos e pouco mais. Depois, se conseguir a espectacularidade dos orquestrais com timbalões e afins, mas sem parecerem sintetizados, óptimo. O recurso de usar o microfone e aplicar os FX, podendo definir para cada performance esse mesmo FX é muito útil para mim, dado que sou o vocalista. 

A ver se não me arrependo. :P 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    318
há 35 minutos, phillipric disse:

Quando falam com "muito tempo" para editar o que quer que seja, para um tipo que se vê à nora para editar as coisas mais básicas, já estou a ver o filme.

Se tudo correr como previsto, 5ª feira tenho cá um para meter as mãos em cima. Se os presets forem bons, tanto melhor. O que quero mesmo é criar performances que me permitam executar ao vivo sem mais trabalho do que escolher as performances. Pianos, pads, strings, um ou outro e. piano, orgãos e pouco mais. Depois, se conseguir a espectacularidade dos orquestrais com timbalões e afins, mas sem parecerem sintetizados, óptimo. O recurso de usar o microfone e aplicar os FX, podendo definir para cada performance esse mesmo FX é muito útil para mim, dado que sou o vocalista. 

A ver se não me arrependo. :P 

onde compraste? Ainda estou a espera que haja na Thomman

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    318
há 8 horas, phillipric disse:

Quando falam com "muito tempo" para editar o que quer que seja, para um tipo que se vê à nora para editar as coisas mais básicas, já estou a ver o f

A ver se não me arrependo. :P 

 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
exmusico    150

Nós tutoriais é tudo bué fácil mas qd metes as mãos é outro filme. Por exemplo para editar um transpose, eu raramente encontro a porcaria da página à primeira. Sei que ela existe mas encontrá-la:  está quieto...  São tantos os menus e submenus que qualquer pessoa se perde.  Por exemplo  no montage tenho um catrafada de botões no painel direito. Aquilo tem tantas configurações possíveis que nunca acerto nem consigo perceber como está parametrizado. Cada vez que carrego até tenho medo do resultado. Acho que é dos teclados com maior curva de aprendizagem que já tive. A user interface ė muito pouco intuitiva  e requer tempo. Eu já consigo fazer o que quero mais ou menos e penso que com mais 3 ou 4 fins de semana de chuva consigo atingir o nível pro.   Falta-me dominar só a programação do knob e o sequenciador como deve ser.

 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora