Posts Recomendados:

resolectric    1237

Porque a internet tem dezenas de milhões de compositores.

Comparo-a à rádio de Onda Curta; muito ruído, muitas estações sobrepostas, muita interferência e muita estática.

Contar com a internet para fazer carreira é o mesmo que achar que uma carreira não palpável é suficiente.

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

O que eu faço são improvisações sim é certo! Não tirei nenhum "curso" para isto! Mas tenho bom ouvido e um rádio na cabeça disso pode ter a certeza de músicas que nunca ouvi antes.

Tento por o meu dom em prática  e divulgá-lo. A par disto tirei o curso de Direito e estou a gerir um negócio familiar. Não dá para me dedicar exclusivamente à música. Quem me dera!

Mas hoje cheguei ao fim só de uma semana de You Tube aos 100 inscritos. Veja o meu canal "DAISY RETRO" e comprove...

Cumprimentos

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
ncarmona    482
há 2 horas, Margarida Vilas Boas disse:

O que eu faço são improvisações sim é certo! Não tirei nenhum "curso" para isto! Mas tenho bom ouvido e um rádio na cabeça disso pode ter a certeza de músicas que nunca ouvi antes.

Tento por o meu dom em prática  e divulgá-lo. A par disto tirei o curso de Direito e estou a gerir um negócio familiar. Não dá para me dedicar exclusivamente à música. Quem me dera!

Mas hoje cheguei ao fim só de uma semana de You Tube aos 100 inscritos. Veja o meu canal "DAISY RETRO" e comprove...

 

Bom dia . O @resolectric respondeu à sua pergunta de modo muito objectivo. Acho que não deveria ter respondido de forma tão emotiva. Aliás se quer fazer carreira na música tem de ter humildade para ouvir opiniões com as quais não concorda e tentar procurar algo de positivo nisso. E sim, as carreiras constroem-se fazendo networking dentro e fora da web, partilhando experiências, indo a concertos e procurando SEMPRE aprender e não "ensinar". Só publicar clips no Youtube não chega

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1237
há 6 horas, Margarida Vilas Boas disse:

...

Tento por o meu dom em prática  e divulgá-lo.
...

 

Eu tenho 15 discos editados com música minha e você nunca ouviu falar de mim.
Posto isto...

só me cabe repetir o que eu disse antes e subscrever o que disse o @ncarmona.

Nada disto significa que a @Margarida Vilas Boas não se torne a maior compositora do século mas compreenda que talvez a Margarida não tenha ouvido também as outras maiores compositoras do século.
E algumas são mesmo fabulosas.

É assim a vida.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

É muito provável que não o conheça pois não se dá a conhecer tão bem como outros talvez.

Não quero ser a melhor compositora do século, só quero como queria o António Variações encurtar a distância entre Braga e Nova York.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1237
há 21 horas, Margarida Vilas Boas disse:

É muito provável que não o conheça pois não se dá a conhecer tão bem como outros talvez.

Não quero ser a melhor compositora do século, só quero como queria o António Variações encurtar a distância entre Braga e Nova York.

Margarida, teria tantas histórias para lhe contar, sobre carreiras, sucessos e a justiça (ou não) dessas coisas.
Outra coisa de que lhe poderia falar seria sobre a memória do "público" e quão curta esta é.

Há muita viagem já feita de Braga para Nova Iorque, por grandes compositores que não têm dinheiro para ir ao supermercado.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    509
On 26/11/2019 at 00:40, Margarida Vilas Boas disse:

Porque é tão difícil para um compositor atingir os 100 subs no you tube?

Há muito ruido sim. Mas a maior parte não está a fazer o que tem de ser feito!

Acompanhar as tendências e estudar algoritmos. E não estou a falar de tendências musicais. Por exemplo, o Instagram e facebook agora estão a dar muito destaque aos diretos, é fazer diretos!  

O problema é que fazer promoção independente é muito trabalhoso. Para fazer promoção como deve ser, ficamos com o tempo super reduzido para fazer musica… Alem disso, não é de borla. Anúncios pagos são um must.  

Em fim, acho que pela primeira vez temos realmente possibilidade de fazer carreia independente. Mas com a democratização da carreira musical surge também o facto de que cada artista fica com uma fatia pequena do bolo. Ficar milionário com a musica e ser uma "Big Star" está a ficar cada vez mais impossível, mesmo com editoras á mistura. Viver confortavelmente a fazer musica de forma independente já será um objetivo mais real e muito prazeroso de se atingir.   

Quanto a ganhar seguidores, chamo a atenção para que se os posts nas redes sociais (incluindo o YT) sejam apenas anúncios para as musicas, não vai resultar. Tem a haver com as tendências… A tendência hoje em dia é as pessoas seguirem historias. Talvez encontrar interesses e assuntos para falar oferecer em forma de conteúdo e, pelo meio, ir pondo as musicas.. Ou interligar tudo. Este modelo é novo, estamos todos a tentar perceber como funciona. Os mais espertos vão prevalecer. 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1237

Curiosamente estava agora mesmo a ler um artigo na revista TapeOp, que chegou há "um par" de dias e um parágrafo chamou-me a atenção:

Citação

Demote social media as a form of affirmation of your
talents. Your pride in your own work and the support of
those close to you have to be enough. You’re simply
not going to get lasting external validation
from social media (and I’m including streaming
services in that term) because they’re designed to be
fleeting. I know these are the numbers we’re measured
by, and we have to play the game, but in the big picture
it’s not that important. When your grandkids pull out a
record you did 40 years from now, you’re not going to
say, “That one got 8,200 Spotify plays in its first week!”

«Working Happy» by Justin Douglas
TapeOp 134, página 12

É isso tudo, sem tirar nem pôr.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora